Edite Swannesha

Edite Swannesha (em inglês antigo: Ealdgȳð Swann hnesce, Edite, [o] Cisne Gentil; c. 1025 – c. 1086) também conhecida como Edite Swanneschals ou Edite a Justa,[nota 1] foi a primeira esposa ou amante do rei Harold Godwinson.[1] Também é comumente conhecida como Edite Swanneck (ou Pescoço de Cisne), mas isso vem de uma má interpretação histórica que seu apelido representado em inglês antigo Swann hnecca, "pescoço de cisne".[2] É muitas vezes confundida com Edite, filha do Conde Elfgar de Mércia, e rainha consorte de Haroldo.

Edite Swannesha
Edite descobrindo o corpo de Harold Godwinson
Nascimento c. 1025
Morte c. 1086 (61 anos)
Cônjuge Haroldo Godwinson
Descendência Goduíno
Edmundo
Magno
Gunhilda
Gita
Religião Cristianismo calcedoniano

Consorte do Rei HaroldoEditar

Edite era uma das magnatas mais ricas da Inglaterra, na véspera da conquista normanda. Seus filhos incluíam Gunhilda, que se tornou a amante de Alano, o Vermelho, e Gytha Thorkelsdóttir, que foi levado por sua avó para a Dinamarca em 1068. Gita foi tratada como "princesa" e se casou com o grão-duque de Kiev, Vladimir II Monômaco [3]

Embora o rei Haroldo II tenha dito que se casou legalmente com Edite de Mércia, a viúva do governante galês Gruffydd ap Llywelyn quem ele havia derrotado em batalha, o casamento na primavera de 1066 é visto pela maioria dos estudiosos modernos como uma conveniência política.[4] Mércia e o País de Gales foram aliados contra a Inglaterra, e o casamento deu a reivindicação inglesa em duas regiões muito problemáticas, e também deu a Haroldo Godwinesson um casamento considerado "legítimo" pelo clero, ao contrário de seu antigo concubinato com Edite.

Edite foi lembrada na história e folclore principalmente por ser ela quem identificou o corpo de Haroldo após a batalha de Hastings.[5] O corpo foi horrivelmente mutilado após a batalha pelo exército normando de Guilherme, o Conquistador, e, apesar dos apelos pela mãe do rei inglês, Gytha Thorkelsdóttir, ao duque de Normandia para que ele entregasse o corpo de seu filho para o enterro, o exército Normando recusou, embora a mãe de Haroldo tenha oferecido o peso de seu filho em ouro. Foi então que Edite atravessou a carnificina da batalha para que pudesse identificar o corpo de seu marido por marcas no peito conhecidas apenas por ela. Foi por causa de sua identificação do corpo de Haroldo que o rei teve um enterro cristão pelos monges na Abadia de Waltham.[6] Esta lenda é contada no poema "O Campo de Batalha de Hastings" (1855) de Heinrich Heine, que apresenta Edite, a Justa (como Edite, Pescoço de Cisne) como o personagem principal e afirma que as 'marcas conhecidas apenas por ela' eram mordidas de amor.

Ficção históricaEditar

A relação entre Haroldo Godwinson e Edite Swanneschals é objeto de vários romances, incluindo:

Ealdgyth foi retratada por Janet Suzman no programa de televisão de duas partes Conquest (1966) da BBC, parte da série Theatre 625.

O poeta alemão Heinrich Heine escreveu Schlachtfeld bei Hastings (publicado em 1851, em Romanzero).[7] Neste poema, Edite e dois monges (Asgod e Ailrik) procuram o corpo do rei Haroldo no campo de batalha.

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Edite Swannesha

Notas

  1. Seu primeiro nome também é escrito Ealdgyth, Aldgyth, Edeva ou Eddeva, e às vezes aparece como Ēadgȳð e Ēadgifu (Compare Godgifu que foi modificado para Godiva nos textos em latim).

Referências

  1. Williams, Ann (2004). «Eadgifu [Eddeua] the Fair [the Rich] (fl. 1066), magnate». Oxford Dictionary of National Biography. Oxford: Oxford University Press. doi:10.1093/ref:odnb/52349. Consultado em 8 de fevereiro de 2015 
  2. Ardagh, Philip (2011). Philip Ardagh's Book of Kings, Queens, Emperors and Rotten Wart-Nosed Commoners. Londres: Pan Macmillan. ISBN 1447212010 
  3. Poole, Russell Gilbert (1998). Old English Wisdom Poetry. Suffolk, RU: D.S.Brewer. p. 238. ISBN 978-0859915304 
  4. Jones, Kaye (2010). 1066: History in an Hour. [S.l.]: History In An Hour. p. 32 
  5. Jones, Kaye (2010). 1066: History in an Hour. [S.l.]: History In An Hour. p. 33 
  6. Mason, Emma (2004). The House of Godwine: The History of a Dynasty. Edimburgo, RU: A&C Black. p. 178 
  7. «Schlachtfeld bei Hastings» (em alemão). Projekt Gutenberg-DE. Consultado em 8 de fevereiro de 2015 

Leitura adicionalEditar

  • A History of Britain: At the Edge of the World, 3500 BC - 1603 AD por Simon Schama, BBC/Miramax, 2000 ISBN 0-7868-6675-6
  • The German Classics of the Nineteenth and Twentieth Centuries, Volume 06: Obras-primas da literatura alemã traduzidas para o inglês em vinte volumes por Kuno Francke www.gutenberg.org/etext/12473
  • Great Tales from English History: The Truth About King Arthur, Lady Godiva, Richard the Lionheart, and More by Robert Lacey, 2004 ISBN 0-316-10910-X
  • House of Godwine: The History of Dynasty por Emma Mason, 2004 ISBN 1-85285-389-1
  • Ancestral Roots of Certain American Colonists Who Came to America Before 1700 por Frederick Lewis Weis, Lines: 176-2, 176A-4, 177-1
  • 'Who Was Eddeva?' por J.R. Boyle, F.S.A.; Transações da East Riding Antiquarian Society, Volume 4 (1896); páginas 11-22