Abrir menu principal

Emo rap

(Redirecionado de Emo trap)
Emo rap
Origens estilísticas Hip hop,[1][2] emo,[1][2] indie rock,[3] pop punk,[4] trap,[3] cloud rap,[2] nu metal,[1] música eletrônica,[2] R&B alternativo[5]
Contexto cultural Meados – final de 2010, Estados Unidos
Instrumentos típicos Vocais (rapping, cantando), guitarra acústica, audio editing software, digital audio workstation, sequenciador, sampler, sintetizador
Outros tópicos
Rap rock, Crunkcore, SoundCloud rap

Emo rap (também conhecido como emo hip hop)[6][7] é um subgénero de estilos de fusão do hip hop[3] comummente usados em hip hop - especificamente no género trap e cloud rap - com temas líricos e vocais comummente encontrados em música emo, bem como elementos de outros gêneros do rock intimamente associados, como indie rock, pop punk e nu metal.

Este subgénero do hip hop, é principalmente caracterizado por, nas suas musicas, estar presente um grande apelo aos sentimentos. São temas frequentes o amor, os desgostos, doenças psicológicas (Tais como a depressão e a ansiedade), a sociedade e os seus podres e também, o consumo de drogas para escapar à "realidade".

Artistas notáveisEditar

Referências

  1. a b c Zoladz, L. (30 de agosto de 2017). [https://www.theringer.com/music/2017/8/30/16225968/emo-xxxtentacion-lil-peep-brand-new XXXTentacion, Lil Peep Jumex, and the Future of Emo - The Ringer.]
  2. a b c d Ed Ledsham (10 de abril de 2017). «I write raps not tragedies: Finally! The emo-goth-rap hybrid you didn't realise you were waiting for is here». Consultado em 9 de novembro de 2017 
  3. a b c Daramola, Israel. «The Emo Fan's Guide to Emo Rap». Riot Fest. Consultado em 15 de novembro de 2017. Cópia arquivada em 15 de novembro de 2017 
  4. Eloise, Marianne. «From Lil Peep To Paramore, Emo Aan Rap Have Been Related For Years». Kerrang. Consultado em 1 de abril de 2018 
  5. Parker Klyn (11 de setembro de 2017). «XXXTentacion's "17" is one of the worst albums of 2017». Consultado em 13 de abril de 2018 
  6. Tanaka, Toshiko. «Remembering Lil Peep and the legacy he left behind». Consultado em 30 de março de 2018 
  7. Howard, Alice. «Rap Pop Punk Emo Rock n' Trap». Consultado em 30 de março de 2018 
  8. Findlay, Mitch. «Juice WRLD knows a thing or two about bad breakups.». Consultado em 27 de abril de 2018 
  9. «Emo Rap is The New Emo». The Odyssey Online (em inglês). 24 de outubro de 2017. Consultado em 14 de abril de 2018 
  10. «Emo rapper Lil Peep has died, aged 21 - NME». NME (em inglês). 16 de novembro de 2017. Consultado em 3 de março de 2018 
  11. «The Emo Fan's Guide To Emo Rap - Riot Fest». Riot Fest. 27 de setembro de 2017. Consultado em 3 de março de 2018 
  12. «Reveling in the Beauty of Emo-Rap». Hyperallergic. 26 de novembro de 2017. Consultado em 3 de março de 2018 
  13. «Lil Xan Is the New Face of Sad Rap». The Stranger. Consultado em 3 de março de 2018 
  14. Caramanica, Jon (20 de setembro de 2017). «nothing,nowhere. Blends Hip-Hop and Emo to Make Tomorrow's Pop». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 19 de junho de 2018 
  15. Sad Anime https://soundcloud.com/jorgetokyo/sets/jorge-tokyo-sad-anime-full|album|titulo= Sad Anime Verifique valor |url= (ajuda)  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  16. «Nokia Girl» 
  17. «XXXTENTACION and the Rise of 'Sad Rap' - Radar Radio». Radar Radio. Consultado em 3 de março de 2018 
  18. «Delving Past Yung Lean and Deeper Into the World of Sad Rap». Noisey (em inglês). 5 de maio de 2017. Consultado em 25 de março de 2018 
  Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.