Discussão:Emmanuel (espírito)

Último comentário: 14 de setembro de 2023 de VdSV9 no tópico Seção encarnações

Sobre a autoria e descrição das imagens

editar

Pesquisei, mas não encontrei, a autoria e uma melhor descrição para a imagem no topo da página. Não parece provável que se trate de um retrato do "espírito", dada a descrição feita por Xavier deste. Ao que me parece, é o retrato feito por alguém e dado de presente a Xavier. Possivelmente seria um retrato de um dos "Publius Lentulus" ou de alguma outra alegada encarnação de Emmanuel? Se alguém do meio espírita tiver como descobrir e atualizar a legenda de acordo, ficaria melhor. VdSV9 22h09min de 24 de agosto de 2023 (UTC)Responder

Voltei aqui porque, pensando sobre a forma como está - uma figura sem atribuição de autoria, sem termos uma fonte fiável para dizer o que ela realmente representa (se é o espírito, uma pretensa encarnação dele, ou nenhuma das duas coisas) -, está bastante, digamos, não-enciclopédico. Este é o nível de verificação de informação que se espera de um fansite blogspot, não da Wikipédia. Se ninguém trouxer as informações em mais alguns dias, vou remover a imagem. VdSV9 21h05min de 26 de agosto de 2023 (UTC)Responder
Mais um ponto: existe outra imagem, a que é mencionada no verbete como sendo de autoria de Delpino Filho, que supostamente retrata o Publius Lentulus Cornelius, e é completamente diferente da imagem atualmente no topo do verbete. VdSV9 21h11min de 26 de agosto de 2023 (UTC)Responder
É lastimável a apropriação espírita feita no artigo do Publius Lentulus Cornelius neste momento. Sturm (discussão) 21h17min de 26 de agosto de 2023 (UTC)Responder
E existe alguma evidência da existência dessa pessoa? O verbete em inglês é somente sobre a tal "carta de Lentulus", que sequer parece ter sido escrita nos tempo de Jesus. Não parece existir evidência da existência do indivíduo. Espíritas dizem que é bisneto de outro Publius Lentulus, mas não sei se tem algo externo ao espiritismo que corrobore isso, ou se são meras alegações.
A Enciclopédia Católica alega que é uma pessoa fictícia [1] com boa justificativa acadêmica. Por mais que também seja uma fonte religiosa, certamente tem mais peso que os escritos do médium mineiro. Até porque, se os católicos tivessem algum viés religioso nessa história, seria em favor de corroborar a hipótese da existência do indivíduo. O que eu quero dizer é que, se a enciclopédia católica dissesse que ele existiu, isso não seria muito significativo. Mas, como dizem que existiu, é porque há bons motivos para crer que não existiu mesmo.
Todo modo, certamente um verbete sobre a carta, algo concreto e estudado por acadêmicos, merece predominância maior que as alegações de fé dos espíritas. E, se é para existir um verbete sobre o tal personagem, que logo no topo fique claro que se trata de uma pessoa fictícia, então acrescentando que a doutrina espírita atribui uma das encarnações do tal Emmanuel a este indivíduo inexistente. VdSV9 21h35min de 26 de agosto de 2023 (UTC)Responder

Sobre a seção da "nova encarnação no século XX (ou XXI)"

editar

Encontrei uma versão online do livro sendo usado como referência aqui. Primeiro notei que era quase tudo plágio, o conteúdo do verbete tinha apenas algumas palavras modificadas do que tem no livro. Minha primeira ideia foi resumir e reescrever, mas quando percebi que ia ficar algo como "Geraldo Lemos, no livro Deus Conosco afirma que a Sra. Suzana Maia Mousinho lhe disse que Chico Xavier dissera que (...)" ficou claro que esse tipo de boataria não tem peso enciclopédico. VdSV9 18h25min de 14 de setembro de 2023 (UTC)Responder

Seção encarnações

editar

Justificativa para a tag PARCIAL: Linguagem parcial tratando questões de crença como se fossem fatos, precisa ser reescrito segundo WP:RELI. VdSV9 19h38min de 14 de setembro de 2023 (UTC)Responder

Regressar à página "Emmanuel (espírito)".