Abrir menu principal
World Bank Group:
  membros de todas as organizações do WBG
  membros de quatro organizações do WBG
  membros de três organizações do WBG
  membros de duas organizações do WBG
  membros apenas do BIRD

World Bank Group (WBG) (em francês: Groupe de la Banque mondiale;[1] em português: Grupo do Banco Mundial) é uma família de cinco organizações internacionais que fazem empréstimos alavancados a países em desenvolvimento. É o maior e mais famoso banco de desenvolvimento do mundo e é observador do Grupo das Nações Unidas para o Desenvolvimento.[2]

ComposiçãoEditar

O World Bank Group é composto pelas cinco instituições abaixo:

  1. Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (IBRD ou BIRD);
  2. Associação Internacional de Desenvolvimento (IDA ou AID);
  3. Corporação Financeira Internacional (IFC ou SFI);
  4. Agência Multilateral de Garantia de Investimentos (MIGA ou AMGI); e
  5. Centro Internacional para Resolução de Controvérsias sobre Investimentos (ICSID ou CIRDI).

O BIRD apoia a missão do Grupo Banco Mundial por meio de empréstimos, garantias, produtos de gerenciamento de risco e serviços de assessoria a países de renda média e a países de baixa renda, mas solventes. Além disso, coordena respostas a desafios regionais e globais[3]. No BIRD, o poder de voto de cada Estado-membro está vinculado às respectivas subscrições de capital, que por sua vez estão baseadas no poder econômico relativo de cada país. Obtém grande parte dos seus fundos através da venda de títulos nos mercados internacionais de capital.

A IDA é o "braço" do Banco Mundial que ajuda os países mais pobres do mundo. Conta com 173 acionistas e visa à redução da pobreza por meio do fornecimento de empréstimos ("créditos") e doações para programas que impulsionem o crescimento econômico, reduzam as desigualdades e melhorem as condições de vida dos países afetados[4]. Logo, desempenha um papel importante na missão do Banco Mundial, que é a redução da pobreza. A assistência da IDA concentra-se nos países mais pobres, aos quais proporciona empréstimos sem juros e outros serviços. A IDA depende das contribuições dos seus países membros mais ricos, alguns dos quais países em desenvolvimento, para levantar a maior parte dos recursos financeiros.

A IFC é "é a maior instituição de desenvolvimento global voltada para o setor privado nos países em desenvolvimento"[5], diferenciando-se do BIRD e da IDA pelo fato de que ambos oferecem produtos e serviços para o setor público dos países-membros. A IFC promove o crescimento do mundo em desenvolvimento mediante o financiamento de investimentos do setor privado e a prestação de assistência técnica e de assessoramento a governos e empresas. Em parceria com investidores privados, disponibiliza tanto empréstimos quanto participação acionária em negócios ocorridos nos países em desenvolvimento.

A MIGA especializa-se na concessão de garantias, ao apoiar a promoção de investimento estrangeiro direto nos países em desenvolvimento[6]. Assim, estimula investimentos por meio de garantias a investidores estrangeiros contra prejuízos causados por riscos não comerciais. Também proporciona assistência técnica para ajudar os países a divulgarem informações sobre oportunidades de investimento.

O ICSID, enfim, oferece instalações e promove atividades jurídicas ligadas à arbitragem e à conciliação, com o propósito de incentivar a resolução de controvérsias em matéria de investimentos internacionais.

Referências

  1. «Banque mondiale». Consultado em 25 de outubro de 2017 
  2. «UNDG Members». United Nations Development Group. Consultado em 27 de maio de 2012. Cópia arquivada em 13 de outubro de 2013 
  3. «International Bank for Reconstruction and Development». World Bank (em inglês) 
  4. «What Is IDA?». International Development Association (em inglês). 23 de dezembro de 2015 
  5. «Sobre a IFC». www.ifc.org. Consultado em 20 de abril de 2017 
  6. «MIGA/World Bank - Who we are - Overview». Banco Mundial. Consultado em 20 de abril de 2017 

Ligações externasEditar