Abrir menu principal
Guy Crescent Fagon
Nascimento 11 de maio de 1638
Paris
Morte 11 de março de 1718 (79 anos)
Paris
Cidadania França
Filho(s) Antoine Fagon
Ocupação botânico, médico
Empregador Jardim das Plantas de Paris

Guy-Crescent Fagon (Paris, 11 de maio de 1638 — Paris, 11 de março de 1718) foi um médico e botânico francês.

BiografiaEditar

Era filho de Henri Fagon, comissário das guerras, e de Louis de La Brosse, sobrinha de Guy de La Brosse (1586-1641), fundador do Jardim do Rei.

Foi órfão de pai muito cedo e um estudante brilhante. Obteve seu título de doutor em medicina em 9 de dezembro de 1664. Exerceu a prática de medicina em 1666 e 1667. Estudou botânica em particular com Pierre Magnol (1638-1715), botânico em Montpellier.

Antoine Vallot (1595 ou 1596-1671) convidou-o para coletar plantas da França. Contribuiu para o embelezamento e enriquecimento do Jardim das Plantas de Paris efetuando excursões botânicas em Auvergne, na Provença, nos Alpes e nos Pireneus. Colaborou na produção do primeiro catálogo do Jardim, Hortus regius, que Denis Joncquet (?-1671) publicou em 1665. Este trabalho, redigido em grande parte por Fagon, continha a descrição de 4.000 espécies de plantas.

A morte de Joncquet permitiu-lhe obter um posto de auxiliar de demonstrador. No ano seguinte, obteve o posto de demonstrador em farmácia.

Fagon distinguiu-se na prática da medicina, assumindo o posto de médico principal do rei Luís XIV em 1693 após Antoine d'Aquin (1620-1696), e foi diretor do jardim botânico do rei. Ele foi o primeiro a colocar em dúvida os benefícios do tabaco sobre a saúde.

Ao seu pedido, Luís XIV autorizou as explorações científicas de Charles Plumier para a América, de Louis Éconches Feuillée ao Peru e de Joseph Pitton de Tournefort para a Ásia.

Ele foi um dos primeiros a reconhecer a eficácia das águas de Barèges e da quinquina. Redigiu um trabalho sobre as qualidades da quinquina ( "Qualités de Quinquina") em 1703.

Em 1699, tornou-se membro da Academia das ciências da França.

FonteEditar

"Guy-Crescent Fagon", Marie-Nicolas Bouillet e Alexis Chassang (dir.), Dictionnaire universel d'histoire et de géographie, 1878.

 Portal de história da ciência. Os artigos sobre história da ciência, tecnologia e medicina.