FIBA Liga das Américas 2014

A Liga das Américas 2014 é a sétima edição da competição, que envolve equipes de quase todo o continente americano. Na edição anterior participaram 12 equipes. Para este ano, a FIBA decidiu voltar ao número de vagas de 16 equipes participantes.

Liga das Américas 2014
Campeonato FIBA Liga das Américas
Esporte Basquetebol
Duração janeiro - março de 2014
Número de jogos 40
Número de times 16
Parceiro(s) de TV FOX Sports
Campeão
Brasil Flamengo
  Vice-campeão Brasil Pinheiros
MVP das finais Marcelinho Machado (Flamengo)
Temporadas Liga das Américas

As sedes desse evento na primeira fase foram: Neiva na Colômbia (Grupo A), Montevidéu no Uruguai (Grupo B), Xalapa no México (Grupo C) e Quito no Equador (Grupo D).[1]Na segunda fase, as sedes foram Xalapa no México (Grupo E) e Montevidéu no Uruguai (Grupo F).[2]

ParticipantesEditar

País Liga Equipe
  Argentina
(2 vagas)
Liga Nacional de Básquet Regatas Corrientes
Lanús
  Brasil
(4 vagas)
Novo Basquete Brasil Flamengo
Unitri/Uberlândia
Lobos Brasília
Pinheiros
  Chile
(1 vaga)
Liga Nacional Superior de Básquetbol de Chile Leones de Quilpué
  Colômbia
(1 vaga)
Baloncesto Profesional Colombiano Bambuqueros
  Equador
(1 vaga)
Liga Ecuatoriana de Baloncesto Mavort
  Uruguai
(1 vaga)
Liga Uruguaya de Básquetbol Aguada
  Venezuela
(2 vagas)
Liga Profesional de Baloncesto de Venezuela Cocodrilos de Caracas
Marinos de Anzoátegui
  México
(2 vagas)
Liga Nacional de Baloncesto Profesional de México Halcones Xalapa
Toros de Nuevo Laredo
  Porto Rico
(2 vagas)
Baloncesto Superior Nacional Capitanes de Arecibo
Leones de Ponce

GruposEditar

Grupo A Grupo B Grupo C Grupo D
  Bambuqueros   Aguada   Halcones Xalapa   Mavort
  Cocodrilos de Caracas   Unitri/Uberlândia   Regatas Corrientes   Flamengo
  Pinheiros   Lanús   Lobos Brasília   Capitanes de Arecibo
  Toros de Nuevo Laredo   Leones de Ponce   Marinos de Anzoátegui   Leones de Quilpué

Primeira FaseEditar

Grupo AEditar

  Neiva, 24 a 26 de janeiro
Pos. Equipe Pts P V D PF PC Dif
1.   Cocodrilos de Caracas 6 3 3 0 274 259 +15
2.   Pinheiros 5 3 2 1 267 246 +21
3.   Toros de Nuevo Laredo 4 3 1 2 236 246 -10
4.   Bambuqueros 3 3 0 3 254 280 -26
Data Hora Partida
24 de janeiro 20:00 Pinheiros   96 – 99   Cocodrilos de Caracas
24 de janeiro 22:15 Bambuqueros   89 – 91   Toros de Nuevo Laredo
25 de janeiro 20:00 Toros de Nuevo Laredo   71 – 77   Pinheiros
25 de janeiro 22:15 Cocodrilos de Caracas   95 – 89   Bambuqueros
26 de janeiro 20:00 Toros de Nuevo Laredo   74 – 80   Cocodrilos de Caracas
26 de janeiro 22:15 Bambuqueros   76 – 94   Pinheiros

Grupo BEditar

  Montevidéu, 30 de janeiro a 1 de fevereiro
Pos. Equipe Pts P V D PF PC Dif
1.   Aguada 6 3 3 0 273 237 +36
2.   Unitri/Uberlândia 5 3 2 1 227 231 -4
3.   Leones de Ponce 4 3 1 2 263 251 +12
4.   Lanús 3 3 0 3 210 254 -44
Data Hora Partida
30 de janeiro 20:00 Unitri/Uberlândia   85 - 81   Leones de Ponce
30 de janeiro 22:15 Aguada   93 - 74   Lanús
31 de janeiro 20:00 Leones de Ponce   90 - 73   Lanús
31 de janeiro 22:15 Unitri/Uberlândia   71 - 87   Aguada
1 de fevereiro 20:00 Lanús   63 - 71   Unitri/Uberlândia
1 de fevereiro 22:15 Aguada   93 - 92   Leones de Ponce

Grupo CEditar

  Xalapa, 7 a 9 de fevereiro
Pos. Equipe Pts P V D PF PC Dif
1.   Regatas Corrientes 5 3 2 1 275 236 39
2.   Halcones Xalapa 5 3 2 1 259 248 11
3.   Lobos Brasília 4 3 1 2 238 225 13
4.   Marinos de Anzoátegui 4 3 1 2 228 261 -33
Data Hora Partida
7 de fevereiro 21:00 Regatas Corrientes   80 - 78   Lobos Brasília
7 de fevereiro 23:15 Halcones Xalapa   84 - 70   Marinos de Anzoátegui
8 de fevereiro 21:00 Regatas Corrientes   93 - 95   Marinos de Anzoátegui
8 de fevereiro 23:15 Lobos Brasília   76 - 82   Halcones Xalapa
9 de fevereiro 21:00 Halcones Xalapa   63 - 84   Regatas Corrientes
9 de fevereiro 23:15 Marinos de Anzoátegui   93 - 102   Lobos Brasília

Grupo DEditar

  Quito, 7 a 9 de fevereiro
Pos. Equipe Pts P V D PF PC Dif
1.   Flamengo 6 3 3 0 348 275 +73
2.   Capitanes de Arecibo 5 3 2 1 289 299 -10
3.   Leones de Quilpué 4 3 1 2 270 310 -40
4.   Mavort 3 3 0 3 281 304 -23
Data Hora Partida
14 de fevereiro 18:00 Capitanes de Arecibo   90 - 123   Flamengo
14 de fevereiro 20:15 Mavort   90 - 100   Leones de Quilpué
15 de fevereiro 18:00 Leones de Quilpué   90 - 104   Capitanes de Arecibo
15 de fevereiro 20:15 Flamengo   109 - 105   Mavort
16 de fevereiro 18:00 Flamengo   116 - 80   Leones de Quilpué
16 de fevereiro 20:15 Mavort   86 - 95   Capitanes de Arecibo

O grupo D reuniu o Flamengo, do Brasil, o Capitanes de Arecibo, de Porto Rico, o Leones de Quilpué, do Chile, e o Mavort, que jogou em casa.

O Flamengo chegou à competição com o retrospecto de ter disputado cinco das seis edições da Liga das Américas, mas sem jamais ter chegado ao quadrangular final.[3] Apesar disso, era apontado como um dos favoritos, por ter sido campeão da liga brasileira e ser o então líder da temporada atual. Motivado pela possibilidade de conquistar um título inédito e ganhar o direito de disputar o Mundial, o clube reforçou o elenco com o argentino Nicolás Laprovittola, vice-campeão da edição 2013 pelo Lanús,[3] mas perdeu um dos destaques da equipe na temporada passada, com a contusão de Vítor Benite.[4]

O Capitanes de Arecibo entrou na disputa como principal time de Porto Rico, e o mais experiente da Liga das Américas, com seis participações, tendo sido vice-campeão em 2011 e terceiro lugar em 2013.[3] Reforçou o elenco para a competição, trazendo Guillermo Araujo, campeão em 2013 pelo Pinheiros,[3] e fez uma preparação forte, incluindo uma pré-temporada em Orlando e cinco amistosos em Orlando e Caracas, dos quais venceu quatro. Seguiu para Quito com dez dias de antecedência, para se adaptar à altitude da capital equatoriana.[4]

O Los Leones de Quilpué chegou como azarão em sua segunda participação no torneio.[5] Na edição anterior, perdeu as três partidas disputadas. Representou o Chile por ter sido a única equipe da divisão principal do país a aceitar o convite, quando estava na quarta colocação da liga nacional.[6]

O Mavort fez sua terceira participação nos últimos quatro anos, mas nunca chegou ao quadrangular final. Apesar de jogar em casa pela segunda vez seguida, contando com o apoio da torcida e completamente adaptado à altitude de 2.800 metros da cidade,[4] o time chegou à competição sem ritmo, tendo disputado sua última partida oficial em outubro de 2013.[3]

No dia 14 de fevereiro, o Flamengo estreou no Ginásio Julio César Hidalgo vencendo seu principal adversário por uma diferença de 33 pontos. Com vitória brasileira no primeiro quarto e porto-riquenha no segundo, os times foram para o intervalo com o placar empatado em 44 pontos. Mas o Flamengo retornou para um terceiro quarto avassalador e abriu vinte pontos de vantagem. Continuou defendendo bem e mantendo a precisão no ataque para ampliar a vantagem no último quarto e conquistar a primeira vitória. Completando a rodada, o Leones de Quilpué surpreendeu o time da casa, vencendo por 100 a 90.[5]

A segunda rodada foi disputada no dia seguinte. O Capitanes se recuperou e venceu o Leones de Quilpué por 104 a 90. Em seguida, Flamengo e Mavort fizeram uma partida muito equilibrada e emocionante. Após empate no último segundo com uma cesta do meio da quadra de Blake Walker, o Mavort levou a disputa para a prorrogação, e contava com o forte apoio de sua torcida, mas o time brasileiro confirmou o favoritismo e venceu por 109 a 105.[7]

Na terceira rodada, no dia 16 de fevereiro, o Flamengo passou com facilidade pelo Leones. Após vencer o primeiro quarto por 40 a 20 e aumentar a vantagem no segundo para 68 a 36, o time brasileiro colocou os reservas para jogar e manteve a ampla vantagem no segundo tempo, vencendo a partida por 116 a 80.[8] Em seguida, o Capitanes venceu o Mavort por 95 a 86.

Flamengo e Capitanes classificaram-se à segunda fase da competição. O time brasileiro encerrou sua participação com a melhor performance da primeira fase, com 100% de aproveitamento e 73 pontos de saldo, a maior diferença de pontos entre todos os times da Liga.

Segunda faseEditar

O Grupo E foi disputado na cidade mexicana de Xalapa, casa do Halcones de Xalapa, entre os dias 28 de fevereiro a 2 de março. O Grupo F será disputado na cidade uruguaia de Montevidéu, casa do Aguada, entre os dias 7 e 9 de março.[2]

Grupo EEditar

  Xalapa, 28 de fevereiro a 2 de março
Pos. Equipe Pts P V D PF PC Dif
1.   Flamengo 6 3 3 0 267 211 56
2.   Halcones Xalapa 5 3 2 1 219 220 -1
3.   Unitri/Uberlândia 4 3 1 2 246 247 -1
4.   Cocodrilos de Caracas 3 3 0 3 208 262 -54
Data Hora Partida
28 de fevereiro 21:00 Cocodrilos de Caracas   72 - 88[9]   Flamengo
28 de fevereiro 23:15 Halcones Xalapa   81 - 71[10]   Unitri/Uberlândia
1 de março 21:00 Flamengo   101 - 81[11]   Unitri/Uberlândia
1 de março 23:15 Cocodrilos de Caracas   71 - 80[12]   Halcones Xalapa
2 de março 21:00 Unitri/Uberlândia   94 - 65   Cocodrilos de Caracas
2 de março 23:15 Halcones Xalapa   58 - 78   Flamengo

Grupo FEditar

  Montevidéu, 7 a 9 de março
Pos. Equipe Pts P V D PF PC Dif
1.   Pinheiros 5 3 2 1 264 251 13
2.   Aguada 5 3 2 1 230 235 -5
3.   Regatas Corrientes 4 3 1 2 254 245 9
4.   Capitanes de Arecibo 4 3 1 2 249 266 -17
Data Hora Partida
7 de março 21:00 Regatas Corrientes   91-93   Pinheiros
7 de março 23:15 Aguada   86-81   Capitanes de Arecibo
8 de março 21:00 Capitanes de Arecibo   80-93   Regatas Corrientes
8 de março 23:15 Pinheiros   84-72   Aguada
9 de março 21:00 Pinheiros   87-88   Capitanes de Arecibo
9 de março 23:15 Aguada   72-70   Regatas Corrientes

Quadrangular finalEditar

  Rio de Janeiro, 21 e 22 de março de 2014 - Ginásio do Maracanãzinho
  Semifinais Final
21 de março
   Flamengo  113  
   Aguada  83  
 
22 de março
       Flamengo  85
     Pinheiros  78
Terceiro lugar
21 de março 22 de março
   Pinheiros  85    Aguada  113
   Halcones Xalapa  72      Halcones Xalapa  108
  É o título mais importante da minha vida, claro, e também de todos os jogadores desse time  

— José Neto

A fase final do torneio foi realizada no formato de semifinal, decisão de terceiro lugar e final, todos disputados em jogo único.[13] No dia 11 de março, a FIBA anunciou a cidade do Rio de Janeiro como sede. O local escolhido para os jogos foi o Ginásio do Maracanãzinho, com capacidade para 11.800 torcedores.[14] Foi a primeira vez que o Brasil sediou a fase final da Liga das Américas.[15] A candidatura do Rio foi apresentada pelo Flamengo na segunda, dia 10 de março, e concorreu com as candidaturas de Xalapa e de Montevidéu. Para viabilizar o projeto, o clube brasileiro conseguiu dois patrocínios, totalizando cerca de 600 mil reais, para custear o deslocamento das três delegações adversárias, cinco diárias, alimentação, diretorias e árbitros. Como mandante, teve a receita da bilheteria nos dois dias.[16]

A FinalEditar

Flamengo e Pinheiros, então atual campeão do torneio, venceram as semifinais e fizeram uma final brasileira.

O clube carioca venceu o atual campeão do torneio por 85 a 78 e conquistou o título inédito para o clube e de forma invicta, com o apoio de 8.701 torcedores.[17]


22 de março Relatório Flamengo   85–78   Pinheiros    Maracanãzinho, Rio de Janeiro (RJ)
Público: 8.701 presentes (7.404 pagantes)
Placar por quarto: 25–15, 21–25, 15–20, 24–18
Pts:   Marcelinho Machado 24
Rbts:   Olivinha 8
Asts:   Marcelinho Machado,   Laprovittola 3
Pts:   Shamell 25
Rbts:   Rafael Bábby,   Rafael Mineiro 6
Asts:   Joe Smith 6


PremiaçãoEditar

FIBA Liga das Américas 2014
 
Flamengo
Campeão
(1º título)

Notas e referências

  1. «Host cities announced» (em inglês). FIBA Américas. Consultado em 30 de dezembro de 2013 
  2. a b «LDA2014 – Anunciados los grupos y sedes de la semfinal» (em espanhol). FIBA Américas. 18 de fevereiro de 2014. Consultado em 19 de fevereiro de 2014 
  3. a b c d e Fábio Leme (14 de fevereiro de 2014). «De olho no Mundial, Flamengo tenta inédito título da Liga das Américas». Globo Esporte. Consultado em 2 de março de 2014 
  4. a b c Rafael Rezende (14 de fevereiro de 2014). «Na altitude, Flamengo enfrenta o Capitanes de Arecibo na estreia da Liga das Américas». Blog Garrafão Rubro-Negro. Consultado em 2 de março de 2014 
  5. a b «Terceiro quarto perfeito faz Fla vencer porto-riquenhos na Liga das Américas». Globo Esporte. 14 de fevereiro de 2014. Consultado em 2 de março de 2014 
  6. «Los Leones de Quilpué representarán a Chile en Liga de las Américas» (em espanhol). Total Básquet. 16 de dezembro de 2013. Consultado em 2 de março de 2014. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  7. «Na prorrogação, Flamengo vence mais uma e fica perto da classificação». Globo Esporte. 16 de fevereiro de 2014. Consultado em 2 de março de 2014 
  8. «Fla dá show na Liga das Américas e se classifica com 100% de rendimento». Globo Esporte. 16 de fevereiro de 2014. Consultado em 2 de março de 2014 
  9. «Marcelinho brilha, Flamengo derrota Cocodrilos e sai na frente no grupo E». Globo Esporte. 28 de fevereiro de 2014. Consultado em 2 de março de 2014 
  10. «Uberlândia perde para Xalapa, do México, pela Liga das Américas: 81 a 71». Globo Esporte. 1 de março de 2014. Consultado em 2 de março de 2014 
  11. «Elenco do Flamengo mostra sua força e garante vitória sobre o Uberlândia». Globo Esporte. 1 de março de 2014. Consultado em 2 de março de 2014 
  12. «Halcones derrota a Cocodrilos y define los clasificados al Final Four» (em espanhol). Liga de las Américas. 2 de março de 2014. Consultado em 2 de março de 2014 
  13. «Itinerario: Liga de las Americas 2014» (em espanhol). FIBA Américas. Consultado em 9 de março de 2014 
  14. «Flamengo vai decidir título da Liga das Américas em casa, no Maracanãzinho». Globo Esporte. 11 de março de 2014. Consultado em 12 de março de 2014 
  15. «Rio de Janeiro será a sede do Final Four da Liga das Américas». Gazeta Esportiva. 11 de março de 2014. Consultado em 12 de março de 2014 
  16. «Favorito, Fla oficializa candidatura para sediar Final Four. Decisão sai hoje». Globo Esporte. 11 de março de 2014. Consultado em 12 de março de 2014 
  17. Leme, Fábio; Gozzer, Thierry (22 de março de 2014). «Fla bate o Pinheiros e, 100%, conquista o título da 'Libertadores do basquete'». Globo Esporte. Consultado em 23 de março de 2014 

Links ExternosEditar