Abrir menu principal

Estádio Joaquim Henrique Nogueira

Arena do Jacaré
Arena do jacaré.jpg

Nomes
Nome Estádio Joaquim Henrique Nogueira
Apelido Arena do Jacaré
Características
Local Sete Lagoas,MG, Brasil
Gramado Grama natural (105 x 68 m)
Capacidade 18.870[1] pessoas
Construção
Data 2006
Inauguração
Data 28 de janeiro de 2006
Partida inaugural Democrata/SL 3 x 0 Atlético Mineiro
Primeiro gol Paulo César
Recordes
Público recorde 20.500 pagantes
Data recorde 5 de dezembro de 2010
Partida com mais público Cruzeiro ECxSE Palmeiras
Outras informações
Expandido 2010
Proprietário Democrata/SL
Mandante Democrata/SL

O Estádio Joaquim Henrique Nogueira, também chamado de Arena do Jacaré, é um estádio de futebol localizado na cidade de Sete Lagoas, no estado de Minas Gerais e tem capacidade atual para 18.870 pessoas sentadas.[2] O estádio recebeu esse nome pois foi o fazendeiro e membro de uma das mais tradicionais famílias da região - Joaquim Henrique Nogueira - quem doou o terreno onde o estádio foi construído.

HistóriaEditar

Antigamente o Democrata usava o Estádio José Duarte de Paiva com capacidade para 2.000 pessoas. Com a posse de Humberto Timo em 2003, o antigo sonho se tornou realidade. Com pouco dinheiro, o Democrata conseguiu construir o estádio para 18.000 pessoas em um ano, ficando pronto para o segundo jogo do Campeonato Mineiro de 2006.[carece de fontes?]

O estádio foi inaugurado em 28 de janeiro de 2006 na vitória de 3 a 0 sobre o Atlético Mineiro. O primeiro gol foi marcado pelo jogador do Democrata, Paulo César aos 15 minutos do primeiro tempo deste jogo. O jogo com maior público foi Democrata Futebol Clube x Clube Atlético Mineiro, válido pela 1ª rodada do Campeonato Mineiro de 2008. O resultado deste jogo foi 1 a 0 (Gol de Tuta) para o Democrata. O público foi de 20.500 pessoas.[carece de fontes?]

Em 2010, com a reforma do Estádio do Mineirão para a Copa do Mundo de 2014, a Arena do Jacaré passou a receber os jogos dos times da capital mineira.[3][4] Para tanto, o estádio passou por um período de reformas, que tiveram início ainda em 2009.[5] Cadeiras foram instaladas em todo estádio, a capacidade foi aumentada, o estacionamento expandido, construídas novas cabines de imprensa, portões de entrada e saída, iluminação que permitiu jogos noturnos. A reinauguração aconteceu no dia 15 de Julho de 2010, com a vitória do Atlético/MG sobre o Atlético/GO por 3 a 2, o primeiro gol foi de Diego Tardelli e 3.179 pessoas compareceram ao estádio.

Em janeiro de 2012 uma empresa de ferragens entrou com ação contra o Democrata para o pagamento de uma dívida de R$ 73.854,32, remanescente da construção do estádio em 2005. Em razão da ação, a 3ª Vara Cível de Sete Lagoas marcou para 7 de fevereiro o leilão da Arena do Jacaré, com lance mínimo de R$ 19 milhões, a fim de que a empresa pudesse receber o pagamento. O Democrata recorreu da decisão, com a principal alegação de que o estádio se encontra em comodato para a administração estadual, que investiu cerca de R$ 16 milhões no imóvel, o que inviabilizaria a transferência de posse.[6]

O clube não conseguiu impedir a realização do leilão que, no entanto, não contou com nenhum interessado no lance mínimo. Outro leilão, com lance mínimo de R$ 9,5 milhões, foi marcado para 16 de fevereiro de 2012,[7] mas não chegou a ser realizado, devido à suspensão movida pela desembargadora Cláudia Maia, da 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, determinando o aguardo do julgamento definitivo.[8]

Em 2014, a Arena do Jacaré abrigou treinos da Seleção Uruguaia de Futebol, que optou por se hospedar em Sete Lagoas durante a Copa do Mundo FIFA de 2014. [9]

Referências

Ver tambémEditar