Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde setembro de 2019). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Festival RTP da Canção 1972
Festival Eurovisão da Canção
Edição
IX
Datas
Final 22 de fevereiro de 1972
Produção
Local Portugal Teatro São Luiz, Lisboa, Portugal
Transmissão Portugal RTP1
Participantes
Número de participantes 8 intérpretes e 8 canções
Votação
Sistema de voto Cada júri distrital dispunha de 20 votos a distribuir pelas canções que pretendesse premiar. O júri de selecção também votou e disponha de 80 votos tendo atribuído 55 votos à canção vencedora.
Canção vencedora "A Festa da vida", Carlos Mendes
Cronologia
Fleche-defaut-gauche-gris-32.png  1971 EuroPortugal.svg 1973  Fleche-defaut-droite-gris-32.png

O IX Grande Prémio TV da Canção 1972 foi o nono Festival RTP da Canção, e teve lugar no dia 21 de Fevereiro de 1972, no Teatro S. Luiz, em Lisboa.

Alice Cruz e Carlos Cruz foram os apresentadores do festival que foi ganho por Carlos Mendes com a canção A Festa da vida.

FestivalEditar

O IX Grande Prémio TV da Canção Portuguesa ficou marcado pela hegemonia do sexo masculino, na medida que apenas Alice Cruz e alguns elementos do coro quebraram esta preponderância masculina deste festival.

Este Festival teve lugar a 21 de Fevereiro no Teatro São Luiz, em Lisboa e teve como anfitriões Alice Cruz e Carlos Cruz.

Foram selecionadas oito canções, defendidas pelos seguintes intérpretes, por ordem de desfile: Paco Bandeira, Duarte Mendes, Manuel Vargas, Carlos Mandes, João Henrique, João Braga, Fernando Tordo e Tozé Brito.

O sistema de votação este ano foi sofreu uma alteração, para além da votação do habitual júri distrital, sedeado nas respetivas 18 capitais de distrito que dispunha de 20 votos cada, a RTP chamou a votar o júri de seleção, composto por oito elementos, tendo cada um 10 votos para distribuir, conforme entendesse, pelas canções a concurso. Neste ano foi instituído o Prémio de Interpretação, um galardão que ao longo de vários festivais distinguiu as melhores interpretações nos respetivos festivais. Duarte Mendes pela interpretação de "Cidade alheia" foi o eleito neste ano. A canção vencedora foi "A Festa da vida", com interpretação de Carlos Mendes, venceu com uma margem de 150 votos do tema classificado em 2º lugar, Vamos cantar de pé, com interpretação de Paco Bandeira. Dos 80 votos que o júri de seleção dispunha, 55 foram entregues à canção vencedora. Carlos Mendes seria o segundo cantor português a bisar na Eurovisão, depois de Simone de Oliveira. A sua primeira presença no Festival Eurovisão da Canção tinha acontecido em 1968.

Final - 22 de fevereiro de 1972
# Artista Canção Compositor (c) / Música (m) Pontuação Classificação
Paco Bandeira "Vamos cantar de pé" Pedro Osório (m), Fernando Grave (c) 77
Duarte Mendes (Prémio de Interpretação) "Cidade alheia" José Luis Tinoco (m), Pedro Támen (c) 21
Manuel Vargas "Vem o caminheiro" Rui Serôdio (m), Joaquim Pedro Gonçalves (c) 37
Carlos Mendes "A Festa da vida" José Calvário (m), José Niza (c) 227
João Henrique "Esta festa das cidades" Nuno Nazareth Fernandes (m), José Jorge Letria, Nuno Gomes dos Santos (c) 17
João Braga "Amor de raiz" Rita Olivaes (m & c) 30
Fernando Tordo "Dentro da manhã" José Luis Tinoco (m), Yvette Centeno (c) 10
Tó Zé Brito "Se quiseres ouvir cantar" Tozé Brito (m & c) 22

Referências

Ligações externasEditar