Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
François-Xavier Nguyên Van Thuân
Cardeal da Igreja Católica
Presidente do Pontifício Conselho Justiça e Paz
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Nomeação 24 de junho de 1998
Predecessor Dom Roger Cardeal Etchegaray
Sucessor Dom Renato Raffaele Cardeal Martino
Mandato 19982002
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 11 de junho de 1953
por Dom Jean-Baptiste Urrutia
Nomeação episcopal 13 de abril de 1967
Ordenação episcopal 24 de junho de 1967
por Dom Angelo Palmas
Nomeado arcebispo 24 de abril de 1975
Cardinalato
Criação 21 de fevereiro de 2001
por Papa João Paulo II
Ordem Cardeal-diácono
Título Santa Maria da Scalla
Brasão
COA Cardinal Nguyenvanthuan.jpg
Lema GAUDIUM ET SPES
Dados pessoais
Nascimento Huế
17 de abril de 1928
Morte Roma
16 de setembro de 2002 (74 anos)
Nacionalidade vietnamita
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Phanxicô Xaviê Nguyễn Văn Thuận, mais conhecido como François-Xavier Nguyên Van Thuân (Phu Cam, Huế, 17 de abril de 1928Roma, 16 de setembro de 2002), foi um bispo e cardeal Vietnameita da Igreja Católica.

BiografiaEditar

Nasceu numa família que contava oito filhos. Fez seus estudos no seminário menor e depois no seminário maior e foi ordenado sacerdote católico em 11 de junho de 1953. Continuou os seus estudos em Roma onde formou-se em Direito Canônico. Retornando ao Vietnam foi encarregado da formação dos padres da sua diocese como reitor e professor do seminário e, em 24 de junho de 1967 foi nomeado bispo da Diocese de Nha Trang, no centro do Vietnam, diocese pela qual sempre confessou predileção.

Oito anos depois, o Papa Paulo VI o nomeou arcebispo coadjutor de Saigão.

Văn Thuận, que presidiu o Pontifício Conselho Justiça e Paz, deu início à publicação do Compêndio da Doutrina Social da Igreja publicado em 2004.

Prisão do arcebispoEditar

Em 1975 foi nomeado por Paulo VI arcebispo coadjutor de Saigão. Sua nomeação foi recusada pelo governo que, no dia 15 de agosto de 1975 - dia de Nossa Senhora da Assunção - o convoca ao palácio do governo e o coloca em prisão domiciliar. Posteriormente foi preso por treze anos. Em 1976 esteve no cárcere da prisão de Phu Khanh, após foi conduzido ao campo de reeducação de Vinh Phu no Vietnam do Norte, após em prisão domiciliar em Giang Xa e finalmente em Hanoi. Foi libertado em 21 de novembro de 1988 e conduzido à residência do arcebispo de Hanói.

Em 1980, na residência obrigatória de Giang-xá, no norte do Vietnam, escreveu seu segundo livro: ""O caminho da esperança à luz da Palavra de Deus e do Concílio Vaticano II""; depois o terceiro livro: ""Os peregrinos do caminho da esperança"".

Cardeal Văn Thuận foi libertado no dia 21 de novembro de 1988. Em setembro de 1991 deixou o Vietname e foi para Roma, onde presidiu o Pontifício Conselho Justiça e Paz.

Em 1994 foi nomeado vice-presidente do Pontifício Conselho Justiça e Paz e em 1995 foi nomeado postulador da Causa de beatificação de Marcel Van.

CardinalatoEditar

Em 21 de fevereiro de 2001 foi escolhido como cardeal pelo papa João Paulo II; o cardeal Văn Thuận foi levado em 16 de setembro de 2002 ao hospital romano Pio XI, padecendo de câncer, na idade de 74 anos, faleceu no dia 17 de setembro de 2002.[1] Seus funerais foram presididos pelo Papa João Paulo II na basílica vaticana em 20 de setembro de 2002.[2]

João Paulo II pediu-lhe que lhe pregasse o retiro espiritual da quaresma e à cúria romana no ano de 2000.[3]

BeatificaçãoEditar

Em 18 de abril de 2007, monsenhor Giampaolo Crepaldi, secretário do Pontifício Conselho Justiça e Paz anunciou a abertura da causa de beatificação do cardeal François-Xavier Nguyên Văn Thuận.

No dia 17 de setembro de 2007 o Papa recebeu os integrantes do Pontifício Conselho Justiça e Paz por ocasião do V aniversário da morte de Cardeal Văn Thuận cuja causa de beatificação se havia acabado de abrir. Cardeal Renato Raffaele Martino nomeou a advogada Silvia Mônica Correale como postuladora do processo de beatificação. No dia 26 de janeiro de 2011 o cardeal Turkson, presidente do Pontifício Conselho Justiça e Paz, nomeou como novo potulador o Dr. Waldery Hilgeman.

Obras publicadasEditar

  • Une vie d'espérance Vie de François-Xavier Nguyen Van Thuan André Nguyen Van Chau (2007, édition du Jubilé) ISBN 9782866794446
  • 365 jours d'espérance, Nguyen van Thuan François-Xavier (2005, édition du Jubilé) ISBN 286679351X
  • Prières d'espérances, Nguyen van Thuan François-Xavier (1995, édition du Jubilé) ISBN 2866791878
  • À la lumière de la Parole de Dieu et du Concile, Nguyen van Thuan François-Xavier (1994, édition du Jubilé) ISBN 2866791320
  • Les pèlerins du chemin de l'Espérance, Nguyen van Thuan François-Xavier (1993, édition du Jubilé) ISBN 2866791274
  • Sur le chemin de l'Espérance, Nguyen van Thuan François-Xavier (1991, édition du Jubilé) ISBN 2866790731

Referências

  1. «Artigo de Zenit, em francês.». Consultado em 22 de setembro de 2007. Arquivado do original em 30 de setembro de 2007 
  2. «Artigo da agência Zenit, em francês.». Consultado em 22 de setembro de 2007. Arquivado do original em 30 de setembro de 2007 
  3. Jean-Paul II afirmou: "C'est avec simplicité et inspiré par un souffle spirituel que vous nous avez guidés dans l'approfondissement de notre vocation de témoins de l'espérance évangélique au seuil du troisième millénaire", http://www.zenit.org/article-3612?l=french Arquivado em 30 de setembro de 2007, no Wayback Machine.

BibliografiaEditar

  • Nguyen Văn Thuận, François-Xavier. O Caminho da Esperança. Bauru: Edusc, 1999. 206p.

Ligações externasEditar