Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde março de 2012).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Fundação Nacional de Artes - Funarte
fundação
Fundação 16 de dezembro de 1975
Pessoas-chave Francisco Bosco (Mais Recente Presidente, exonerado)
Website oficial www.funarte.gov.br

A Fundação Nacional de Artes (Funarte) é uma fundação do governo brasileiro, ligada ao Ministério da Cultura. Atua em todo o território nacional e é o órgão responsável pelo desenvolvimento de políticas públicas de fomento às artes visuais, à música, ao teatro, à dança e ao circo.

Escultura em praça pública feita com apoio da FUNARTE em Piripiri.

Objetiva incentivar a produção e a capacitação de artistas, o desenvolvimento da pesquisa, a preservação da memória e a formação de público para as artes no Brasil.

Nesse intuito, a Funarte concede bolsas e prêmios, mantém programas de circulação de artistas e bens culturais, promove oficinas, publica livros, recupera e disponibiliza acervos, provê consultoria técnica e apoia eventos culturais em todos os estados brasileiros e no exterior.

Além disso, mantém espaços culturais no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, e disponibiliza parte de seu acervo gratuitamente na internet.

Índice

EstruturaEditar

  • Presidência
  • Assessoria Especial – AESP
  • Programa Nacional de Apoio à Cultura – Pronac
  • Centro de Artes Cênicas – Ceacen
  • Centro de Artes Visuais – Ceav
  • Centro de Música – Cemus
  • Centro de Programas Integrados – Cepin
  • Assessoria de Comunicação – Ascom
  • Auditor Interno
  • Procuradoria Jurídica – Projur
  • Coordenação-Geral de Planejamento e Administração – CGPA
  • Divisão de Informação e Informática – Dinfo
  • Divisão de Engenharia
  • Coordenação Administrativa – Coad
  • Divisão de Serviços Gerais – DSG
  • Divisão de Patrimônio – Dipat
  • Setor de Compras
  • Coordenação de Planejamento e Finanças – Cofin
  • Divisão de Planejamento – Diplan
  • Coordenação de Recursos Humanos - CRH

HistóricoEditar

Foi criada em 1975 pelo ministro Ney Braga[1][2] para promover, estimular, desenvolver atividades culturais em todo o Brasil. No início, atuava na música (popular e erudita) e artes plásticas e artes visuais. Na época, trabalhava junto com o Instituto Nacional de Folclore (INF), Fundação Nacional de Artes Cênicas (Fundacen) e a Fundação do Cinema Brasileiro(FCB), todas ligadas ao Ministério da Educação e Cultura, posteriormente nomeado apenas em Ministério da Cultura.

Em 1985, a fundação foi presidida pelo cartunista Ziraldo,[3] sob o comando do cartunista, a Funarte chega a atuar como syndicate (agência de distribuição de tiras de jornal e passatempos)[4] Quando o presidente Fernando Collor de Mello assumiu a presidência em 1990, extinguiu todas as instituições culturais. Em dezembro daquele ano, criou o Instituto Brasileiro de Arte e Cultura (IBAC) – ligado diretamente à Secretaria de Cultura da Presidência da República. Secretaria que voltou a ser ministério algum tempo depois. O IBAC englobava a Funarte, Fundacen, e FCB. Com o fechamento da Funarte, surge uma nova distribuidora de tiras de jornal, a Pacatatu[4]

Em 1994 a sigla Funarte substituiu a sigla IBAC.

PresidentesEditar

Referências

  1. Uma boa ideia batizada Pixinguinha
  2. Ney Aminthas de Barros Braga[ligação inativa]
  3. Edmundo Barreiros, Pedro Só (2005). 1985, o ano em que o Brasil recomeçou. [S.l.]: Singular Digital. 9788500018473 
  4. a b Gonçalo Junior. (06 de julho de 2001). Maurício de Sousa tenta salvar mercado de tirinhas de quadrinhos. Gazeta Mercantil
  5. Aloisio Magalhães Arquivado em 9 de novembro de 2013, no Wayback Machine.. MAMAM
  6. Machão, mas sensível. Veja, 10 de abril de 2002
  7. ANDRIANI, André Guilles Troysi de Campos. A Atuação da FUNARTE através do INAP no desenvolvimento Cultural da Arte Brasileira Contemporânea nas Décadas de 70 e 80 e Interações Políticas com a ABAPP. Universidade Estadual de Campinas, 2010
  8. Edino Krieger[ligação inativa]. Academia Brasileira de Música
  9. Ferreira Gullar. Brasil Escola
  10. Presidente da Funarte, Celso Frateschi pede demissão. O Globo, 6 de outubro de 2008
  11. Sérgio Mamberti é o novo presidente da Funarte. O Globo, 31 de outubro de 2008
  12. Ana de Hollanda define primeiro escalão da cultura. Folha de S.Paulo, 21 de janeiro de 2011
  13. Guti Fraga aceita convite para assumir a presidência da Funarte. O Globo, 25 de julho de 2013
  14. Francisco Bosco é nomeado presidente da Funarte. EBC, 5 de janeiro de 2015
  15. Francisco de Castro Mucci é exonerado da presidência da Funarte. DOU, 17 de maio de 2016

Ligações externasEditar