Fernão Guterres de Castro

Fernão Guterres de Castro ou também Fernando Gutiérrez de Castro (morto depois de 1230) rico-homem do Reino de Castela, foi o filho de Guterre Roiz de Castro o Escalavrado e de Elvira Ossorio. Alferes maior de Leão entre 1192 e 1193, também foi tenente em Benavente, Toro, Zamora, Villafáfila, Limia, Astorga, e Lemos.[1] Seguindo os passos de seu pai, sua carreira política centrou-se em terras galegas, onde foi pertigueiro-mor de Santiago de Compostela entre 1223 e 1230 e onde seus descendentes desempenharam um papel importante na história da Galiza medieval.[2]

Fernão Guterres de Castro
Nascimento 1180
Península Ibérica
Morte Desconhecido
Espanha
Progenitores
Cônjuge Milia Iñiguez de Mendoza
Filho(a)(s) Estêvão Fernandes de Castro, Ines Fernandes de Castro, Elvira Fernández de Castro
Ocupação guerreiro

Matrimônio e descendência editar

Casou com Milia Íñiguez de Mendoça, filha de Íñigo Lopes de Mendoça e de Maria Garcia,[3][nt 1] de quem teve:

Notas editar

  1. Mília teve uma irmã, Inês, que foi amante do rei Afonso IX.[3]

Referências

Bibliografia editar

  • Calderón Medina, Inés (2011). «Las otras mujeres del rey: El concubinato regio en el reino de León (1157- 1230)» (PDF). Seminário Medieval 2009-2011 (em espanhol). Oporto: Instituto de Filosofía da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. pp. 255–289. ISBN 9789898459145 
  • Manuel José da Costa Felgueiras Gayo, Nobiliário das Famílias de Portugal, Carvalhos de Basto, 2ª Edição, Braga, 1989. vol. IV-pg. 239 (Castros).
  • Salazar y Acha, Jaime de (1991). «El linaje castellano de Castro en el siglo XII: Consideraciones e hipótesis sobre su origen». Anales de la Real Academia Matritense de Heráldica (em espanhol) (1): 33-68. ISSN 1133-1240 
  • Torres Sevilla-Quiñones de León, Margarita Cecilia (1999). Linajes nobiliarios de León y Castilla: Siglos IX-XIII (em espanhol). Salamanca: Junta de Castilla y León, Consejería de educación y cultura. ISBN 84-7846-781-5