Grégoire-Pierre XV Agagianian

Grégoire-Pierre XV Agagianian
Cardeal da Igreja Católica
Prefeito-emérito da Congregação para a Evangelização dos Povos
Atividade eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Nomeação 15 de agosto de 1967
Predecessor Dom Samuel Cardeal Stritch
Sucessor Dom Agnelo Cardeal Rossi
Mandato 1967 - 1970
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 23 de dezembro de 1917
Nomeação episcopal 11 de julho de 1935
Ordenação episcopal 21 de julho de 1935
por Dom Sergio Der Abrahamian
Nomeado Patriarca 30 de novembro de 1937
Cardinalato
Criação 18 de fevereiro de 1946
por Papa Pio XII
Ordem Cardeal-presbítero (1946-1970)
Cardeal-bispo (1970-1971)
Título São Bartolomeu na Ilha Tiberina (1946-1970)
Albano (1970-1971)
Lema Crux fidelis lux perennis
Dados pessoais
Nascimento Akhaltsikhe
18 de setembro de 1895
Morte Roma
16 de maio de 1971 (75 anos)
Nacionalidade libanês
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Sua Beatitude Grégoire-Pierre XV Agagianian (Armenian Գրիգոր Պետրոս ԺԵ Աղաճանեան Krikor Bedros Aghajanian * 18 de Setembro de 1895 em Akhaltsikhe, Império Russo, hoje na Georgia; † 16 de Maio de 1971, em Roma) foi o décimo quinto patriarca da Cilícia da Igreja Católica Armênia e cardeal da Igreja Romana.

VidaEditar

O nome de batismo de Agagian era Gazaros ou Lázaro. Completou seus estudos no seminário de Tbilisi e na Pontifícia Universidade Urbaniana De Propaganda Fide, em Roma.

Em 23 de dezembro de 1917, ele foi ordenado sacerdote. De 1918 a 1921, trabalhou como pastor em Tbilisi, antes de se tornar membro e vice-reitor do Pontifício Colégio Armênio em Roma, de 1921 a 1932, e depois reitor entre 1932 e 1937. Em 5 de agosto de 1932, ele tornou-se um Chamberlain Privado de Sua Santidade o Papa Pio XI. Em 1935, foi Visitante Apostólico do Instituto Patriarcal Católico Armênio em Bzoummar, perto de Beirute (Líbano).

Em 11 de julho de 1935, o papa Pio XI o nomeou Bispo-Titular de Comana Armeniae. A ordenação episcopal ocorreu no dia 21 de julho do mesmo ano, pelo arcebispo Sergius Abrahamian, bispo auxiliar armênio em Roma; os co-consagradores foram o Arcebispo Bartolomeo Cattaneo, Tesoureiro da Câmara Apostólica, e o Arcebispo Pietro Pisani, Delegado das Igrejas Orientais em Roma. Seu lema episcopal era Justice et Pax ("Justiça e Paz"). Em 30 de novembro de 1937, o Santo Sínodo da Igreja Católica Armênia elegeu Agagianian como Patriarca Católico Armênio da Cilícia. Esta eleição foi confirmada em 13 de dezembro pela Santa Sé.

No consistório de 18 de fevereiro de 1946, o papa Pio XII criou Agagianian como cardeal-padre com a igreja titular de San Bartolomeo all'Isola. Em 2 de julho de 1955, o Papa nomeou-o Presidente da Comissão para a Revisão do Codex das Igrejas Orientais (Codex Canonum Ecclesiarum Orientalium). Foi nomeado Pro-Prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos em 18 de junho de 1958, e prefeito em 18 de julho de 1960 pelo Papa João XXIII.

No conclave de 1958 e no conclave de 1963, Agagianian foi considerado candidato conservador do Colégio de Cardeais.

Agagianian também atuou como legado papal no Congresso Mariano em 31 de Janeiro de 1959 em Saigon e do Congresso em homenagem ao 1.500º aniversário da morte de São Patrício, padroeiro da Irlanda, de 15 a 23 de junho de 1961 em Dublin. No Concílio Vaticano II (1962-1965), atuou como um dos quatro apresentadores do conselho e teve parte significativa na preparação do decreto missionário. Em 25 de agosto de 1962, renunciou a sua posição como Patriarca Católico Armênio da Cilícia. Em 1967 e 1969, Agagianian tomou parte no Sínodo dos Bispos no Vaticano. Ele renunciou ao cargo de prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos em 19 de outubro de 1970. Papa Paulo VI criou-o em 22 de outubro de 1970, Cardeal-Bispo de Albano.

Grégoire-Pierre XV Cardeal Agagianian morreu em 16 de maio de 1971 em Roma, e foi enterrado na igreja armênia de San Nicola da Tolentino.

Em 4 de fevereiro de 2020, cardeal Angelo De Donatis, Vigário do Papa para a Diocese de Roma, publicou um Edito para reunir material escrito do Servo de Deus Gregorio Pietro XV Agagianian, para serem anexados ao seu processo de Beatificação e Canonização.

Referências

Precedido por
Avédio Pedro XIV Arpiarian
 
Patriarca da Cilícia

19371962
Sucedido por
Inácio Pedro XVI Batanian
Precedido por
Carlo Salotti
 
Cardeal-presbítero de São Bartolomeu na Ilha Tiberina

19461970
Sucedido por
Aníbal Muñoz Duque