Abrir menu principal

Forças Armadas da Espanha

As Forças Armadas de Espanha são uma organização de caráter oficial encarregada da defesa nacional, assim como de garantir a soberania e independência da Espanha, defender a sua integridade territorial e a ordem constitucional. O comando supremo corresponde ao Rei de Espanha, Filipe VI, segundo o artigo 62 da Constituição. São membros ativos da OTAN e do Eurocorps.

Forças Armadas de Espanha
Fuerzas Armadas Españolas
Emblem of the Spanish Armed Forces.svg
Emblema das Forças Armadas de Espanha
País Flag of Spain.svg Espanha
Ramos Emblem of the Spanish Army.svgExército de Espanha
Emblem of the Spanish Navy.svgArmada Espanhola
Emblem of the Spanish Air Force.svgForça Aérea
Coat of Arms of the UME.svg Emergências
Emblem of the Spanish Royal Guard.svgGuarda Real
Sede(s) Madrid
Lideranças
Comandante-em-Chefe Filipe VI de Espanha
Ministério da Defesa (Espanha) Margarita Robles[1]
Pessoal ativo 132 798 militares
Orçamento € 5,767 bilhões

De acordo com o artigo 8.º da constituição espanhola de 1978, as forças armadas são divididas em Exército, Marinha e Força Aérea. Além disso, existem duas unidades formadas por membros das três forças, a Guarda Real e a Unidade Militar de Emergências.

As Forças Armadas da Espanha contam atualmente com um efetivo de 132.798 militares na ativa e 345.486 na reserva

Referências

  1. «Margarita Robles Fernández». Ministério da Defesa da Espanha. Consultado em 28 de março de 2017 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Forças Armadas da Espanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.