Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura por outra personalidade chamada Filipe, o Belo, veja Filipe IV de França, o Belo.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Filipe
Filipe em 1500
Rei Consorte de Castela
Reinado 26 de novembro de 1504
a 25 de setembro de 1506
Predecessores Isabel I e Fernando V
Sucessores Joana I e Carlos I
Co-monarca Joana I
 
Esposa Joana I de Castela
Descendência Leonor de Áustria
Carlos I de Espanha
Isabel de Habsburgo
Fernando I da Germânia
Maria de Habsburgo
Catarina de Áustria
Casa Habsburgo
Nascimento 22 de julho de 1478
  Bruges, Condado de Flandres
Morte 25 de setembro de 1506 (28 anos)
  Burgos, Reino de Castela
Enterro Capela Real de Granada, Granada, Espanha
Pai Maximiliano I da Germânia
Mãe Maria da Borgonha
Religião Catolicismo romano
Brasão

Filipe de Habsburgo, o Belo (Bruges, 22 de julho de 1478Burgos, 25 de setembro de 1506) foi conde de Flandres, duque de Brabante e de Borgonha e rei consorte de Castela e Leão.

VidaEditar

Primeiros anosEditar

Filho de Maximiliano I de Habsburgo, Imperador Romano-Germânico, e de Maria, Duquesa da Borgonha, nasceu durante o reinado de seu avô Frederico III. Era o herdeiro do Sacro Império Romano Germânico (que de fato, nunca chegou a herdar) e, por parte de sua mãe, herdeiro da maior parte do ducado da Borgonha e dos Países Baixos como Filipe IV.

Em 1482, após a morte de sua mãe, ele conseguiu o ducado de Borgonha sob a tutela de seu pai. Um período de turbulência se seguiu que testemunhou hostilidades esporádicas entre, principalmente, as grandes cidades de Flandres (especialmente Gante e Bruges) e os partidários de Maximiliano.

Durante este interregno, Filipe ficou preso em eventos e até foi brevemente sequestrado em Bruges, como parte da campanha flamenga para apoiar as suas reivindicações de maior autonomia, que arrancara de Maria um acordo conhecido como o grande privilégio de 1477. Até o início da década de 1490, nem o apoio da França para as cidades de Flandres, nem o apoio imperial do avô de Filipe, o imperador Frederico III comprovou-se decisivo. Os dois lados chegaram a um acordo no Tratado de Senlis, em 1493, quando o imperador Frederico morreu e o pai de Filipe tornou-se o novo imperador. Estas lutas internas suavizadas pelo poder que os dois lados concordaram em fazer no décimo quinto aniversário de Filipe no ano seguinte.

CasamentoEditar

 
Felipe e Joana

Ao se casar com a infanta Joana de Castela, filha dos Reis Católicos (Fernando II de Aragão e Isabel I de Castela), tornou-se o primeiro membro da casa de Habsburgo a ser rei de Castela. Pela morte de Isabel (1504), Joana herda o trono de Castela, tornando-se Joana I de Castela. Todavia, devido à sua instabilidade mental, a regência foi entregue ao marido, Filipe,[1] que assim se tornou, pouco tempo antes de sua morte, o primeiro monarca Habsburgo da Espanha.

MorteEditar

Filipe morreu repentinamente em Burgos, aparentemente de febre tifóide, em 25 de setembro de 1506, apesar de um envenenamento (assassinato) ser amplamente falado na época, e é o que sua mulher acreditava ser. Sua esposa supostamente se recusou a permitir que o seu corpo fosse enterrado por um tempo. Filipe está sepultado na Capela Real de Granada, ao lado de sua esposa, e seus sogros Isabel I e Fernando II. Ele nunca chegaria a se tornar Imperador Romano-Germânico, pois morreu antes do pai. Porém seu filho, o Carlos V acabaria por reunir os legados dos Habsburgo, da Borgonha, de Castela e de Aragão.

Casamento e descendênciaEditar

Filipe e Joana se casaram em Lier, em 21 de outubro de 1496. Deste matrimônio gerou-se seis filhos.

AncestraisEditar

Ver tambémEditar

Títulos reais
Precedido por
Isabel I e Fernando V
  
Rei de Castela e Leão por casamento
com Joana I

15041506
Sucedido por
Joana I
com Fernando V
Precedido por
Maximiliano I
  Duque de Borgonha como Filipe IV
14821506
Sucedido por
Carlos I de Espanha como Carlos II
Precedido por:
Maria, Duquesa da Borgonha
 Duque de Brabante como Filipe III
  Duque de Limburgo como Filipe III
  Duque da Lotaríngia como Filipe III
  Duque de Luxemburgo como Filipe II
  Marquês de Namur como Filipe V
  Conde de Artois como Filipe VI
  Conde de Flanders como Filipe IV
  Conde de Charolais como Filipe III
  Conde de Hainaut como Filipe II
  Conde da Holanda como Filipe II
  Conde de Zelândia como Filipe II
  Conde Platino da Borgonha como Filipe VI

18421506
Sucedido por:
Carlos I de Espanha como
Carlos II & III
  Duque de Gueldres como Filipe I
  Conde de Zutphen como Filipe I

14821492
Sucedido por:
Carlos II, Duque de Egmond
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Filipe I de Castela

Referências