Gente Comum - Personalidades Independentes

Gente Comum - Personalidades Independentes
Obyčajní Ľudia a nezávislé osobnosti
Líder Igor Matovič
Sede Bratislava,  Eslováquia
Ideologia Conservadorismo
Conservadorismo social
Democracia cristã
Populismo de direita
Anti-corrupção
Europeísmo
Espectro político Centro-direita
Afiliação internacional Nenhuma
Afiliação europeia Nenhuma
Grupo no Parlamento Europeu Grupo do Partido Popular Europeu
Conselho Nacional
53 / 150
Parlamento Europeu
1 / 14
Cores Verde e Cinzento

Gente Comum - Personalidades Independentes (em eslovaco: Obyčajní Ľudia a nezávislé osobnosti, OĽaNO), ou simplesmente Gente Comum (em eslovaco: Obyčajní Ľudia), é um partido político de centro-direita da Eslováquia.

O partido foi fundado por membros do partido libertário Solidariedade e Liberdade em 2011[1], Gente Comum segue uma linha conservadora, sendo contra o união civil de casais do mesmo sexo, defendo a restrição na política do aborto e sendo contra as quotas europeias de refugiados[2][3][4]. O partido também é definido como populista e é fortemente associado à bandeira da anti-corrupção na política eslovaca[5][6].

Gente Comum obteve uma forte subida eleitoral nas eleições nacionais de 2020, conseguindo uma vitória surpreendente ao conquistar 25% dos votos[5][6]. O partido formou um governo de coligação com partidos de linha nacionalista e eurocéptica[7].

Resultados EleitoraisEditar

Eleições legislativasEditar

Data CI. Votos % +/- Deputados +/- Status
2012 3.º 218 537
8,6 / 100,0
16 / 150
Oposição
2016 3.º 315 558
11,0 / 100,0
 2,4
19 / 150
 3 Oposição
2020 1.º 721 166
25,0 / 100,0
 14,0
53 / 150
 34 Governo

Eleições europeiasEditar

Data CI. Votos % +/- Deputados +/-
2014 4.º 41 829
7,5 / 100,0
1 / 13
2019 6.º 51 834
5,3 / 100,0
 2,2
1 / 13
1 / 14
 

 

Referências

  1. a.s, Petit Press (15 de junho de 2010). «SaS chairman speaks about its new MPs from the Ordinary People civic association». spectator.sme.sk (em inglês). Consultado em 18 de junho de 2020 
  2. Teraz.sk (15 de setembro de 2019). «OĽaNO nepôjde do vlády, ktorá by schválila registrované partnerstvá». TERAZ.sk. Consultado em 18 de junho de 2020 
  3. «Návrhu OĽANO na sprísnenie potratov chýbal jediný hlas, podporil ho Beblavý či Bláhová, zdržali sa Petrík i Poliačik». www.zenyvmeste.sk (em eslovaco). Consultado em 18 de junho de 2020 
  4. «Slovenské volby vyhrálo opoziční hnutí, dominance Směru skončila | ČeskéNoviny.cz». www.ceskenoviny.cz (em checo). Consultado em 18 de junho de 2020 
  5. a b «Centre-right populists win Slovakia election after anti-corruption campaign». The Independent (em inglês). 1 de março de 2020. Consultado em 18 de junho de 2020 
  6. a b Mortkowitz, Siegfried (29 de fevereiro de 2020). «Anti-corruption opposition wins Slovakia election». POLITICO. Consultado em 18 de junho de 2020 
  7. «Slovak election winner secures four-party coalition with cabinet deal». Reuters (em inglês). 13 de março de 2020