Abrir menu principal

Henri Kontinen (Helsinki, 19 de Junho de 1990) é um tenista profissional finlandês.[1] Em 2017, se torna no primeiro jogador da Finlândia a liderar um ranking mundial de tênis. E isso aconteceu ao se tornar número 1 do mundo no ranking de duplas da ATP.

Tenista Henri Kontinen
Kontinen.jpg
País  Finlândia
Residência Helsinki, Finlândia
Data de nascimento 19 de junho de 1990 (29 anos)
Local de nasc. Helsinki, Finlândia
Altura 1,89m
Mão Destro
Prize money $1,631,240
Simples
Vitórias-Derrotas 7–6
Títulos 0
Melhor ranking N° 220 (18 de Outubro de 2010)
Open da Austrália Q1 (2010)
Torneios principais
Duplas
Vitórias-Derrotas 206–116
Títulos 5
Melhor ranking N° 1 (03 de Abril de 2017)
Open da Austrália V (2017)
Roland Garros 2R (2014)
Wimbledon SF (2017)
US Open 1R (2014)
Torneios principais de duplas
Última atualização em: 19 de maio de 2015.

Em 2016, jogando ao lado da britânica Heather Watson, foi campeão de duplas mistas do Torneio de Wimbledon.[2] Na final, eles bateram o colombiano Robert Farah e a alemã Anna-Lena Grönefeld, por 7-6(5) e 6-4. No caminho para o título, o dueto, que não era cabeça de chave, superou a fortíssima parceria formada pela suíça Martina Hingis e o indiano Leander Paes, únicos a tirarem um set deles no torneio, por 3-6, 6-3 e 6-2. Esse foi seu primeiro titulo de Grand Slam na modalidade de duplas mistas e na carreira. Já em 2017, como os defensores do título, Kontinen/Watson conseguiram chegar à final de Wimbledon nas mistas mais uma vez. Entretanto foram impedidos de conquistar o bicampeonato consecutivo do torneio ao serem superados pelo britânico Jamie Murray e a suíça Martina Hingis por duplo 6/4.[3]

No final da temporada de 2016, atuando ao lado do australiano John Peers, conquistou o título de duplas do ATP World Tour Finals. Na decisão, Kontinen e Peers superaram o sul-africano Raven Klaasen e o norte-americano Rajeev Raam, estes os sétimos favoritos, em três 'sets', pelas parciais de 2-6, 6-1 e 10-8, em uma hora e dez minutos.

Já em 2017, jogando duplas masculinas conquistou seu primeiro Grand Slam da modalidade no Open da Austrália ao derrotar na decisão, nada mais nada menos, que os irmãos Bob Bryan e Mike Bryan, com as parciais de 7-5 e 7-5 ao cabo de uma hora e catorze minutos de jogo. Seu parceiro nessa decisão foi o australiano John Peers.[4] Esse foi seu primeiro titulo de Grand Slam na modalidade de duplas masculinas, mas o segundo da carreira.

ATP finaisEditar

Duplas: 6 (4-2)Editar

Legenda
Grand Slam (0–0)
ATP World Tour Finals (0–0)
ATP World Tour Masters 1000 (0–0)
ATP World Tour 500 Series (1–1)
ATP World Tour 250 Series (3–3)
Finais por Piso
Duro (3–2)
Saibro (2–1)
Grama (0–0)
Carpete (0–0)
Posição N. Data Torneio Piso Parceiro Oponentes Placar
Campeão 1. 2 de Agosto de 2014 Kitzbühel, Áustria Saibro   Jarkko Nieminen   Daniele Bracciali
  Andrey Golubev
6-1, 6-4
Vice 1. 21 de Setembro de 2014 Metz, França Duro (c)   Marin Draganja   Mariusz Fyrstenberg
  Marcin Matkowski
7–6(7–3), 3–6, [8–10]
Vice 2. 26 de Outubro de 2014 Basel, Suíça Duro (c)   Marin Draganja   Vasek Pospisil
  Nenad Zimonjić
6-7(13-15), 6-1, [5-10]
Campeão 2. 8 de Fevereiro de 2015 Zagreb, Croácia Duro (c)   Marin Draganja   Fabrice Martin
  Purav Raja
6-4, 6-4
Campeão 3. 22 de Fevereiro de 2015 Marseille, França Duro (c)   Marin Draganja   Colin Fleming
  Jonathan Marray
6–4, 3–6, [10–8]
Campeão 4. 26 de Abril de 2015 Barcelona, Espanha Saibro   Marin Draganja   Jamie Murray
  John Peers
6-3, 6-7(6–8), [11–9]
Vice 3. 8 de Agosto de 2015 Kitzbühel, Áustria Saibro   Robin Haase   Nicolás Almagro
  Carlos Berlocq
7–5, 3–6, [9–11]
Campeão 5. 27 de Setembro de 2015 São Petersburgo, Rússia Duro   Treat Huey   Julian Knowle
  Alexander Peya
7–5, 6–3

Referências