Deutschlandlied

hino nacional da Alemanha

Das Lied der Deutschen (em português, "A canção dos alemães") ou Deutschlandlied ("Canção da Alemanha") é uma canção que se tornou o hino nacional da Alemanha.

Deutschlandlied
Das Lied der Deutschen
Português:  Canção da Alemanha
A Canção dos Alemães

Hino Nacional  Alemanha
Letra August Heinrich Hoffmann von Fallersleben, 1841
Composição Joseph Haydn, 1797
Adotado 1922
Letra do hino (Wikisource)
Wikisource-logo.svg Das Lied der Deutschen

HistóriaEditar

A letra de Deutschlandlied foi escrita em 1841, pelo professor August Heinrich Hoffmann von Fallersleben, sobre a melodia do Quarteto do Imperador (Quarteto de Cordas em dó, Op. 76,3), composto por Joseph Haydn em 1797. Fallersleben era republicano e um fervoroso partidário da unificação alemã, características que o tornavam politicamente subversivo num país fragmentado em mais de 20 pequenas monarquias e cidades-estados. Perseguido por suas ideias e atividades políticas, refugiara-se na ilha de Heligolândia, no Mar do Norte, onde o poema foi escrito. Mesmo após a unificação da Alemanha, a composição de Fallersleben foi ignorada, e, durante muito tempo, o Segundo Reich (1871-1918) nem sequer tinha um hino nacional oficial. Mas Deutschlandlied acabou por se tornar, informalmente, o hino nacional, constituindo-se, naquele momento, como a melhor expressão do sentimento patriótico dos alemães.

Em 1918, terminada a Primeira Guerra Mundial, o Império Alemão também chega ao fim, sendo sucedido pela República de Weimar, cujo primeiro Presidente, Friedrich Ebert, decide elevar, formalmente, a Deutschlandlied à condição de hino nacional, em 1922.

Durante o Terceiro Reich (1933-1945), a primeira estrofe da letra da canção ("Deutschland über alles...") era usada como hino nacional, sempre seguida de Horst-Wessel-Lied - o hino do Partido Nacional Socialista (NSDAP), que hoje é proibido na Alemanha.

Após o fim da Segunda Guerra e a partilha da Alemanha entre os Aliados (1949), a República Democrática Alemã (RDA, a Alemanha Oriental) adotou "Auferstanden aus Ruinen" ('Reerguidos das ruínas') como hino nacional, enquanto a República Federal da Alemanha (RFA, a Alemanha Ocidental) não teve, de imediato, um hino nacional.

Finalmente, em 1952, Deutschlandlied foi reconhecida como hino nacional da Alemanha Ocidental. Numa troca de correspondência entre o primeiro Presidente Federal, Theodor Heuss, e o Chanceler Federal, Konrad Adenauer, estabeleceu-se que "em solenidades oficiais, cantar-se-á a terceira estrofe." A primeira estrofe deveria ser evitada, por conter os versos "Deutschland, Deutschland über alles, Über alles in der Welt" ('Alemanha, Alemanha acima de tudo/ Acima de tudo no mundo'), o que poderia remeter à crença na superioridade germânica - algo imperdoável, em pleno período de desnazificação.[1]

A correspondência trocada no período de 19 e 23 de agosto de 1991, entre o Chanceler Helmut Kohl e o Presidente da RFA, Richard von Weizsäcker,[2] confirma a tradição de Das Lied der Deutschen como exortação à unidade alemã: «Todas as estrofes da canção formam um todo, que é um documento da história alemã (...). A terceira estrofe da "Canção dos Alemães", escrita por Hoffmann von Fallersleben com a melodia de Joseph Haydn, é o Hino Nacional do Povo Alemão.»

Referências

  1. Por que é tão ofensivo cantar os versos antigos do hino da Alemanha. Por Ubiratan Leal. Rodínia, 14 de fevereiro de 2017.
  2. Publicada no Boletim do Departamento de Imprensa e Informação do Governo Federal, número 89/1991, de 27 de Agosto de 1991.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Deutschlandlied
 
A Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Deutschlandlied