Abrir menu principal
Giacomo Doria
Nascimento 1 de novembro de 1840
La Spezia
Morte 19 de setembro de 1913 (72 anos)
Gênova
Cidadania Reino de Itália
Ocupação naturalista, botânico, político, mastozoólogo, entomologista
Prêmios Ordem dos Santos Maurício e Lázaro, Ordem de Mérito Civil de Saboia

O Marquês Giacomo Doria (1 de novembro de 1840 – 19 de setembro de 1913) foi um naturalista, botânico, herpetólogo e político italiano.

Fundou o Museo Civico di Storia Naturale em Génova em 1867, e foi o seu diretor até morrer.[1] Hoje tem o nome de Museu de História Natural de Giacomo Doria.[2]

Recolheu muitas amostras de plantas, conchas, borboletas e outros insetos na Pérsia com Filippo de Filippi (1862–63),[3] em Sarawak com Odoardo Beccari (1865–66), no mar Vermelho (1879-1880) e Tunísia (1881).[1][4]

Foi um ávido entomologista. Em 1891 foi eleito Presidente da Real Sociedade Geográfica Italiana.[1][5]

No mundo da herpetologia, descreveu muitas novas espécies de anfíbios e répteis, incluindo vários que descreveu com Wilhelm Peters.[6][7] É comemorado nos nomes científicos de oito espécies de répteis: Agama doriae, Cyclophiops doriae, Gonocephalus doriae, Homalophis doriae, Latastia doriai, Scincella doriae, Stenodactylus doriae, e Tropidonophis doriae.[8]

Outros animais que receberam o seu nome são o canguru-arbóreo-de-Doria (Dendrolagus dorianus), falcão-de-doria (Megatriorchis doriae), o escaravelho Duvalius doriae, o escorpião-amarelo-iraniano (Odontobuthus doriae), o sapo-de-doria (Limnonectes doriae), a lesma-de-doria (Limax doriae) e outros (Asytesta doriae, Hoplopisthius doriae, Rhinoscapha doriai, etc).

Em 1891, o explorador italiano Vittorio Bottego designou, em homenagem a Doria, o principal afluente do rio Jubba, que hoje se chama rio Ganale Doria.

Foi ainda presidente da câmara de Génova durante alguns meses, em 1891.

Referências

  1. a b c "DORIA Giacomo". Archivio Storico Senato della Repubblica Italiana. (em italiano).
  2. Salviati, Carla I. (1997). Benvenuti a Genova!: guida per i giovani viaggiatori [= Welcome to Genoa!: Guide for Young Travelers]. Firenze [= Florence], Italy: Giunti Editore. ISBN 88-09-21247-9. (em italiano).
  3. Blanford, William Thomas (1876). Eastern Persia. An Account of the Journeys of the Persian Boundary Commission 1870-71-72. Volume 2. The Zoology and Geology. Chestnut Hill, Massachusetts: Adamant Media Corporation. ISBN 1-4021-8341-0. p. 6.
  4. Simon, Eugène (1882). "I. Viaggio ad Assab nel mar Rosso, dei signori G. Doria ed O. Beccari con il R. Avviso "Esploratore" dal 16 Novembre 1879 al 26 Febbraio 1880. II. Étude sur les Arachnides du Yémen méridional ". Annali del Museo civico di storia naturale di Genova 18: 207-260. (em italiano e francês, respetivamente).
  5. Boman, Patrick; Balzan, Luigi; Roux, Jean-Claude (2007). Des Andes à l'Amazonie 1891-1893: Voyage d'un jeune naturaliste au temps du caoutchouc. Paris: Ginkgo éditeur. ISBN 2-84679-045-0. p. 315. (em francês).
  6. "Doria". Amphibian Species of the World 5.5, an Online Reference. Museum of Natural History
  7. "Doria". The Reptile Database.
  8. Beolens, Bo; Watkins, Michael; Grayson, Michael (2011). The Eponym Dictionary of Reptiles. Baltimore: Johns Hopkins University Press. xiii + 296 pp. ISBN 978-1-4214-0135-5. ("Doria" pp. 74-75).

Ligações externasEditar