Abrir menu principal
Gian Villante
Informações
Nome
completo
Gianpiero Villante
Nascimento 18 de agosto de 1985 (34 anos)
Wantagh, Nova Iorque, Estados Unidos
Nacionalidade norte-americano
Universidade Hofstra University
Altura 1,91 m[1]
Peso 93 kg
Divisão Meio-Pesado (205 lb)
Pesado (265 lb)
Envergadura 193 cm[1]
Modalidade Kickboxing, freestyle wrestling
Luta por Bellmore, New York, Estados Unidos
Equipe Bellmore Kickboxing Academy[2]
Long Island MMA and Fitness Center[3]
Serra-Longo Fight Team[4]
Graduação      Faixa azul em jiu-jítsu brasileiro[5]
Período em
atividade
2009–presente
Cartel nas artes marciais mistas
Total 25
Vitórias 16
Por nocaute 10
Por finalização 2
Por decisão 4
Derrotas 9
Por nocaute 4
Por decisão 5
Ligações externas
Página oficial:
Cartel no MMA pelo Sherdog

Gianpiero Villante (Wantagh, 18 de agosto de 1985) é um lutador estadunidense de artes marciais mistas que atualmente luta na divisão peso-meio-pesado do Ultimate Fighting Championship. Um lutador profissional desde 2009, ele competiu anteriormente no Strikeforce.

InícioEditar

Villante foi aluno na MacArthur High School (Levittown, Nova Iorque) e fez parte da Classe de 2003. Durante seu primeiro ano, ele ficou em terceiro no Campeonato de Wrestling do Estado de Nova Iorque. Seguiu este feito até seu último ano, ao vencer o Campeonato Estadual de Nova York, na categoria de peso até 215 lbs. Villante foi igualmente realizado no futebol, em que ele foi o vencedor do Thorpe Award de 2002 como o melhor jogador de futebol na Nassau County, também na Bill Piner Award, como o melhor linebacker em Nassau County, e foi nomeado para a equipe da High School Heisman All-Star. Villante atraiu o interesse de grandes escolas de Divisão I, como a Penn State e a Universidade Estadual de Michigan. Villante escolheu ficar em casa e comprometido com a Universidade Hofstra.[6] Villante frequentou a Universidade de Hofstra entre 2003-2007, onde continuou no futebol e na luta livre, permaneceu em ambos com uma carreira altamente bem sucedida.[7] Villante realizou seu primeiro jogo contra a Marshall University, como um verdadeiro calouro, linebacker no meio. Gian manteve seu papel de partida o resto do ano como um calouro. Na temporada seguinte, Villante foi ranqueado em 2004 como o 1° no Team Defensive I-AA All-American pelo The Sports Network. Quando linebacker, ele foi considerado uma potencial promessa da NFL. O New York Giants, New York Jets, Indianapolis Colts, e Philadelphia Eagles, todos manifestaram interesse em Villante.[8][9] Villante lutou na Hofstra, onde se tornou íntimo com um wrestler NCAA All-American e futuro Peso Médio do UFC, Chris Weidman.

Carreira no MMAEditar

Ring of CombatEditar

Villante fez sua estreia no MMA rapidamente, depois de tomar a decisão de começar a treinar MMA. Ele derrotou o veterano de MMA, Randy Durant, rapidamente, aplicando-o um TKO devido a um corte feio. Villante então voou através de seus próximos adversários, apenas uma vez um deles resistiu à primeira rodada. Ele rapidamente foi o desafiante ao título Peso Pesado no Ring of Combat. Ele teve seu título e, depois de derrotar o veterano do Strikeforce, Mike Cook, no Ring of Combat, conquistando o cinturão Peso Pesado, Villante foi considerado como uma legítima promessa do MMA.

Villante fez sua estreia no Meio Pesado no Ring of Combat XXIX, com aspirações de se tornar campeão em duas categorias de peso.[10] No entanto, Villante perdeu por nocaute técnico depois de quebrar o cotovelo e voltou para o peso pesado. Depois de uma recuperação prolongada de sua lesão, Villante novamente destacou-se, com uma vitória por KO sobre Joseph Reyes.

StrikeforceEditar

Em 11 de janeiro de 2011, foi anunciado que Villante tinha assinado um contrato multi-luta com o Strikeforce. Villante foi rapidamente ligado em curto prazo à luta reserva no GP dos pesos pesados. Seu adversário seria Chad Griggs, e seria uma das três lutas reservas desse GP de pesos pesados, no Strikeforce: Fedor vs. Silva.[11] Em que muitas pessoas chamaram a luta de "Luta da Noite", Villante perdeu por nocaute técnico no primeiro round com a interrupção do árbitro.

Villante tomou a decisão de descer novamente aos meio-pesados. Em sua próxima luta, Villante teria de vencer a promessa invicta, Lorenz Larkin, em 24 de Junho de 2011, no Strikeforce Challengers: Fodor vs. Terry. Depois de quedar repetidamente o Larkin e facilmente vencer o primeiro turno, Villante parecia estar sofrendo com seu dramático corte de peso. Villante começou a se cansar e, eventualmente, Larkin passou a ganhar, vencendo por decisão unânime. Perguntas começaram a girar, como "será que Villante poderia efetivamente completar uma luta de três rounds?". Ele também foi criticado por não aderir o wrestling para um plano de luta eficiente.

Em sua próxima luta, Villante enfrentou Keith Berry no card preliminar do Strikeforce Challengers: Gurgel vs. Duarte. Apesar de vaias da multidão, e vários aplausos, Gian levou Berry continuamente para baixo e passou a ganhar a luta por unanimidade no placar dos juízes.

A próxima luta de Villante foi contra Trevor Smith, no card preliminar do Strikeforce: Rockhold vs. Jardine, em 7 de janeiro de 2012.[12] Gian rapidamente atacou Smith, bloqueando um chute e pegando sua perna quatro segundos após o início do combate. Desferiu vários socos limpos e joelhadas no chão. Ambos se levantaram. Com trinta segundos de luta, Villante mais uma vez capturou um pontapé de Smith e levou-o para baixo. Villante segurou a perna e começou a acertar inúmeros socos sem resposta do adversário, o que levou a árbitra Kim Winslow parar a luta em 1:05 do primeiro round.

Gian continuou sua sequência de vitórias com uma vitória por decisão unânime sobre Derrick Mehmen. Esta foi parte da luta eliminatória no Strikeforce: Barnett vs. Cormier, visto no canal Showtime Extreme. Gian foi creditado pelo locutor Frank Shamrock no qual foi elogiado pela sua melhoria na trocação e pela sua resistência durante a luta. Mehmen tinha hematomas visíveis em suas coxas dos vários chutes nas pernas desferidas por Villante.

Gian estava programado para lutar contra o invicto Guto Inocente, no card principal do Strikeforce: Melendez vs. Healy. O card inteiro foi cancelado devido a uma lesão no campeão, Gilbert Melendez. Sem o evento principal, Showtime cancelou todo o evento. Gian foi destaque em Newsday logo após o anúncio. O artigo destacava Gian explicando como ele ficou extremamente chateado com o cancelamento, mas com foco mais em como Gian foi finalmente capaz de manter-se em forma, depois de seu sofrimento fatigante para bater os 93 kg.

Ultimate Fighting ChampionshipEditar

Em janeiro de 2013, a organização Strikeforce foi fechada por sua controladora, Zuffa. A lista de lutadores programados para serem trazidos para o Ultimate Fighting Championship foi lançado em meados de Janeiro, e Villante foi um dos lutadores listados.[13]

Para sua estreia no UFC, Villante enfrentou o colega recém-chegado na promoção, Ovince St. Preux, em 27 de Abril de 2013, no UFC 159.[14] A luta terminou de forma incomum, com St. Preux acidentalmente cutucando Villante no olho direito com o polegar, então o árbitro Kevin Mulhall decretou imediatamente o fim da luta, depois que Villante alegou que ele não podia ver nitidamente. Como resultado da lesão, a luta foi para a decisão dos juízes e St. Preux venceu por decisão técnica da maioria dos jurados.[15]

Villante foi chamado em curto prazo, substituindo Robert Drysdale contra Cody Donovan, em 16 de novembro de 2014, no UFC 167.[16][17] Ele venceu a luta por nocaute técnico no segundo round, ganhando sua primeira vitória oficial no UFC.

Na sua terceira luta com a promoção, Villante enfrentou Fábio Maldonado em 23 de Março de 2014, no UFC Fight Night 38.[18] Ele perdeu a luta por decisão unânime.

Villante era esperado para enfrentar Anthony Perosh em 28 de junho de 2014, no UFC Fight Night: Te-Huna vs. Marquardt.[19] No entanto, Perosh foi forçado a sair da luta devido a uma lesão e foi substituído por Sean O'Connell.[20] Ele venceu a luta por decisão dividida.[21] O desempenho de ambos os partipantes ganhou a honra de ser consagrada a Luta da Noite.[22]

Villante era esperado para enfrentar Corey Anderson em 6 de Dezembro de 2014, no UFC 181.[23] No entanto, Villante retirou-se da luta citando uma lesão. Anderson permaneceu no card contra Justin Jones.[24]

A luta com o Anderson, eventualmente, teve lugar no dia 18 de abril de 2015, no UFC on Fox: Machida vs. Rockhold.[25] Villante venceu a luta por nocaute técnico no terceiro round. A luta também lhe valeu a Luta da Noite, seu segundo prêmio de bônus.[26]

Villante enfrentou Tom Lawlor em 25 de Julho de 2015, no UFC on Fox: Dillashaw vs. Barão II.[27] Apesar de controlar o primeiro turno na trocação, Villante perdeu a luta por nocaute no início do segundo round.[28]

Villante enfrentou Anthony Perosh em 15 de novembro de 2015, no UFC 193.[29] Villante venceu a luta por nocaute no primeiro round.[30]

Campeonatos e realizaçõesEditar

Artes marciais mistasEditar

FutebolEditar

  • High school football
    • 2001 All-Section VIII Linebacker
    • 2001 All-Long Island Linebacker (Sect VIII&XI)
    • 2002 All-Section VIII Linebacker
    • 2002 All-Long Island Linebacker (Sect VIII&XI)
    • 2002 Piner Award (Melhor Linebacker - Section VIII - Nassau County)
    • 2002 Thorpe Award (Melhor Jogador de Futebol - Section VIII - Nassau County)
    • 2002 1° lugar no Team All-New York State
    • 2002 1° lugar no All-Metro Team (Lower NY-Upper NJ)
  • Futebol americano universitário
    • 2004 2° lugar no time defensivo de All-Atlantic 10
    • 2004 1° lugar no time defensivo de I-AA All-American
    • 2006 1° lugar no time defensivo de All-Atlantic 10
    • 2007 1° lugar no time defensivo de All-Colonial Conference

WrestlingEditar

  • High school wrestling
    • 2002 Campeão da Seção VIII Nassau County (215 lbs)
    • 2002 3° lugar no Estado de Nova Iorque (215 lbs)
    • 2003 Campeão da Seção VIII Nassau County (215 lbs)
    • 2003 Campeão Estadual de Nova Iorque (215 lbs)

Cartel no MMAEditar

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
Derrota 17-11   Michał Oleksiejczuk Nocaute Técnico (soco no corpo) UFC Fight Night: Blachowicz vs. Santos 23/02/2019 1 1:34   Praga
Vitória 17-10   Ed Herman Decisão (dividida) UFC Fight Night: Volkan vs. Smith 27/10/2018 3 5:00   Moncton, New Brunswick
Derrota 16-10   Sam Alvey Decisão (dividida) UFC Fight Night: Rivera vs. Moraes 01/06/2018 3 5:00   Utica, Nova Iorque
Vitória 16-9   Francimar Barroso Decisão (dividida) UFC 220: Miocic vs. Ngannou 20/01/2018 3 5:00   Boston, Massachusetts
Derrota 15-9   Patrick Cummins Decisão (dividida) UFC on Fox: Weidman vs. Gastelum 22/07/2017 3 5:00   Long Island, New York
Derrota 15-8   Maurício Rua Nocaute Técnico (socos) UFC Fight Night: Belfort vs. Gastelum 11/03/2017 3 0:59   Fortaleza
Vitória 15-7   Saparbek Safarov Nocaute Técnico (socos e cotoveladas) UFC Fight Night: Lewis vs. Abdurakhimov 09/12/2016 2 2:54   Albany, New York
Derrota 14-7   Ilir Latifi Decisão (unânime) UFC 196: McGregor vs. Diaz 05/03/2016 3 5:00   Las Vegas, Nevada
Vitória 14-6   Anthony Perosh Nocaute (soco) UFC 193: Rousey vs. Holm 14/11/2015 1 4:56   Melbourne
Derrota 13-6   Tom Lawlor Nocaute (soco) UFC on Fox: Dillashaw vs. Barão II 25/07/2015 2 0:27   Chicago, Illinois
Vitória 13-5   Corey Anderson Nocaute Técnico (socos) UFC on Fox: Machida vs. Rockhold 18/04/2015 3 4:18   Newark, New Jersey Luta da Noite.
Vitória 12-5   Sean O'Connell Decisão (dividida) UFC Fight Night: Te-Huna vs. Marquardt 28/06/2014 3 5:00   Auckland Luta da Noite.
Derrota 11-5   Fábio Maldonado Decisão (unânime) UFC Fight Night: Shogun vs. Henderson II 23/03/2014 3 5:00   Natal
Vitória 11-4   Cody Donovan Nocaute Técnico (socos) UFC 167: St. Pierre vs. Hendricks 16/11/2013 2 1:22   Las Vegas, Nevada
Derrota 10-4   Ovince Saint Preux Decisão Técnica (majoritária) UFC 167: St. Pierre vs. Hendricks 27/04/2013 3 0:33   Newark, New Jersey Dedada no olho tornou Villante incapaz de continuar na luta.
Vitória 10-3   Derrick Mehmen Decisão (unânime) Strikeforce: Barnett vs. Cormier 19/05/2012 3 5:00   San Jose, California
Vitória 9-3   Trevor Smith Nocaute Técnico (socos) Strikeforce: Rockhold vs. Jardine 07/01/2012 1 1:05   Las Vegas, Nevada
Vitória 8-3   Keith Berry Decisão (unânime) Strikeforce Challengers: Gurgel vs. Duarte 12/08/2011 3 5:00   Las Vegas, Nevada
Derrota 7-3   Lorenz Larkin Decisão (unânime) Strikeforce Challengers: Fodor vs. Terry 24/06/2011 3 5:00   Kent, Washington
Derrota 7-2   Chad Griggs Nocaute Técnico (socos) Strikeforce: Fedor vs. Silva 12/02/2011 1 2:49   East Rutherford, New Jersey Luta reserva no GP de pesos-pesados.
Vitória 7-1   Joseph Reyes Nocaute Técnico (socos) Ring of Combat 33 03/12/2010 1 1:03   Atlantic City, New Jersey Voltou aos pesados.
Derrota 6-1   Demetrius Richards Nocaute Técnico (lesão no braço) Ring of Combat 29 16/04/2010 1 3:27   Atlantic City, New Jersey Estreia no Meio Pesado.
Vitória 6-0   Mike Cook Finalização (mata leão) Ring of Combat 28 19/02/2010 1 1:36   Atlantic City, New Jersey Ganhou o cinturão Peso Pesado do Ring of Combat.
Vitória 5-0   Marcelo Pereira Nocaute (soco) Ring of Combat 27 20/11/2009 1 3:59   Atlantic City, New Jersey
Vitória 4-0   Rob Wince Nocaute (chute na cabeça) Ring of Combat 26 11/09/2009 2 1:25   Atlantic City, New Jersey
Vitória 3-0   Joe Abouata Nocaute Técnico (socos) Ring of Combat 25 12/06/2009 1 1:48   Atlantic City, New Jersey
Vitória 2-0   Paul White Finalização (mata leão) Ring of Combat 24 17/04/2009 1 1:46   Atlantic City, New Jersey
Vitória 1-0   Randy Durant Nocaute Técnico (interrupção médica) Ring of Combat 23 20/02/2009 1 0:35   Atlantic City, New Jersey Paralisação médica devido à um corte.

Ver tambémEditar

  A Wikipédia tem o portal:

Referências

  1. a b «Fight Card - UFC Fight Night Dillashaw vs. Barao 2». UFC.com. Consultado em 26 de julho de 2015. Arquivado do original em 30 de janeiro de 2016 
  2. «Our Fighters». www.bellmorekickboxingacademy.com. Consultado em 19 de abril de 2015. Arquivado do original em 1 de junho de 2015 
  3. http://thegarv.com/Long-Island-MMA-and-Fitness-Center.html
  4. http://www.sherdog.com/videos/videointerview/Gian-Villante-I-Dont-Mind-Getting-Hit-8257
  5. Leland Roling (17 de janeiro de 2011). «World MMA Light Heavyweight Scouting Report: #2 - Gian Villante». Bloody Elbow 
  6. «Hofstra Student-Athlete Biography Page». Consultado em 19 de abril de 2019. Arquivado do original em 11 de julho de 2011 
  7. La Monica, Mark" (8 de fevereiro de 2010). «Gettin' to know Gian Villante». newsday.com. Consultado em 15 de março de 2010 
  8. «The Sports Network I-AA All-America List». Consultado em 19 de abril de 2019. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  9. «Gian Villante NFL Draft Prospect Page». Consultado em 24 de novembro de 2015. Arquivado do original em 25 de novembro de 2015 
  10. La Monica, Mark" (10 de março de 2010). «LI's Gian Villante seeks a second title». newsday.com. Consultado em 15 de março de 2010 
  11. «Strikeforce Signs Villante, Announces Heavyweight Reserve Bouts» 
  12. «Strikeforce: Rockhold vs. Jardine». strikeforce.com. 8 de dezembro de 2011 
  13. «UFC Reveals List of Strikeforce Fighters Making Jump to Octagon». sherdog.com. 16 de janeiro de 2013 
  14. «Ovince St. Preux meets Gian Villante in battle of Strikeforce vets at UFC 159». mmajunkie.com. 8 de fevereiro de 2013 
  15. «Ovince St. Preux pokes Gian Villante's eye, awarded win». mmajunkie.com. 27 de abril de 2013 
  16. Staff. «Gian Villante replaces Robert Drysdale, meets Cody Donovan at UFC 167». MMAjunkie.com. Consultado em 29 de outubro de 2013 
  17. MARK LA MONICA. «Gian Villante added to UFC 167 against Cody Donovan». newsday.com. Consultado em 29 de outubro de 2013 
  18. Mookie Alexander. «Fabio Maldonado says he's fighting Gian Villante at March UFC event in Brazil». bloodyelbow.com. Consultado em 12 de janeiro de 2014 
  19. Jason Floyd (24 de abril de 2014). «UFC Fight Night 43 in New Zealand adds Perosh-Villante». themmareport.com. Consultado em 24 de abril de 2014 
  20. Staff (13 de maio de 2014). «Anthony Perosh out at UFC Fight Night 43, Gian Villante now meets Sean O'Connell». mmajunkie.com. Consultado em 13 de maio de 2014 
  21. Matt Erickson (28 de junho de 2014). «UFC Fight Night 43 results: Gian Villante takes split call from Sean O'Connell». mmajunkie.com. Consultado em 28 de junho de 2014 
  22. Matt Erickson (28 de junho de 2014). «UFC Fight Night 43 bonuses: Marquardt, Oliveira, Villante, O'Connell nab $50,000». mmajunkie.com. Consultado em 28 de junho de 2014 
  23. Staff (16 de setembro de 2014). «'TUF 19' winner Corey Anderson meets Gian Villante at UFC 181». mmajunkie.com. Consultado em 16 de setembro de 2014 
  24. Staff (13 de novembro de 2014). «Gian Villante out at UFC 181, promotion seeks replacement for Corey Anderson». mmajunkie.com. Consultado em 13 de novembro de 2014 
  25. Staff (27 de janeiro de 2015). «Corey Anderson meets Gian Villante at UFC on FOX 15 in New Jersey». mmajunkie.com. Consultado em 27 de janeiro de 2015 
  26. Karim Kidan (18 de abril de 2015). «UFC on FOX 15 bonuses: Rockhold pockets $50,000 for submission win against Machida». bloodyelbow.com. Consultado em 18 de abril de 2015 
  27. Thomasi Gerbasi (1 de maio de 2015). «Lawlor returns against Villante in July». UFC.com. Consultado em 1 de maio de 2015 
  28. Ben Fowlkes (25 de julho de 2015). «UFC on FOX 16 results: Tom Lawlor drops Gian Villante with devastating right hand». mmajunkie.com. Consultado em 25 de julho de 2015 
  29. Emma Shallands (20 de agosto de 2015). «Etihad Stadium official for UFC 193, a host of Australian fighters announced for lineup». fightnewsaustralia.com. Consultado em 20 de agosto de 2015 
  30. Ben Fowlkes (14 de novembro de 2015). «UFC 193 results: Gian Villante scores quick knockout of Anthony Perosh». mmajunkie.com. Consultado em 14 de novembro de 2015 
  31. http://mmajunkie.com/2015/05/mmajunkies-fight-of-the-month-for-april-that-grueling-ufc-on-fox-15-bout

Ligações externasEditar