Friedrich Loeffler

Friedrich Loeffler (Frankfurt an der Oder, 24 de Junho de 1852Berlim, 9 de Abril de 1915). Friedrich August Johannes Loeffler foi um médico, higienista e bacteriologista alemão, discípulo de Robert Koch em Berlim, com quem trabalhou de 1879 a 1884. Formou-se médico bacteriologista pela Universidade de Greifswald e obteve o seu doutorado pela Universidade de Berlim em 1874. Dentre suas descobertas temos o organismo causador da difteria (Corynebacterium diphtheriae) e da febre aftosa, causada pelo Aphtovirus.[1] Foi também o criador do soro de Löffler coagulado e usado para a detecção de bactérias.

Friedrich Loeffler
Nascimento 24 de junho de 1852
Frankfurt an der Oder, Alemanha
Morte 9 de abril de 1915 (62 anos)
Berlim, Alemanha
Alma mater Universidade de Greifswald, Universidade de Berlim
Instituições Universidade de Greifswald
Campo(s) Medicina, bacteriologia

Foi o primeiro a cultivar o bacilo da difteria em 1884, descoberto por Edwin Klebs em 1883. Observou que nos animais que morreram após a inoculação com este bacilo, os micróbios ficaram próximos do ponto de inoculação, concluindo ele que o bacilo deve secretar um veneno ou uma toxina, que não permanece no lugar, mas se espalha por todos os órgãos vitais do corpo.[2] Esta toxina detectada por Loeffler foi isolada por Émile Roux e Alexandre Yersin em 1882.[3]

Sepultura de Friedrich Loeffler no Alter Friedhof Greifswald

Em 1888, Loeffler se tornou professor de higiene e de história da Medicina na Universidade de Greifswald. Ele explicou o surto da febre aftosa por um agente particular, ainda menor que uma bactéria.

Na Ilha de Riems, perto de Greifswald, ele fundou, em 1910, um Instituto[4] para pesquisas de saúde animal. Teve, porém, de abandonar o instituto, ao ser convidado, em 1913, para ser diretor do Instituto Robert Koch. O instituto da ilha de Riems foi rebatizado, em 1952, com o nome de Instituto Friedrich Loeffler.

ReferênciasEditar

  1. Apthovirus, é um gênero de vírus que pertence à família Picornaviridae e causador da febre aftosa.
  2. Citado segundo Patrick Berche, Une histoire des microbes, Paris, John Libbey Eurotext, 2007, p. 216. A publicação de 1884 de Loeffler é : Loeffler, F.: « Untersuchung über die Bedeutung der Mikroorganismen für die Entstehung der Diphtherie », dans Mitteilungen des kaiserlichen Gesundheitsamtes 2 (1884) 421-499.
  3. Patrick Berche, Une histoire des microbes, Paris, John Libbey Eurotext, 2007, pp. 216-217.
  4. Instituto Friedrich Loeffler, centro nacional de pesquisas para a saúde animal da Alemanha, fundado em 1910.

Ver tambémEditar