Abrir menu principal
Esteiros
1.ª edição
Autor(es) Soeiro Pereira Gomes
Idioma português
País Portugal Portugal
Gênero Romance
Localização espacial Telhais, Alhandra
Ilustrador Álvaro Cunhal
Editora Sirius
Formato 19 cm
Lançamento 1941
Páginas 297

Esteiros é um romance de Soeiro Pereira Gomes, publicado em 1941. Integra-se na estética do neo-realismo e retrata o trabalho infantil na vila de Alhandra.[1][2]

Índice

EnredoEditar

A obra narra, ficcionalmente, a vida de jovens trabalhadores que, nas margens dos esteiros do Rio Tejo, fabricam peças de barro nos telhais, e revela em vários momentos uma contraposição definitiva entre ricos e pobres.

Um grupo de garotos está no cerne da obra, sendo três personagens as mais expressivas: o estudioso Gaitinhas,[3] o revoltado Gineto e o menino de rua Sagui. Outra personagem é Baptista Pereira, um dos “pequenos heróis” da obra e nadador exímio.[4]

TempoEditar

A estrutura temporal do romance consiste numa ação que se reparte pelas quatro estações (Outono, Inverno, Primavera, Verão). Corresponde a um movimento, uma mudança psicossocial: as personagens transformam-se, tal como se transforma a natureza, que recusa ou assegura o trabalho aos jovens semivagabundos.[5]

  • Outono: marca o termo da faina no telhal, abre para o espaço da feira, da festa;
  • Inverno: marca a negra miséria, do naufrágio em que se perde a barca-arca (e o estatuto de proprietário) do Manuel do Bote, seu habitáculo, seu microcosmos.

PersonagensEditar

  • Sr. Castro - arrendatário, deformado pelo poder que o dinheiro confere
  • José Vicente - patrão cruel do Telhal do Zé Vicente, obriga adolescentes a desenformar tijolos ainda escaldantes
  • Zarolho - capataz
  • Gaitinhas - trabalhador cujo nome era João.
  • Maquineta - trabalhador cujo nome o vincula à máquina, à fábrica por ele apetecida, à condição operária
  • Gineto - herói, trabalhador. É líder do bando pícaro.
  • Ti Bento
  • Pai do Gaitinhas (Pedro)
  • Mariana
  • Sagui - trabalhador, vê almas penadas
  • Cocas
  • Arturinho
  • Madalena - tuberculosa
  • Guedelhas
  • Manuel do Bote
  • Malesso
  • Branquinho - cavalo branco de Sagui

Referências

  1. Infopédia. «Esteiros» 
  2. Bertrand. «Esteiros» 
  3. Infopédia/gaitinhas. «Gaitinhas» 
  4. Feminae, Dicionário Contemporâneo. Lisboa: CIG. 2013  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  5. Revista COLÓQUIO/Letras n.º 51 (Setembro de 1979). O Real e o Imaginário em Esteiros de Soeiro Pereira Gomes, pág. 30.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar