Dumb Ways to Die

campanha publicitária de serviço público australiano para promover a segurança ferroviária

Dumb Ways to Die (em português: Formas Estúpidas de Morrer) é uma campanha publicitária de serviço público australiano feita pela Metro Trains em Melbourne, Victoria, Austrália para promover a segurança ferroviária.[1] O vídeo da campanha se tornou viral através de compartilhamento nas mídias sociais a partir de novembro de 2012.[2]

Dumb Ways to Die
Agência McCann Melbourne
Cliente Metro Trains Melbourne
Idioma Inglês
Data(s) de lançamento 2012

CampanhaEditar

A campanha foi concebida pela agência de publicidade McCann Melbourne. Ele apareceu em jornais, rádio local e publicidade ao ar livre em toda a rede Metro Trains e no Tumblr.[3] John Mescall, diretor executivo de criação da McCann, disse: "O objetivo desta campanha é engajar uma audiência que realmente não queira ouvir nenhum tipo de mensagem de segurança, e achamos que o Dumb Ways To Die o fará".[3] McCann estimou que, em duas semanas, gerou pelo menos cinquenta milhões de dólares em valor de mídia global, além de mais de 700 reportagens da mídia, por "uma fração do custo de um anúncio de TV".[4] De acordo com o Metro Trains, a campanha contribuiu para uma redução de mais de 30% em acidentes com quase acidentes, de 13,29 quase acidentes por milhão de quilômetros em novembro de 2011 - janeiro de 2012, para 9,17 quase acidentes por milhão de quilômetros em novembro de 2012 - Janeiro de 2013.[5]

Vídeo AnimadoEditar

O vídeo foi animado por Julian Frost e produzido por Cinnamon Darvall.[3] Foi enviado para o YouTube em 14 de novembro de 2012 e divulgado dois dias depois. Caracterizou "Numpty, Hapless, Pillock, Dippy, Dummkopf, Dimwit, Stupe, Lax, Clod, Doomed, Numskull, Bungle, Mishap, Dunce, Calamity, Ninny, Botch, Doofus, Stumble, Bonehead e Putz".

A música "Dumb Ways to Die" do vídeo foi escrita por John Mescall com música de Ollie McGill do The Cat Empire, que também a produziu.[6] Foi realizado por Emily Lubitz, vocalista do Tinpan Orange, com McGill oferecendo backing vocals.[2] A banda da gravação consiste de Gavin Pearce no baixo, Danny Faruggia na bateria e Brett Wood na guitarra.[7] Foi lançado no iTunes, atribuído ao artista "Tangerine Kitty" (uma referência a Tinpan Orange e The Cat Empire).[2][8] A canção, com um ritmo de 128 batidas por minuto, é escrito em C major e uma assinatura de tempo de 4/4.[9]

VideogameEditar

Dumb Ways to Die
Desenvolvedora(s) Julian Frost
Samuel Baird
Publicadora(s) Metro Trains Melbourne
PopReach
Produtor(es) Ollie McGill
Motor Unity
Plataforma(s) iOS, Android
Lançamento iOS
6 de maio de 2013
Android
17 de setembro de 2013
Género(s) Ação, Puzzle
Modos de jogo Um jogador

Em maio de 2013, o Metro lançou o jogo "Dumb Ways to Die" como um aplicativo para dispositivos iOS.[10][11] O jogo, desenvolvido por Julian Frost e Samuel Baird,[12] convida os jogadores a evitar as atividades perigosas envolvidas pelos vários personagens apresentados durante a campanha.[13] Dentro do aplicativo, os jogadores também podem se comprometer a "não fazer coisas estúpidas ao redor dos trens".[14][15] As atividades incluem coisas como fazer torradas com um garfo e picar uma vara em um urso pardo. Uma versão do Android também foi lançada em setembro de 2013.[16]

O objetivo do jogo é ganhar tantos pontos quanto possível, evitando "morrer" em uma das atividades. Vidas podem ser perdidas "morrendo" em uma das atividades. O jogador tem três chances para evitar que os personagens morram. [carece de fontes?]

Uma sequência intitulada Dumb Ways to Die 2: The Games foi lançada em 14 de novembro de 2014. Na sequência, há muito mais variedades de desafios em cada edifício específico e cada edifício tem um tema específico. Antes de um trem chegar a um prédio, o jogador joga um desafio para combater algo relacionado aos trens. Se bem sucedido, os pontos de bônus podem ser ganhos no final do jogo. Existem 8 desafios em cada edifício. Como o jogo original, os personagens do jogo fazem muitas atividades perigosas e inseguras. Vidas podem ser perdidas "morrendo" em uma das atividades. O jogador tem três chances para evitar que os personagens morram.

O jogo recentemente também está disponível como uma versão web e mobile-web por MarketJS, titular da licença do IP da web HTML5.

Uma segunda sequela intitulada Dumb Ways to Die 3: World Tour foi lançada em 21 de dezembro de 2017. Ao contrário dos jogos anteriores, que envolveram o jogador jogando minijogos e tentando evitar que os personagens morram, aqui o jogador recolhe moedas de casas que foram arrumadas para serem quebradas. As casas são fixadas pelo jogador que joga um novo minijogo para cada área que contém essas casas. [carece de fontes?]

RecepçãoEditar

Susie O'Brien no Herald Sun, em Melbourne, criticou o anúncio por banalizar os ferimentos graves e por se preocupar mais com o ego dos anunciantes do que com mensagens de segurança eficazes.[17]

Simon Crerar, do Herald Sun, escreveu que o refrão cativante da música era o gancho mais arrebatador desde a música Gangnam Style, de PSY.[7] Alice Clarke, escrevendo no Herald Sun, descreveu o vídeo como "adoravelmente mórbido" e escreveu que o transporte público de Victoria "quebrou sua longa série de anúncios terríveis".[18]

Daisy Dumas, do Sydney Morning Herald, descreveu-a como "obscuramente fofa - e irrritantemente cativante" e o refrão como "material instantâneo do earworm".[19]

Michelle Starr, da CNET, descreveu a campanha quando o Darwin Awards encontra o Gashlycrumb Tinies e a música como "um sucesso indie pop no estilo de Feist".[20]

Logan Booker do Gizmodo descreveu-o como "tirar uma página do livro Happy Tree Friends e misturar bonitinho com horripilante".[21]

Karen Stocks, do YouTube Australia, disse que o vídeo é incomum devido ao alto número de visualizações de dispositivos móveis.[22] As ações atribuíram o sucesso a "um título bem-humorado. Uma melodia cativante que fica presa na sua cabeça. E uma mensagem que é fácil de entender e perfeitamente direcionada. "[22]

O Sunshine Coast Daily descreveu-o como "o estilo Gangnam de campanhas de segurança de trem".[23]

Arlene Paredes, do International Business Times, disse que o vídeo foi "brilhante ao chamar a atenção dos telespectadores" e "indiscutivelmente um dos PSA mais bonitos já feitos".[24]

Eficácia e repercussões indesejadasEditar

A campanha recebeu algumas críticas com base no fato de que o suicídio é uma das causas mais influentes do trauma ferroviário, e o anúncio reforça os trens mortais como um possível método de suicídio.[25] Escrevendo na Mumbrella em fevereiro de 2013, um ex-funcionário do Departamento de Infraestrutura da Victoria aconselhou o pensamento crítico ao avaliar alegações feitas sobre melhorias na segurança. Foi feita referência específica à alegada redução de 20% no comportamento de risco como sendo "besteira da mídia social ".[26]

Censura na RússiaEditar

Em fevereiro de 2013, o blog de Artemy Lebedev foi censurado por Roskomnadzor, a agência do governo russo responsável pela censura na Internet, por incluir o vídeo.[27] Mais tarde naquele dia, o vídeo do YouTube também foi censurado, com a mensagem "Este conteúdo não está disponível em seu país devido a uma reclamação legal do governo". O aviso oficial de remoção enviado ao Livejournal.com foi citado, em parte, por Lebedev em seu blog.

A letra da música contém uma descrição das diferentes maneiras de se cometer suicídio, tais como: usar drogas além da data de validade, ficar de pé na borda de uma plataforma, atravessar os trilhos, comer supercola e outras. As personagens animadas demonstram formas perigosas de suicídio em formato cômico atraente para crianças e adolescentes. As partes como "esconder em secador " e "O que é esse botão vermelho?" contém um incitamento para cometer esses atos.

Apesar disso, o vídeo foi incluído no ABC Show e foi exibido em mais de 50 cidades da Rússia.

PrêmiosEditar

A campanha ganhou sete Webby Awards em 2013, incluindo o Melhor Filme e Vídeo de Animação e Melhor Serviço Público e Ativismo (Conteúdo Social e Marketing).[28]

Ganhou três Prêmios Siren, dirigidos pela Commercial Radio Australia, incluindo o Gold Siren para melhor anúncio do ano e Silver Sirens para a melhor música e melhor campanha.[29][30]

O anúncio de serviço público recebeu o Grande Troféu no New York Festivals International Advertising Awards de 2013.[31]

Em junho de 2013, o clipe da campanha venceu o Grande Prêmio Integrado no Festival Internacional de Criatividade do Cannes Lions[32] e, no geral, ganhou cinco prêmios Grand Prix, 18 Leões de Ouro, três Leões de Prata e dois Leões de Bronze, que foi o mais para a campanha na história do festival.[33]

LegadoEditar

ParódiasEditar

Dentro de duas semanas, o vídeo gerou mais de 85 paródias.[34] Algumas interpretações e paródias foram apresentadas na mídia nacional e internacional:

Parceria de Seguro de VidaEditar

Devido ao seu sucesso, os personagens da Dumb Ways to Die foram apresentados em uma campanha promocional para a Empire Life Insurance, com sua mensagem principal sendo que "a maneira mais estúpida de morrer é sem seguro de vida".[50][51] No entanto, a campanha foi recebida com críticas mistas, com alguns críticos de publicidade acusando o Metro de "vender-se" em uma campanha bem-sucedida.[52]

Spin-offsEditar

Em 17 de outubro de 2014, o site Dumb Ways to Die foi reformulado para sugerir uma nova parcela da campanha. Previsto para ser lançado em novembro de 2014, os jogos assumem um tema mais esportivo, atlético e de fitness, e é rotulado como "Dumb Ways to Die 2: The Games".[53]

De outrosEditar

Referências

  1. Dumb Ways to Die, consultado em 3 de agosto de 2019 
  2. a b c «Metro's tongue-in-cheek transport safety animated video goes viral on social media» 
  3. a b c «McCann's dumb ways to die» [ligação inativa] 
  4. «Aussie viral video, 'Dumb Ways to Die', lives on» 
  5. «No dumb luck: Metro claims safety success» 
  6. «'Dumb ways to die' goes viral» [ligação inativa] 
  7. a b «Cute Melbourne safety video Dumb Ways to Die becomes internet smash» 
  8. «Australian 'Dumb Ways to Die' Ad Goes Viral, Song Gains Sales». Billboard 
  9. «Tangerine Kitty "Dumb Ways to Die" Sheet Music in C Major (transposable) - Download & Print - SKU: MN0127323» 
  10. «Dumb Ways to Die». Apple App Store 
  11. «Dodge Piranhas and Swat Wasps in new 'Dumb Ways to Die' Game». Creativity Online 
  12. «Dumb Ways to Die Game». julianfrost.co.nz 
  13. «Dumb Ways to Die: You have to Keep Them Alive, or Die Hilariously». App Chronicles [ligação inativa] 
  14. «Dumb Ways to Die Is Now a Video Game for the iPhone and iPad McCann Australia extends beloved train-safety ad». AdWeek 
  15. «Dumb Ways To Die tops charts with new iPhone + iPad app game via McCann + Barrel Of Donkeys». Campaign Brief 
  16. «Dumb Ways to Die». Google Play Store 
  17. «Ego trip a dumb way to tackle rail safety». The Herald Sun 
  18. «How we've cornered the market in terrible advertising» 
  19. «Being dumb is almost cool with surprise advertising hit» 
  20. «Metro Trains PSA details dumb ways to die» 
  21. «Adorable, Yet Horrifying Metro Trains Safety Video Quietly Becomes A YouTube Sensation» 
  22. a b «Mobile devices help 'Dumb ways to die' become the fastest spreading Australian viral brand video of all time» 
  23. «Dumb ways to die video the Gangam Style of train safety» 
  24. «Viral Video with 8M Views: "Dumb Ways to Die" Melbourne Metro Ad - Cute, Twisted, Brilliant» [ligação inativa] 
  25. Dumb Ways To Die – A Strange Sense of Success Retrieved 16 July 2013
  26. «Dumb Ways To Die and social media bullshit» 
  27. «Post on your blog for clip on blocked Lebedeva stupid ways to commit suicide» 
  28. «Melbourne rail safety message wins Webby» 
  29. «Dumb Ways to Die dominates Sirens» 
  30. «Dumb Ways to Die campaign dominates best radio ads of the year» [ligação inativa] 
  31. «Dumb Ways does it again». australiancreative.com.au [ligação inativa] 
  32. «Cannes Lions: Dumb Ways to Die scoops top award» 
  33. «Quirky 'Dumb Ways to Die' campaign sweeps advertising awards» 
  34. «Aussie viral video, 'Dumb Ways to Die', lives on». Sydney Morning Herald 
  35. «'Cool Things To Find' Parodies 'Dumb Ways To Die' PSA With Spoof Starring Mars Rover (VIDEO)». Huffington Post 
  36. «Dumb Ways to Die parody is even more fun». CNET 
  37. «Dumb Movie Ways to Die - Dumb Ways to Die Parody» 
  38. a b «Dumb Ways To Die Cleans Up At Cannes - And In Parodies - Bleeding Cool Comic Book, Movies and TV News and Rumors». Bleedingcool.com 
  39. a b c «6 Awesome 'Dumb Ways To Die' Parodies On YouTube». SocialTimes 
  40. «GTA V Meets 'Dumb Ways to Die' in YouTube Parody Video». Advertising Age 
  41. «This 'Grand Theft Auto V' Themed Spoof Of The 'Dumb Ways To Die' Ad Is Tremendous». Business Insider 
  42. «Dumb Ways to Die, Game of Thrones Edition, Chronicles Show's Notable Demises Thus Far Plenty of untimely ends». AdWeek 
  43. «Creative Ideas Die Messy Deaths in Ad School's 'Dumb Ways' Parody». Adweek 
  44. «YouTube». www.youtube.com 
  45. «My Little Pony Dumb Ways to Die» 
  46. «New and Fresh from The Maccabeats: Smart Ways to Live» 
  47. «Dumb Ways to Die - Happy Tree Friends Edition (Version 2.0)» 
  48. «fun ways to die parody of dumb ways to die» 
  49. «Queremos Vivir en Caracas» 
  50. «The Unexpected Happens Everyday - Empire Life Insurance» 
  51. «The dumbest way to die is without life insurance, Empire Life launches new advertising campaign» [ligação inativa] 
  52. «Nothing's Sacred: Dumb Ways to Doe Now Being Used to Hawk Life Insurance». Adweek 
  53. «Mumbrella Asia - New Dumb Ways to Die Spin off game launches» 
  54. «Dumb Ways to Die - Melbourne International Film Festival (official video)»  Retrieved on 22 December 2014.

Ligações externasEditar