Abrir menu principal
Femke Halsema.

Femke Halsema (Haarlem, 25 de abril de 1966) é uma política e cineasta holandesa. Em 27 de junho de 2018, ela foi nomeada prefeita de Amsterdã e começou a cumprir um mandato de seis anos em 12 de julho de 2018. Ela é a primeira mulher a ocupar o cargo. Anteriormente, ela foi membro da Câmara dos Representantes de 1998 a 2011 e atuou como líder parlamentar de 2002 a 2010. Ela é filiada ao GroenLinks.

Vida pessoalEditar

Femke Halsema nasceu em Haarlem em uma família social-democrata holandesa. Durante muito tempo, sua mãe, Olga Halsema-Fles, foi uma funcionária responsável pelos assuntos sociais e emprego do Partido Trabalhista em Enschede. Sua mãe é descendente de judeus.[1]

Em 1983, Halsema formou-se na faculdade Kottenpark, em Enschede. Entre 1984 e 1985 frequentou o Vrije Hogeschool (programa de professores para escolas que seguem a Pedagogia Waldorf) em Driebergen. Em 1985, ela começou a treinar como professora de história holandesa em Utrecht. Em 1988 ela deixou seu treinamento sem se formar. Depois disso, ela trabalhou por um ano em um café em Utrecht. Ela então começou a estudar ciências sociais gerais na Universidade de Utrecht, especializada em criminologia. Durante esses estudos, ela teve vários trabalhos relacionados à sua especialização. Entre 1991 e 1993 foi estagiária no grupo de trabalho "polícia e imigrantes" do Ministério do Interior. Ela era uma assistente do professor Frank Bovenkerk. Em 1992, ela trabalhou como palestrante supranumerário em métodos e técnicas científicas na Faculdade de Ciências Sociais da Universidade de Utrecht, ensinando estatísticas aos alunos do primeiro ano.[2]

Femke Halsema vive em Amsterdã com seus dois filhos e seu esposo, o documentarista Robert Oey, que entre outros fez o filme "De Leugen" (The Lies) no qual Halsema teve uma participação.

Referências