Abrir menu principal

Final do Campeonato Catarinense de Futebol de 2017

A final do Campeonato Catarinense de Futebol de 2017 foi decidida em duas partidas, nos dias 30 de abril e 7 de maio, com mando de campo alternado entre os finalistas.[3]

Final do Campeonato Catarinense de 2017
Ressacada lotada (6).jpg
Arena Condá Novo gramado.jpg
Evento Campeonato Catarinense de Futebol de 2017
Primeira partida
Data 30 de abril
Local Estádio da Ressacada, Florianópolis
Árbitro Santa CatarinaSC Héber Roberto Lopes (CBF)
Público 15 754[1]
Tempo Sol
Segunda partida
Data 7 de maio
Local Arena Condá, Chapecó
Árbitro Santa CatarinaSC Bráulio da Silva Machado (CBF)
Público 19 141[2]
Tempo Sol

Foi disputada entre Avaí e Chapecoense, em partida que repetiu decisões de duas edições anteriores do Campeonato Catarinense (em 1977 com vitória do time de Chapecó e em 2009 com vitória do time da capital). Desta forma teríamos um tira teima no desempate entre as duas equipes. No geral esta era a vigésima quinta final do Avaí e a décima primeira da Chapecoense.

A Chapecoense conquistou o título pela sexta vez, após vencer o primeiro jogo no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, por 1 a 0,[4][5] e ser derrotado na Arena Condá pelo mesmo placar. Como o regulamento previa que, em caso de empate de pontos e gols marcados a vitória seria do time de melhor campanha nos dois primeiros turnos, neste caso a equipe do oeste do estado sagrou-se campeã da competição.[6][7]

Índice

Performances dos finalistasEditar

AvaíEditar

O Avaí teve um início de competição fulminante, tendo obtido quatro vitórias consecutivas nos primeiros jogos da primeira fase. Terminou de forma invicta o turno com seis vitórias e três empates e garantindo a vaga na final da competição. Na segunda metade da competição o time relaxou e acabou não tendo uma performance tão boa quanto na fase anterior. Perdeu a invencibilidade e também a liderança na classificação geral, que culminou com a perda do mando de campo do segundo jogo na final.

ChapecoenseEditar

A Chapecoense venceu o segundo turno conseguindo ter uma participação mais constante ao longo do campeonato, o que lhe ajudou a ter a liderança geral da competição e assim levar o último jogo para ser disputado na Arena Condá. Esta será a segunda decisão da Chapecoense após o fatídico acidente que vitimou boa parte do elenco e da diretoria do time no ano anterior, pois o time disputa também a Recopa Sul-Americana.

Histórico de confrontosEditar

O histórico de confrontos entre Avaí e Chapecoense é muito equilibrado, com 51 vitórias do Avaí e 50 da Chapecoense, até esta final. Na disputa de títulos há um empate, pois a Chapecoense foi campeã em cima do Avaí no estadual de 1977 e o Avaí deu o troco em 2009.

Neste campeonato catarinense os clubes se enfrentaram em duas oportunidades. Na primeira delas, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, vitória do Avaí por 3 a 0, com dois gols de Rômulo e um de Denílson.[8] No segundo encontro, desta vez na Arena Condá, em Chapecó, vitória da Chape por 2 a 0, gols de Andrei Girotto e Arthur.[9]

ArbitragemEditar

Para a Final do Campeonato Catarinense de Futebol de 2017 a Federação Catarinense de Futebol selecionou três árbitros, dos quais dois seriam selecionados, por meio de um sorteio, para apitar os dois jogos da final. Os selecionados para o sorteio foram Bráulio da Silva Machado, Heber Roberto Lopes e Sandro Meira Ricci.

Na tarde de quinta-feira dia 27 de abril de 2017, na sede da Federação, foi realizado o sorteio e a escala dos árbitros ficou da seguinte forma: Heber Roberto Lopes apita a primeira partida a ser realizada no dia 30 de abril, às 16 horas, na Ressacada.[10] Já para a segunda partida a ser realizada no dia 7 de maio, no mesmo horário, na Arena Condá, o árbitro será Bráulio da Silva Machado.[11]

No primeiro jogo Heber Roberto Lopes teve participação negativamente destacada, após exagerar em expulsões ainda no primeiro tempo do jogo. O primeiro foi o jogador Capa do Avaí e aonde a Chapecoense consegui anotar o seu gol enquanto estava com um jogador a mais. Depois o árbitro expulsou Girotto e deixou os dois times com 10 jogadores cada.[12]

O segundo jogo foi bem mais tranquilo para a arbitragem, pois o árbitro Bráulio da Silva Machado soube conduzir melhor a partida. Apesar de ter tido um fim de jogo um pouco tumultuado, durante o jogo os times não tiveram do que reclamar.

A bola das finaisEditar

No dia 25 de abril de 2017, cinco dias antes do primeiro jogo da final, a Federação catarinense e a fornecedora das bolas do campeonato Penalty, apresentaram para a imprensa e para os torcedores a bola que faria parte dos dois jogos finais da competição. O modelo foi a S11, que apresentou as mesmas características técnicas da bola utilizada durante os outros jogos mas com design diferenciado e especialmente desenvolvido para esta fase do campeonato. A bola recebeu linhas doradas, o logo da Federação e dizeres escritos referentes à final.[13]

IngressosEditar

Primeira partida

Os ingressos para a primeira partida da final do Campeonato Catarinense de Futebol de 2017 começaram a ser vendidos aos torcedores na segunda-feira, dia 24 de abril.

Os bilhetes para os setores A, C, D, E (cobertos) foram vendidos ao valor de R$ 80,00 (R$ 40,00 para quem tem direito a meia entrada), no setor B (descoberto) R$ 60,00 (R$ 30,00 para quem tem direito a meia entrada), a área vip (coberta) R$ 100 (R$ 50,00 para quem tem direito a meia entrada) e para os visitantes (Setor F e G) no valor de R$ 60,00 (R$ 30,00 para quem tem direito a meia entrada). No setor H uma promoção, para os torcedores do Avaí que adquiriram o ingresso até dia 27 de abril pagaram R$ 20,00 no ingresso.[14][15][16]

Segunda partida

A venda dos ingressos para a segunda partida da final do catarinense iniciou em 3 de maio, quarta-feira, tanto nos pontos de venda físicos como pela internet.

Os valores foram definidos como R$ 60,00 na ala sul, R$ 80,00 para quem quiser assistir o jogo na geral, R$ 120,00 para as sociais do estádio e R$ 200,00 nas cadeiras.[17] Para a torcida visitante foram reservados 700 ingressos, todos na ala sul e que foram vendidos apenas do dia do jogo.[18]

JogosEditar

Primeira partidaEditar

Domingo, 30 de abril Avaí   0 – 1   Chapecoense Estádio da Ressacada, Florianópolis
16:00
  Histórico
Súmula Luiz Antônio   35' Público: 15 754[1]
Renda: R$ 398.077,00
Árbitro:  SC Héber Roberto Lopes
     
 
 
Avaí
     
 
 
Chapecoense

AVAÍ:
G 1   Kozlinski
LD 2   Leandro Silva
Z 3     Betão
Z 4   Alemão
LE 6   Capa   19'
V 5     Luan   71'
V 8   Judson
M 7   Denílson
M 10   Marquinhos     27'
A 9   Junior Dutra
A 11   Romulo
Substituições:
G 22     Douglas
G 25   Matheus
LD 14   Gustavo Santos
Z 13     Gustavo
Z 15   Maurício   27'   67'
LE 16   João Paulo   67'
V 17   Renato Júnior
V 18   Lucas Otávio
M 19   Diego Jardel
A 20   Vinícius Pacheco
A 21   Devid
A 23   Lourenço   71'
Treinador:
  Claudinei Oliveira
 
CHAPECOENSE:
G 1   Artur Moraes  
M 2   João Pedro
Z 3   Douglas Grolli
Z 21   Luiz Otávio
LE 6   Reinaldo
V 5   Moisés Ribeiro
V 18   Luiz Antônio   63'   78'
V 8   Andrei Girotto   36'
A 7   Rossi   71'
A 9   Wellington Paulista   49'
A 17   Arthur   82'
Substituições:
G 12   Elias
LD 22   Apodi
Z 14   Fabricio Bruno
Z 15   Nathan   78'
Z 16   Diego Renan
Z 80   Victor Ramos
V 25   Lucas Mineiro
M 20   Nádson
M 30   Neném
A 10   Túlio de Melo
A 11   Niltinho   71'
A 27   Osman   82'
Treinador:
  Vagner Mancini
Bandeirinhas:
 SC Neuza Ines Back (FIFA)
 SC Helton Nunes (asp. FIFA)
Quarto árbitro:
 SC Rodrigo d'Alonso Ferreira (CBF)
Quinto árbitro:
 SC Leandro Messina Perrone
Avaliador:
 SC Sandro Luis Mattos
Delegado:
 SC Manoel de Paula Machado

Segunda partidaEditar

7 de maio Chapecoense   0 – 1   Avaí Arena Condá, Chapecó
16:00
Súmula Leandro Silva   27' Público: 19 141[2]
Renda: R$ 567.940,00
Árbitro:  SC Bráulio da Silva Machado
     
 
 
Chapecoense
     
 
 
Avaí

CHAPECOENSE:
G 1   Artur Moraes     90+4'
M 2   João Pedro
Z 3   Douglas Grolli   33'
Z 21   Luiz Otávio
LE 6   Reinaldo   61'
V 5   Moisés Ribeiro   62'
V 18   Luiz Antônio   86'
V 15   Nathan   63'
A 7   Rossi
A 9   Wellington Paulista   71'
A 17   Arthur
Substituições:
G 12   Elias
LD 22   Apodi   63'
Z 14   Fabricio Bruno
Z 16   Diego Renan
Z 80   Victor Ramos
V 23   Moisés Gaúcho
M 26   Dodô
M 20   Nádson
M 30   Neném   90+3'
A 10   Túlio de Melo   77'   71'
A 11   Niltinho
A 27   Osman   86'
Treinador:
  Vagner Mancini
 

AVAÍ:
G 1   Kozlinski
LD 2   Leandro Silva
Z 3     Betão
Z 4   Alemão
LE 6   João Paulo
V 5     Luan   56'   74'
V 8   Judson
M 7   Denílson   74'
M 10   Marquinhos     62'   87'
A 9   Junior Dutra
A 11   Romulo
Substituições:
G 22     Douglas
LD 14   Gustavo Santos
Z 13     Gustavo
Z 16   Maurício
V 15   Lucas Otávio
V 17   Caio César   90+5'   74'
M 18   Diego Jardel   74'
A 19   Vitor
A 20   Vinícius Pacheco
A 21   Yuri
A 23   Lourenço   87'
Treinador:
  Claudinei Oliveira
Bandeirinhas:
 SC Kleber Lúcio Gil (FIFA)
 SCCarlos Berkenbrock (CBF)
Quarto árbitro:
 SC William Machado Steffen (CBF)
Quinto árbitro:
 SC Ramon Abatti Abel
Avaliador:
 SC Luiz Carlos Espíndola Gonçalves
Delegado:
 SC Fábio Marcel Nogueira (CBF)

CampeãoEditar

Campeonato Catarinense de 2017
 
Chapecoense
Campeão
(6º título)

Referências

  1. a b «Avaí perde para a Chapecoense na Ressacada». Avaí FC. 30 de abril de 2017. Consultado em 6 de maio de 2017 
  2. a b Junior, Polidoro (7 de maio de 2017). «Chape, bicampeã: Avaí venceu na Arena, mas o título ficou em Chapecó». PolidoroJr.com.br. Consultado em 6 de maio de 2017 
  3. «Chapecoense bate Joinville, leva returno e pega Avaí na final do Catarinense - Esportes - R7 Futebol». esportes.r7.com. 15 de abril de 2017. Consultado em 8 de maio de 2017 
  4. «Expulsões, homenagens e gol: a história de Avaí x Chapecoense em imagens». globoesporte.com. 30 de abril de 2017. Consultado em 8 de maio de 2017 
  5. «Chapecoense vence o Avaí e leva vantagem para a decisão do Catarinense em Chapecó». clicRBS. 30 de abril de 2017. Consultado em 6 de maio de 2017 
  6. «O legado continua: Chape segura o Avaí na Arena e é bi pela primeira vez na história». globoesporte.com. 7 de maio de 2017. Consultado em 8 de maio de 2017 
  7. «Chapecoense fatura bicampeonato do Catarinense mesmo com derrota para o Avaí na Arena Condá». clicRBS. 7 de maio de 2017. Consultado em 6 de maio de 2017 
  8. «Mais maduro e preparado, Avaí não toma conhecimento da Chape na Ressacada». globoesporte.com. 8 de fevereiro de 2017. Consultado em 25 de abril de 2017 
  9. «Te vejo na final! Chape bate o Avaí, vence a terceira consecutiva e assume a liderança». globoesporte.com. 26 de março de 2017. Consultado em 25 de abril de 2017 
  10. «Jogo: 91 Data:30/04/2017(Dom) - 16:00 : AVAI x CHAPECOENSE . Local: Aderbal Ramos da Silva - Florianópolis». FCF. 27 de abril de 2017. Consultado em 28 de abril de 2017 
  11. «Heber Roberto Lopes e Braulio da Silva Machado irão apitar os jogos da final do Catarinense 2017». clicRBS. 27 de abril de 2017. Consultado em 28 de abril de 2017 
  12. «Chape se reinventa, bate o Avaí na Ressacada e fica bem perto do bi inédito». globoesporte.com. 30 de abril de 2017. Consultado em 2 de maio de 2017 
  13. «FCF apresenta bola das finais do Catarinense Havan 2017». FCF. 25 de abril de 2017. Consultado em 2 de maio de 2017 
  14. «Ingressos para final entre Avaí x Chapecoense começam a ser vendidos na segunda-feira». clicRBS. 20 de abril de 2017. Consultado em 25 de abril de 2017 
  15. «Segue a procura por ingressos para a final». Avaí. 25 de abril de 2017. Consultado em 25 de abril de 2017 
  16. «Com ingressos a partir de R$ 20, Avaí começa venda para a final na segunda». globoesporte.com. 22 de abril de 2017. Consultado em 25 de abril de 2017 
  17. «Serviço de Jogo Chapecoense x Avaí». Chapecoense. 3 de maio de 2017. Consultado em 8 de maio de 2017 
  18. «Sem ingressos, torcedores do Avaí viajam na madrugada para apoiar a equipe». Diário Catarinense. 3 de maio de 2017. Consultado em 8 de maio de 2017 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar