Abrir menu principal
Dynahead
Informação geral
Origem Brasília,  Distrito Federal
País  Brasil
Gênero(s) Metal progressivo
Thrash Metal
Jazz
Rock Alternativo
Experimental
Período em atividade 2004 - atualmente
Gravadora(s) Digmetal World
MS Metal
Voice Music
Legacy-Records
Integrantes Caio Duarte
Diogo Mafra
Diego Teixeira
Pablo Vilela
Ex-integrantes Victor H. Schmidlin
Rodrigo Costa
Marlon Marquis
Página oficial www.dynahead.com.br

Dynahead é uma banda brasileira de metal, formada na cidade de Brasília, no Distrito Federal. Até o momento o grupo lançou quatro álbuns.

HistóriaEditar

Início (2004 - 2007)Editar

O Dynahead foi formado no outono de 2004, em Brasília, pelo vocalista Caio Duarte, o guitarrista curitibano Victor H. Schmidlin, o baixista Diego Teixeira e o baterista Rodrigo Costa. Após lançar seu primeiro trabalho, uma demo de três músicas, junta-se à banda o guitarrista catarinense Diogo Mafra, então recém chegado a Brasília. Algumas unidades da demo foram lançadas trazendo ainda uma versão da música Random Acts Of Senseless Violence, da banda estadunidense Anthrax. Em junho de 2005 o baterista Rodrigo Costa deixa o grupo, sendo temporariamente substituído pelo catarinense Marlon Marquis e posteriormente pelo então integrante do Dark Avenger, Rafael Dantas.< Em meados de 2007 o guitarrista Victor H. Schmidlin deixa o Dynahead, retornando ao grupo Greensleeves do Paraná, e é substituído pelo guitarrista Pablo Vilela.

Antigen e Youniverse (2008 - 2011)Editar

No ano de 2008 o Dynahead lança seu álbum de estreia Antigen, bem recebido pela crítica internacional por sua sonoridade que misturava thrash metal, progressivo e passagens de jazz. O álbum foi produzido pelo vocalista Caio Duarte e masterizado pelo guitarrista norte-americano James Murphy (Testament, Death), e tornou a banda conhecida pela alternância de gêneros musicais e vocalizações, levando a comparações regulares a artistas como Nevermore, Tool e Opeth.

Após o lançamento de Antigen a banda percorreu uma turnê por 4 estados,[1] e no segundo semestre de 2009 lança seu primeiro videoclipe para a música Layers of Days, inspirada na adaptação do relato de um sobrevivente do regime nazista à realidade brasileira.[carece de fontes?] Em 2010 o guitarrista Pablo Vilela participou do filme Brasilia Magical Journey, onde 35 músicos do rock e do heavy metal homenagearam os 50 anos da cidade de Brasília interpretando uma canção de autoria do então Governador do estado Rogério Rosso.[2]

Em março de 2011 sai o segundo álbum, o conceitual Youniverse, uma metáfora que narra a condição humana frente à evolução do Universo, desde seu nascimento, vida e morte.[3] Tão logo o novo álbum foi lançado a banda disponibilizou seu trabalho anterior para download gratuito em seu site oficial, uma prática que viria a manter nos lançamentos seguintes.[4]

Chordata I e Chordata II (2012 - 2014)Editar

Pouco após o lançamento de Youniverse o baterista Rafael Dantas deixa a banda. Após um breve período com o baterista Deth Santos, o grupo entra em estúdio para registrar seu terceiro álbum com o vocalista Caio Duarte gravando a bateria, além do vocal e teclados.[carece de fontes?] O álbum duplo Chordata é lançado em duas partes, com produção de Caio Duarte e ilustrado pelo artista norte-americano Chris Panatier.[5][6] Chordata I é lançado em formato físico em 2013, e a segunda parte Chordata II é lançada em formato digital gratuito em 2014,[carece de fontes?] ambos amplamente citados pela crítica internacional como uma reinvenção do trabalho da banda.[7][8] Os álbuns também são lançados em formato vídeo, em uma série de 14 filmes que mostram o vocalista Caio Duarte sendo submetido a diversos experimentos enquanto recita as letras.[9][10]

Em maio de 2014 o guitarrista Diogo Mafra foi convidado ao supergrupo brasileiro Almah, projeto do ex-vocalista do Angra, Edu Falaschi.

IntegrantesEditar

  • Caio Duarte – Vocais
  • Diogo Mafra – Guitarra
  • Pablo Vilela – Guitarra
  • Diego Teixeira – Baixo

Ex-IntegrantesEditar

  • Victor H. Schmidlin (Guitarra)
  • Rodrigo Costa (Bateria)
  • Marlon Marquis (Bateria)
  • Deth Santos (Bateria)

DiscografiaEditar

Demos e EPs
  • Unknown (2004)
  • 2004/2005 Sessions (2004)
Álbuns de estúdio

Ligações ExternasEditar

Referências