Abrir menu principal
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde junho de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Guilherme Müller
Bispo da Igreja Católica
Bispo de Barra do Piraí – Volta Redonda
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Barra do Piraí-Volta Redonda
Nomeação 9 de junho de 1926
Predecessor criação diocese
Sucessor Dom José André Coimbra
Mandato 1926 - 1935
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 8 de julho de 1900
por Dom Cláudio Ponce de Leão
Nomeação episcopal 9 de junho de 1926
Ordenação episcopal 22 de agosto de 1926
Igreja matriz de Santa Cruz do Sul
por Dom Miguel de Lima Valverde
Lema episcopal "Longe de mim gloriar-me senão da Cruz de Cristo"
Dados pessoais
Nascimento Santa Cruz do Sul
28 de junho de 1877
Morte Mendes
11 de dezembro de 1935 (58 anos)
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Josephina Müller
Pai: Leonardo Müller
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Guilherme Muller (Santa Cruz do Sul, 28 de junho de 1877 - Mendes, 11 de dezembro de 1935) foi um bispo católico brasileiro. Foi o primeiro bispo de Barra do Piraí-Volta Redonda.

BiografiaEditar

Filho de Leonardo e Josephina Müller, imigrantes alemães, e irmão do saudoso padre Carlos Muller, Dom Guilherme fez seus estudos primários em sua terra natal. Cursou o seminário de Caxias do Sul e atuou durante todo o seu tempo de presbítero na mesma Diocese, especificamente em Santa Maria e Caxias do Sul-RS.

SacerdócioEditar

Foi ordenado sacerdote por Dom Cláudio Ponce de Leão no dia 3 de julho de 1900.[1]

EpiscopadoEditar

No dia 09 de junho de 1926 foi nomeado para ser o primeiro bispo da recém-criada Diocese de Barra do Piraí. Foi Sagrado bispo, na igreja matriz de Santa Cruz do Sul, na diocese Caxias do Sul em 22 de agosto de 1926, logo em seguida seguiu para sua diocese, onde exerceu o munus episcopal durante nove anos".

Foi o construtor da estrutura diocesana, dando seguimento ao trabalho do Monsenhor Alfredo da Silva Bastos (administrador diocesano), numa época que a Diocese compreendia todo o sul-fluminense, a baixada fluminense e a região da costa verde. Entre suas diversas realizações se encontram: o início da construção da Igreja de São Benedito (Barra do Piraí), devido o espaço celebrativo da Catedral ser pequeno; trouxe para a diocese o seu irmão - Pe. Carlos Muller, que foi pároco na Catedral de Santana (Barra do Piraí) e depois na Paróquia Santa Cruz em Mendes-RJ; idealizou e construiu o Palácio Episcopal São José - ao lado da Igreja Catedral, em Barra do Piraí, inaugurado em 11 de agosto de 1929; convidou as irmãs Franciscanas de Bolanden para cuidarem da educação na Diocese, fundando a Escola Normal Nossa Senhora Medianeira e o Instituto Educacional Santo Antônio, em Nova Iguaçu; criou em 1934 a Liga Católica Jesus, Maria e José; salvou um grande templo em homenagem a São João de Meriti, que fora construído em 1660, no tempo em que aquela região era um enorme local de plantação de café; etc.

Em sua chegada em Barra do Piraí, em 09 de outubro de 1926, foi acolhido com muita alegria e com grande festa sendo que, ao descer do trem, sua Excia. Revdma. foi recepcionado pelo prefeito Dr. Leon Camille Legay, junto com representantes do Governo do Estado e demais autoridades municipais. Logo em seguida, seguiu para a Catedral de Santana (Barra do Piraí), onde tomou posse como Bispo Diocesano e logo à noite, foi recepcionado num grande jantar. Em Barra do Piraí, recebeu como moradia, o prédio onde hoje funciona a Clínica São Miguel, localizada na Praça Pedro Cunha, nº 70.

Foi Dom Guilherme quem abençoou a pedra angular da então Catedral de São João Batista, de Santa Cruz do Sul, no dia 3 de fevereiro de 1929 quando ainda era Igreja Matriz.[1]

Faleceu no distrito de Santa Cruz de Mendes, hoje município de Mendes-RJ, na Comunidade dos Irmãos Maristas, em 11 de dezembro de 1935. Seus restos mortais foram transportados para Barra do Piraí-RJ e após três dias de exéquias foram sepultados na Catedral de Santana (Barra do Piraí), tendo ao lado uma placa comemorativa erguida em sua memória por seus diocesanos. Sua morte causou grande comoção em toda Diocese.

BibliografiaEditar

  • Diocese de Barra do Pirai Volta Redonda <<http://www.diocesenet.com.br/paroquias.htm>>
  • Publicações em jornais, revistas, etc
  • Disponível em: Governo diocesano de Dom Guilherme Müller (1926-1935). Livro 2, encontrado no Arquivo da Cúria Diocesana de Barra do Piraí-Volta Redonda. Pesquisado em 22 de junho de 2010.
  • Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes - Sobradinho - RS. Disponível em: <<http://www.diocesenet.com.br/paroquias.htm>>. Pesquisado no dia 20 de abril de 2011, às 20:30.
  • Paróquia Sagrada Família- Arroio do Tigre - RS. Disponível em: <<http://www.diocesenet.com.br/paroquias.htm>>. Pesquisado no dia 20 de abril de 2011, às 20:45.
  • Paróquia São Paulo Apóstolo - Ibarama - RS. Disponível em: <<http://www.diocesenet.com.br/paroquias.htm>>. Pesquisado no dia 20 de abril de 2011, às 21:30.
  • Relação dos Bispos brasileiros de 1551 a 1952: Salvador de Moya. Disponível em: <<http://www.sfreinobreza.com/eclesiasticobispos.htm>>. Pesquisado no dia 21 de abril de 2011, às 14:30.
  • Disponível em: Associação Comercial e Empresarial de Barra do Piraí - ACEBP. Jornal Correio Comercial. Matéria: Dom Guilherme Muller - O PRIMEIRO BISPO DE BARRA DO PIRAÍ. Anna Maria Sloboda Cruz. nº 480. Maio de 2012.

Referências

Precedido por
pertencia a Arquidiocese de Niterói
{{{título}}}
1926 - 1935
Sucedido por
José André Coimbra
Precedido por
-
{{{título}}}
1926 - 1935
Sucedido por
José André Coimbra
  Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.