Etcatinona

composto químico
Etcatinona
Alerta sobre risco à saúde
Ethcathinone.svg
Ethcathinone molecule ball.png
Nome IUPAC (RS)-2-ethylamino-1-phenyl-propan-1-one
Outros nomes N-Etillcathinona; 2-Etilaminopropiofenona
Identificadores
Abreviação ETH-CAT
Número CAS 18259-37-5
PubChem 458519
DrugBank APRD01212
ChemSpider 403504
SMILES
Propriedades
Fórmula química C11H15NO
Massa molar 177.24 g mol-1
Ponto de ebulição

272.3 (hidrocloreto: 760 mmHg)

Farmacologia
Via(s) de administração oral, intranasal, insuflação
Página de dados suplementares
Estrutura e propriedades n, εr, etc.
Dados termodinâmicos Phase behaviour
Solid, liquid, gas
Dados espectrais UV, IV, RMN, EM
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

A etcatinona (ETH-CAT), também conhecida como etilpropiona, é uma droga estimulante das classes das fenetilaminas, anfetaminas e catinonas substituídas. É o metabólito ativo da pró-droga dietilcatinona, sendo totalmente responsável por seus efeitos. É vendida como droga projetada,[1] e combinações com mefedrona também foram identificadas.[2][3]

FarmacologiaEditar

A farmacologia da etcatinona e outros psicoestimulantes foram analisadas em um artigo de Rothman e Baumann de 2006.[4] A etcatinona atua principalmente como um agente de liberação de noradrenalina de potência moderada (EC50 = 99,3 nM);[4] e também como inibidor da recaptação de dopamina relativamente fraco (Ki = 1.014 nM).[4]

É uma pró-droga da dietilcatinona, e por isso é metabolizada de forma semelhante.[4]

LegalidadeEditar

A etcatinona, juntamente com a mefedrona e a flefedrona, foi proibida na Dinamarca em 18 de dezembro de 2008.

Em outubro de 2015, a etcatinona é uma substância controlada na China.[5]

Por ser um isômero posicional da mefedrona, a etcatinona é proibida nos Estados Unidos,.[6]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Camilleri A, Johnston MR, Brennan M, Davis S, Caldicott DG (abril de 2010). «Chemical analysis of four capsules containing the controlled substance analogues 4-methylmethcathinone, 2-fluoromethamphetamine, alpha-phthalimidopropiophenone and N-ethylcathinone». Forensic Science International. 197 (1–3): 59–66. PMID 20074881. doi:10.1016/j.forsciint.2009.12.048 
  2. Killer pills hit Cairns[ligação inativa]
  3. Police warn of potentially fatal 'fake ecstasy'
  4. a b c d Rothman RB, Baumann MH (2006). «Therapeutic potential of monoamine transporter substrates». Current Topics in Medicinal Chemistry. 6 (17): 1845–59. PMID 17017961. doi:10.2174/156802606778249766 
  5. «关于印发《非药用类麻醉药品和精神药品列管办法》的通知» (em Chinese). China Food and Drug Administration. 27 de setembro de 2015. Consultado em 1 de outubro de 2015. Arquivado do original em 1 de outubro de 2015 
  6. DEA Controlled Substances Act listing dated 21-Jul-15