Abrir menu principal

Fênix, na mitologia grega, era um filho de Amintor[necessário esclarecer].

Seu pai, Amintor, havia-o cegado, baseado na falsa acusação de que ele havia tentado seduzir sua concubina Ftia.[1]

Peleu levou Fênix a Quíron, que curou-o da cegueira.[1] Peleu tornou Fênix rei dos dólopes.[1]

Fênix é honrando pela sua sabedoria, mas participa na formação intregal de Aquiles na educação etica. A tradição das antingas sagas oferece-nos exemplo vivos desta educação; não apenas figuras de vigor e esforço sobre-humanos, mas também homens em cujo sangues passa a corrente viva da experiência, cada vez mais profunda, de uma antiga dignidade renovada dia a dia. (Paideia, p.52)

Referências