Edvaldo de Oliveira Flores

político brasileiro
Edvaldo de Oliveira Flores
Deputado federal pela Bahia
Período 1 de fevereiro de 1959
até 31 de janeiro de 1962
Período 23 de julho de 1963
até 31 de janeiro de 1975
Período 13 de outubro de 1982
até 14 de março de 1983
Vice-governador pela Bahia
Período 15 de março de 1983
até 15 de março de 1987
Governador João Durval Carneiro
Antecessor Luís Viana Neto
Sucessor Nilo Moraes Coelho
Dados pessoais
Nascimento 16 de março de 1919
Vitória da Conquista
Morte 12 de junho de 2006 (87 anos)
Salvador
Nacionalidade brasileiro
Partido UDN (1953-1965)
ARENA (1965-1980)
PDS (1980-1986)
Profissão Engenheiro

Edvaldo de Oliveira Flores (Vitória da Conquista, 16 de março de 1919Salvador, 12 de junho de 2006) foi um político brasileiro com atuação na Bahia, estado onde foi deputado federal e vice-governador (1983-1987).[1][2]

BiografiaEditar

Filho de Elpídio dos Santos Flores e Eulina Nunes de Oliveira Flores, formou-se em 1940 pela Escola Superior de Agricultura e Veterinária.[1] Trabalhou como assessor do Instituto Nacional do Desenvolvimento Agrário (INDA) e conselheiro do Instituto Brasileiro de Reforma Agrária (IBRA).

Iniciou sua carreira política pela UDN como deputado federal em 1958 e suplente de deputado federal em 1962, chegando a exercer o mandato mediante convocação.[1] Com a decretação do bipartidarismo pelos militares em 1965, filiou-se à ARENA e foi eleito deputado federal em 1966, 1970 e 1978, migrando depois para o PDS.[1] Escolhido candidato a vice-governador em 1982 na chapa de Clériston Andrade, que viria a falecer em outubro daquele ano, foi eleito em dobradinha posterior com João Durval.[1]

Referências

Precedido por
Luiz Viana Neto
Vice-governador da Bahia
19831987
Sucedido por
Nilo Coelho
  Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.