Dona Santa

Dona Santa foi um seriado brasileiro produzido pela Rede Bandeirantes entre 1981 e 1983. A série foi escrita por Geraldo Vietri e Marcos Caruso, que também a dirigiu. Foi protagonizada por Nair Bello no papel-título. [1]

Dona Santa
Informação geral
Formato série
Gênero Comédia
Drama
Duração 50 minutos
Criador(es) Geraldo Vietri
País de origem Brasil Brasil
Idioma original portugues
Produção
Diretor(es) Marcos Caruso
Exibição
Emissora original Rede Bandeirantes
Transmissão original 1981 - 1982
Episódios 32
Cronologia
Casa de Irene

A série era exibida semanalmente entre 6 de outubro de 1981 até 1982, alcançando grande sucesso.

EnredoEditar

A trama gira em torno de Dona Santa (Nair Bello), um mulher de meia-idade e ascendência italiana, moradora do bairro da Bexiga em São Paulo. Ela trabalha de taxista e tem como amigo e conselheiro o padre Ferdenuto (Elias Gleizer), que a aconselha nas suas mais diversas confusões familiares , principalmente envolvendo seu genro Silvio (Amilton Monteiro), um homem preguiçoso que sonha em ser político mas esta na espera das eleições. Também á sua filha Dileta (Cláudia Alencar), que apaixonada pelo marido sempre o apoia e defende. [2]

ElencoEditar

Ator/Atriz Personagem
Nair Bello Dona Santa
Elias Gleizer Padre Ferdenuto
Amilton Monteiro Silvio
Zé Carlos de Andrade
Cláudia Alencar Dileta
Selton Mello Sidney
Renata Nogueira Margareth

CuriosidadesEditar

  • Nair Bello teve que aprender a dirigir para interpretar sua personagem na série, uma taxista.
  • Primeiro trabalho do ator Selton Mello na televisão, com então 11 anos de idade. Ele ainda viria a atuar na telenovela Braço de Ferro em 1983, também na Bandeirantes.
  • Nair Bello já havia interpretado uma italiana na telenovela João Brasileiro, o Bom Baiano em 1978 e isso serviu de inspiração para Geraldo Vietri de criar a persoangem.
  • O sucesso da série inspirou Geraldo Vietri á escrever a série Casa de Irene, produzida e exibida também pela Rede Bandeirante e protagonizada por Nair Bello.
  • A série foi reprisada em diversas ocasiões pela Bandeirantes durante toda a década de 1980 até meados da década de 1990.

Referências