Estádio Governador Ernani Sátyro

O Amigão
Estádio Governador Ernani Sátyro
Campinense x icasa - serie c 2008.JPG

Nomes
Nome Estádio Governador Ernani Sátyro
Apelido O Amigão
Características
Local Campina Grande, PB, Brasil
Gramado Grama natural (105 x 68 m)
Capacidade 19.000 espectadores[1].
Construção
Data 1974 a 1975
Inauguração
Data 8 de março de 1975
Partida inaugural Campinense 0 x 0 Botafogo-RJ
Primeiro gol Pedrinho Cangula (Campinense)
Recordes
Público recorde 41.194
Data recorde 7 de fevereiro de 1982
Partida com mais público Treze 1 x 3 Flamengo
Proprietário Governo do Estado da Paraíba
Arquiteto Raul do Lago Cirne[2]
Mandante Treze Futebol Clube
Campinense Clube
Grêmio Recreativo Serrano
Desportiva Perilima

O Estádio Governador Ernani Sátyro, usualmente conhecido por O Amigão (algumas vezes chamado de Amigão), é um estádio multiúso em Campina Grande. É utilizado na maioria das partidas dos clubes da cidade, inclusive o famoso Clássico dos Maiorais, entre Treze e Campinense. Sua inauguração ocorreu em 1975, no final do mandato do então governador Ernani Ayres Sátyro e Sousa. Apenas a metade sul da marquise foi construída.

HistóriaEditar

Foi inauguração em 8 de março de 1975, depois de quatorze meses em construção. O jogo inaugural foi entre Campinense Clube e Botafogo-RJ que resultou em 0-0.[3]

O primeiro gol do estádio foi marcado em 16 de março de 1975 pelo jogador Pedrinho Cangula, do Campinense, no jogo em que Campinense e Treze empataram em 1-1.

No dia 13 de agosto de 1975, o estádio recebeu as equipes do Treze e do Flamengo-RJ para a inauguração dos refletores. Um público de 27.450 espectadores viu o o clube local marcar, através do atacante João Paulo aos sete minutos, o primeiro gol noturno do Amigão. Zico empatou aos 12 minutos do primeiro tempo, cobrando falta, e virou a partida para o Flamengo aos 14 minutos do segundo tempo.

O recorde de público ocorreu na partida pelo campeonato brasileiro, entre Treze 1 X 3 Flamengo em 7 de fevereiro de 1982, registrando 41.194 pessoas. Nessa época o Flamengo atraía multidões nos estádios brasileiros, e nessa partida atuaram jogadores campeões mundiais pelo rubro-negro, como Zico, Nunes, Júnior, Adílio e Leandro.[4][5]

Em 25 de novembro de 1992, a Seleção Brasileira jogou um amistoso contra a Seleção do Uruguai, perdendo de virada por 2 a 1.

Em 31 de Março de 2009, foi apresentado, no plenário da Câmara Municipal de Campina Grande, um relatório contendo as melhorias necessárias para o estádio. Entre os itens citados, estavam a implantação de cadeiras na arquibancada sombra e pavimentação do estacionamento ao redor do estádio. O relatório deverá se transformar em requerimento e ser enviado ao Governador da Paraíba[6].

FotosEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. CBF (2016). «CNEF - Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). Consultado em 11 de março de 2018 
  2. ROCHA, Germana Costa. O caráter tectônico do moderno brasileiro - Bernades e Campello na Paraíba ( 1970-1980) : Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal , 2012.
  3. Enciclopédia do Futebol Brasileiro, Volume 2 - Lance, Rio de Janeiro: Aretê Editorial S/A, 2001
  4. Placar, Revista (1982). Maior público do estádio. São Paulo: Editora Abril. p. 77 
  5. Gr, Por Silas Batista Campina; e. «Estádio Amigão completa 37 anos de história no futebol de Campina». globoesporte.com. Consultado em 17 de abril de 2021 
  6. «Relatório de inspeção ao Estádio Ernany Sátiro "O Amigão"». Sítio da Câmara Municipal de Campina Grande. Consultado em 17 de Agosto de 2009 

Ligações externasEditar