Discussão:Mitologia cristã

Discussões ativas


UntitledEditar

Isso era pra ser uma pré-def?

Osias 19:10, 16 Nov 2004 (UTC)

Não. Acho que são artigos relacionados com a mitologia cristã - na opinião do autor da página... Enfim, uma lista muito discutível... Até porque ainda não se pôs a questão de chamar o cristianismo, na wikipédia em português, de mitologia - o que acontece na inglesa... Manuel Anastácio 19:22, 16 Nov 2004 (UTC)

Página protegidaEditar

A página foi protegida por estar a ser alvo de guerra de edições. Por favor resolvam o assunto na página de discussão; se necessário, recorram a Wikipedia:Como resolver disputas. Patrícia msg 21h17min de 11 de Março de 2008 (UTC)

Observatore se comporta como um destruidor de textosEditar

Completei a pagina da maneira correta citando as crenças cristãs, como faria com qualquer mitologia:


anjo da espada de fogo, dragão de 7 cabeças, serpente-falante, jumenta-falante, etc.


Eu citando nomes pejorativamente?

Onde?

Por acaso esses seres não são mencionados na SUA bíblia?

Se não gostou das citações, então RASGUE as paginas da bíblia que menciona esses seres MITOLÓGICOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


E POR FAVOR, pare de apagar o texto, ao invés disso modifique-o.

Eu, MichelSmiely.


Opinião Religiosa Dentro Da Wikipédia InfelizmenteEditar

Preste atenção: "Mitologia cristã sob o ponto de vista cético-ateu Entre as diversas pessoas, entidades e acontecimentos tratados como mitológicos no cristianismo pelos céticos e ateus" Ceticos e ateus não podem definir o que é mitologia ou não, concorda? Para isso existe o conhecimento cientifico. Modificado por 201.29.2.32 e Lord Mota esse usuario com certeza esta usando opinião cristã no artigo.--187.13.15.183 (discussão) 14h21min de 12 de março de 2010 (UTC)[]

Modifiquei o artigo deixando o antigo titulo Seres mitológicos do Cristianismo ao inves do titulo infantil: Mitologia cristã sob o ponto de vista cético-ateu que revela que o usuario tem razões religiosas. Também separei em dois: Seres mitológios do cristianismo e Acontecimentos da Mitologia Cristã. Eu espero sinceramente não haver rancor religioso no artigo.--187.13.15.183 (discussão) 14h21min de 12 de março de 2010 (UTC)[]

A opinião de que Jesus seria mitológico é propalada por céticos, por ateus. A informação está correta. Se "cético e ateu não podem definir mitologia", como o colega mesmo afirma, é apenas uma falha do pensamento não cartesiano sobre o tema que se insere em definir tais apontamentos sem levar em conta a arquivologia, por exemplo. Se o colega se poem contra opinião religiosa na Wikipédia, saiba que definir Jesus como mitologia, não passa de opinião religiosa, alem de outros preconceitos mais aplicados por não religiosos, os céticos. Cumprimentos. __ Observatoremsg 20h38min de 12 de março de 2010 (UTC)[]
"apenas uma falha do pensamento não cartesiano"
Obrigado pela pérola. O subtópico "seres da mitologia cristã" não pode simplesmente ser obliterado dessa forma e muito menos maculado com opinião cristã. Você é o mesmo que o usuario de cima acusou de destruir o texto. Você tinha abandonado o artigo, mas resolveu agora voltar com uma metralhadora verbal. É certo que o Jesus histórico foi realmente um homem comum. Mas não se esqueça do Jesus mitológico que estava mais para um mutante dos X-men ou um dos Specials do seriado Heroes do que para um profeta religioso. Se realmente pessoas ceticas negam a existencia dos dois tipos de Jesus, então voce não acha que simplesmente remove-lo da definição seria o suficiente do que simplesmente condenar um subtópico inteiro ou transformá-lo em propaganda anti-ateismo? Ou você discorda que Anjos, Dragões, Espiritos e Unicornios são seres mitologicos? Sem Cumprimentos.--189.93.135.232 (discussão) 03h29min de 14 de março de 2010 (UTC)[]
Usuário Observatore, foi eliminado o subtopico "Acontecimentos da mitologia cristã" ao desfazer a ultima edição. Isso é considerado vandalismo. Se já estava criado o titulo, este deveria ter sido melhorado e não simplesmente apagado de maneira trivial. O objetivo da Wikipedia é adicionar informações e não subtrai-las.
"A opinião de que Jesus seria mitológico é propalada por céticos, por ateus. A informação está correta. Se "cético e ateu não podem definir mitologia", como o colega mesmo afirma, é apenas uma falha do pensamento não cartesiano sobre o tema que se insere em definir tais apontamentos sem levar em conta a arquivologia, por exemplo. Se o colega se poem contra opinião religiosa na Wikipédia, saiba que definir Jesus como mitologia, não passa de opinião religiosa."
Está correto. Por isso tratei de eliminar jesus da lista de seres mitológicos. Por ser o único que se insere na condição de figura histórica, ao contrário de anjos, dragões, Deus e espírito santo que se inserem na condição de mitologia. Cumprimentos--187.25.147.186 (discussão) 05h05min de 14 de março de 2010 (UTC)[]
Quanto a suas críticas contra a pessoa do observatore, fique bem. Isso se chama argumento contra a pessoa. Já foi um primeiro passo eliminar Jesus. Não usarei o mesmo argumento contra si, contra si devolvo um desejo de paz e vida longa. Creio que não está aqui para destruir texto nenhum, apenas opositar o que é religião. Isso não passa de outra religião. Entretanto, sobre pensamento cartesiano, que achou uma pérola, tenho a esclarecer que aqui não temos que apôr apenas opinião não religiosa, mas toda sorte de religião aqui tem liberdade. Está na Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, está na Declaração Universal dos Direitos Humanos, tratados internacionais ratificados implicitamente pelo Artigo 5 Parágrafo 2 da Constituição Federal, bem como artigo 5º, VI da Constituição Federal estipula ser inviolável a liberdade de consciência e de crença. Vai querer me empurrar goela abaixo que Deus é um mito? Ainda quer que o título do subtópico fique do seu jeito, como se fosse opinião da Wikipédia tal pensamento?
Você aqui, meu querido, está querendo privar a crença de muitos que não consideram Jesus, Deus, ou o Espírito Santo de seres mitológico. Você quer impor seu ponto de vista, e não quer incluir que é seu ponto de vista, mas da Wikipédia. Quer colocar opinião de ateus, pois coloque que é opinião de ateus, de fulano, ou beltrano, pois uma Enciclopédia deve apresentar quem está afirmando isso ou aquilo.
Então, quando você afirmar que Jesus ou o Deus é um ser mitológico, você não pode afirmar como uma afimação absoluta, terá que registrar, segundo a visão de ateus, segundo a visão de céticos, segundo a visão de fulano de tal. Porque segundo a visão de religiosos, é diferente tal pensamento.
Ainda mais, é ofensa religiosa chamar Jesus se ser mitológico, uma ofensa própria de ateus, ou de quem sequer sabe o que é arquivologia. Mas que bom que se propôs a corrigir.
A Wikipédia não se propoem a ofender a crença de ninguém, e parece que está pretendendo isso, ou só veio para colocar sua posição anti-religiosa, que não passa de mais uma posição religiosa; sim, meu caro, ateísmo é uma forma de religião.
Se é critério que deseja, vamos a critérios enciclopédicos sobre Filosofia:
A mitologia, como ramo da etnologia comparada ou história das religiões, estuda os mitos: seu conteúdo, origem, influência e trajetória.
O mito é um produto da espírito popular. Não se circunscreve ao passado ou a determinada época, mas constitui uma cosmovisão, ou mundividência... Entretanto, mostra a história das religiões que, nas fase primitivas, as representações do Ser supremo eram isentas de mitos.
Mito em si não é religioso, mas pode combinar-se com representações de caráter religioso.
... a filosofia da vida de Nietzche e de Rosenberg, preconizaram uma nova apreciação do mito como interpretação irracional, não-científica do universo. (Brugger, Dicionário de Filosofia)
Bem apresentei fonte de que céticos e ateus é que se posicionam assim, e que não é sequer o pensamento da filosofia. Não concordarei que usem o presente artigo para ofender a pessoa de Jesus, ou do Espírito Santo, pois há registro histórico corroborando o fato, esse registro histórico foi chamado Pentecotes, o que é diferente de mito, segundo a própria Filosofia, como foi apresentado.
O intuito pareceu mesmo ofender a fé de 95% dos brasileiros, e não meramente escrever um texto criterioso sobre mitologia segundo a religião ou mesmo segundo a filosofia.
Quando você colocar alguma coisa no presente tópico, sem dizer de quem é o posicionamento, ou quem foi que disse, e não colocar sua fonte, eu retirarei.
Essa são as regras da Wikipédia. Ainda lhe cumprimento, e com carinho. __ Observatoremsg 16h01min de 14 de março de 2010 (UTC)[]
Existem textos da época que não sejam a Bíblia que mencionem Jesus como figura histórica?
PS: sugiro aos senhores lerem o significado real de "mitologia", não é difamatório de modo algum chamar algo de mitológico, pois refere-se a explicações/histórias sobre origens, divindades e heróis que não são baseadas no conhecimento científico. Um ser mitológico não é necessariamente um ser que não existe.--Gobi-Aoi (discussão) 06h01min de 1 de dezembro de 2013 (UTC)[]

ManutençãoEditar

Com gentileza, alguém poderia colocar fontes no corpo do texto ou a references? o comentário precedente deveria ter sido assinado por Eduardo P (discussão • contrib.)

ImparcialidadeEditar

Quando você colocar alguma coisa no presente tópico, sem dizer de quem é o posicionamento, ou quem foi que disse, e não colocar sua fonte, eu retirarei. EU RETIRAREI.' EU RETIRAREI.'EU RETIRAREI. Você falou como se fosse o dono do site. Apagar artigos sem a menor preocupação é fácil, mas adicionar novas informações parece ser dificil. O titulo Mitologia Cristã é definido em diversos idiomas da Wikipédia. Se você não aceitar isso, terá de apagar dezenas de tópicos de dezenas de idiomas. Mas é claro que vai ser banido de todos eles. Quanto ao que você falou sobre religião, esta não é aceita como verdade em nenhuma enciclopédia. Quanto a crença em deus e milagres, os editores sempre apresentam como: "os seguidores desta religião acreditam que...", e nunca "Alá é realmente o Único Deus e Maomé seu Profeta". Senão as enciclopédias se tornariam piadas de mau gosto e ninguém daria crédito a elas. E pelo modo como você colocou a intenção do artigo fez parecer que eu sou algum tipo de cético que quer ofender uma determinada religião. Em primeiro lugar sou cátolico e não tenho intenções de perseguição a outras crenças. Mas também jamais vou fazer propagandas da minha religião pois acredito no Secularismo e no Laicismo. O que este artigo precisa é de novas informações e novas fontes e não de uma longa e duradoura guerra de edições. Obrigado e Cumprimentos--187.13.46.156 (discussão) 17h08min de 15 de março de 2010 (UTC)[]

ArtigoEditar

Esse artigo foi muito modificado desde 6 dezembro de 2009. Isso criou muita controversia. Eu encontrei um livro interessante, Mitologia Editora Zahar, que até sustenta a ideia de crença religiosa como mito. Eu espero que ajude :).--Phantasystaronline (discussão) 18h46min de 19 de março de 2010 (UTC)[]

Como já foi explicado acima: "... a filosofia da vida de Nietzche e de Rosenberg, preconizaram uma nova apreciação do mito como interpretação irracional". Para apresentar uma "intrerpretação irracional", não cartesiana, aponto o que é dito de Nietzche, o que sustenta o que lhe reverti. Visto que reverteu para o mesmo texto pelo qual a página foi protegida. Se defende algo, transcreva literalmente para cá, e facilmente poderemos fazer uma análise desse livro que denominou "muito interessante", que a fez sustentar a definição que é opinião da cristandade ser mito, o que não é real. __ Observatoremsg 12h36min de 20 de março de 2010 (UTC)[]
Protegi o artigo até chegarem a uma conclusão; devia bloquear os dois por manterem uma guerra de edições improdutiva, mas espero que cheguem a um consenso, ou desistam. Quando tiver acabado a discussão - e espero que os resultados sejam claros aqui na discussão! - peçam aos admin. para desproteger a página. --Rui Silva (discussão) 14h29min de 22 de março de 2010 (UTC)[]
Em tempo: Não se esqueçam de procurar fontes - fiáveis e verificáveis! - caso contrário, eu me oporei a que a página seja desprotegida. Chega de brincar aos POV's!!! --Rui Silva (discussão) 14h37min de 22 de março de 2010 (UTC)[]
E.T. 2 - Reverti primeiro porque, apesar desse título dos "céticos e ateus" estar ridículo, o texto em si está menos parcial que o outro. --Rui Silva (discussão) 14h37min de 22 de março de 2010 (UTC)[]

Sem o bloqueio, o artigo ficaria assim:

Seres da mitologia cristã

"Cerca da hora nona, bradou Jesus em alta voz, dizendo: El, El, lamá sabactani; isto é, Deus, Deus, por que me desamparaste?"[1]El era considerado o pai dos deuses na mitologia dos cananeus e marido da deusa Astoré. Ele também era conhecido como Elyon, "o deus superior". Existem mitos cananeus que descrevem uma disputa entre dois filhos de El: Baal, que era conhecido como o deus das tempestades, e Yam-Nahar, considerado como o deus dos mares e dos rios. Ainda de acordo com o mito, o poderoso El apoiou Yam e não o rebelde Baal, que mesmo assim triunfou. Embora sendo o mais poderoso, El era mais próximo a deuses como Baal.[2]

--Phantasystaronline (discussão) 16h57min de 22 de março de 2010 (UTC)[]

--Mito, segundo a fonte (Dicionário Aurélio de Língua Portuguese), é, na Antropologia, narrativa de significação simbólica, transmitida de geração em geração, e considerada verdadeira ou autêntica dentro de um grupo, tendo ger. a forma de um relato sobre a origem de determinado fenômeno, instituição etc, e pelo qual se formula uma explicação da ordem natural e social e de aspectos da condição humana. Outra fonte, Dicionário Moderno Michaelis de Língua Portuguesa, diz: Interpretação primitiva e ingênua (senso amplo da palavra, além do significado filosófico) do mundo e de sua origem. A Bíblia é fonte da maioria das crenças judaico-cristãs evidentemente. Ela se atribui como fonte histórica além de um acervo de relatos, histórias e explicações sobre a origem, ser, futuro do mundo etc. Portanto, não é incorreto reputar as histórias bíblicas como tradição religiosa, histórias propriamente dito, e mitos, no seu sentido lato - pois segundo o mesmo dicionário Michaelis: mito é definido como mentira, no seu sentido pejorativo ( a ofensa só surge da interpretação errada e restrita do termo, Obrigado) Nathanael Everton (discussão) 23h14min de 17 de dezembro de 2014 (UTC)[]

Referências

  1. Almeida, João Ferreira. Bíblia Sagrada. Livro de Mateus, Capítulo 27, Versículo 46
  2. WILKINSON,PHILIP. Guia Ilustrado Zahar: Mitologia.Página 274

Desbloqueia AêEditar

(Peço desculpas pelas gírias. Não se repetirá.)--Phantasystaronline (discussão) 18h40min de 24 de março de 2010 (UTC)[]

Por favor, utilize português correto, mesmo nas discussões. E não se esqueça de assinar. Segundo, a lista acima não contém nenhuma referência verificável - a não ser a Bíblia (o seu autor ou compilador não é uma fonte), que nunca afirmou que essas entidades são mitológicas. Continue tentando. --Rui Silva (discussão) 08h42min de 23 de março de 2010 (UTC)[]
Infelizmente, não houve mais diálogo, mas é evidente que a página deve ser desprotegida, até para se poderem colocar fontes e retirar aspectos que podem ser considerados parciais, como esse título dos “ateus e céticos” que o Usuário:Observatore defende apenas por na sua fonte, um dicionário, incluir uma definição de mito que refere dois filósofos, um dos quais ateu. Por outro lado, o outro usuário, que pediu o desbloqueio queria apenas incluir uma história de uma fonte pouco confiável. Eu não estou interessado em participar nesta discussão, mas vou colocar a tag de parcial. --Rui Silva (discussão) 08h13min de 14 de abril de 2010 (UTC)[]

Realmente é triste ver essa discussão senhores.Claramente,tantos os religiosos quanto os ateus-céticos,estão sendo TOTALMENTE parciais,em suas colocações.Os ateus estão sendo preconceituosos,e os religiosos,estão colocando sua fé como prova suficiente de que o seu livro sagrado diz a verdade.A bíblia é um livro sagrado para os religiosos;para o restante não.No meio acadêmico,a bíblia é só mais um livro.Lembre-se disso.Para nós,pessoas racionais,não há nada que não possa ser questionado na bíblia.Ao mesmo tempo,desrespeitar a fé das pessoas é inapropriado.Muito triste está pagina. George Luiz

Artigo confusoEditar

Senhores (as),

me parece que há um esquematismo excessivo nesta artigo, o artigo não forma um texto corrido compreensível, sugiro reformulação completa das seções 2.1, 2.2, 2.3 e 3.0.

Obrigado, --Felipe da Fonseca (discussão) 19h10min de 25 de setembro de 2016 (UTC)[]

Remoção da seção 2.3Editar

Senhores (a),

todo o antigo testamento é comungado por ambas as religiões, apesar das diferenças entre o que se entende por antigo testamento, ele coincidem em algo como 90%. Portanto, me parece inútil falar em "Mitologemas compartilhados com o Tanakh hebraico".

Obrigado, --Felipe da Fonseca (discussão) 22h48min de 25 de setembro de 2016 (UTC)[]

Felipe da Fonseca não é a mesma coisa, existe diferenças entre o Torá e o velho testamento. Bia Alencar Hello! 22h50min de 25 de setembro de 2016 (UTC). Oi Bya97, então, como em disse... em que pese as diferenças, elas são pequenas comparadas as igualdades. Apenas alguns livros Católicos não estão presentes na versão judaica. Portanto, seria mais prudente falar em "diferenças" que em "igualdades". Ou vai acontecer como neste artigo, uma citação desenfreadas de várias igualdades. --Felipe da Fonseca (discussão) 22h54min de 25 de setembro de 2016 (UTC)[]
Felipe mas existe um artigo para mitologia judaica então faz sentido indicar as semelhanças, mas também seria bom colocar as diferenças. Bia Alencar Hello! 22h57min de 25 de setembro de 2016 (UTC)[]
OK. Bom, para falar sobre isso vou precisar dos meus livros que estão no Brasil. Vou dar uma pausa neste artigo, portanto. --Felipe da Fonseca (discussão) 23h00min de 25 de setembro de 2016 (UTC)[]

ImagensEditar

Bya97 poderei desenvolver este artigo chegando em casa, será que poderíamos editá-lo juntos no que se refere as imagens? Para que eu possa ir aprendendo na prática? Você se considera uma Wikifada? Beijos, se eu torrar sua paciência me avise... --Felipe da Fonseca (discussão) 18h12min de 29 de setembro de 2016 (UTC)[]

Felipe nunca prestei atenção se me encaixo em alguma categoria da WikiFauna, só sei que sei que melhoro os artigos. Talvez eu não consiga ajudar nas imagens porque amanhã começa o WikiJogos e eu estou participando :\ Bia Alencar Mensagens 18h17min de 29 de setembro de 2016 (UTC)[]
Pode ajudar quando acabar o Wiki jogos. Mas não se sinta pressionada. Beijos. --Felipe da Fonseca (discussão) 18h33min de 29 de setembro de 2016 (UTC)[]

Justificando as tagsEditar

Há falta de contexto porque em momento nenhum se define o que é mitologia cristã (em oposição a, digamos, cristianismo popular ou simplesmente fé cristã), apenas se dando exemplos esparsos. Uma hora diz que é o estudo de histórias cristãs com sentido religioso, outra hora que é uma forma derrogatória de se referir ao cristianismo, enquanto os exemplos parecem implicar que são apenas as partes da doutrina cristã milagrosas ou referentes a eventos não atestados alhures.

A pesquisa inédita é autoevidente. As únicas referências do artigo são definições de mitologia. O resto são vários exemplos sem a menor enunciação de critérios ou referências. Ainda há uma seção totalmente desconexa de "interpretação bíblica", que mistura todo tipo de lenda com alguma referência ao cristianismo, novamente sem critérios ou referências, com elementos da fé cristã e teorias de conspiração referentes ao cristianismo. Não é só uma pesquisa inédita, são várias... Leefeniaures audiendi audiat 20h10min de 27 de junho de 2019 (UTC)[]

Regressar à página "Mitologia cristã".