Henrique Brito Filho

Disambig grey.svg Nota: Para o violinista e compositor brasileiro, veja Henrique Brito.

Henrique Brito Filho (São Gonçalo dos Campos, BA, 23 de outubro de 1933Itapetinga, BA, 1º de outubro de 1982) foi um administrador, contador, pecuarista e político brasileiro, outrora deputado federal pela Bahia.[1][2][3]

Henrique Brito
Replace this image male.png
Henrique Brito
Deputado federal pela Bahia
Período 1975-1982
Deputado estadual pela Bahia
Período 1967-1975
Prefeito de Itororó
Período 1963-1967
Vereador de Itororó
Período 1959-1963
Dados pessoais
Nascimento 23 de outubro de 1933
São Gonçalo dos Campos, BA
Morte 1 de outubro de 1982 (48 anos)
Itapetinga, BA
Alma mater Associação Educacional de São Paulo
Cônjuge Doralice Atília Brito
Partido ARENA, PDS
Profissão administrador, contador, pecuarista

BiografiaEditar

Filho de Henrique Antônio de Brito e Raquel Lacerda Brito. Formado em Administração e Contabilidade pela Associação Educacional de São Paulo em 1955. Pecuarista, foi suplente de vereador no município paranaense de Astorga em 1956[4][nota 1] antes de migrar para a Bahia onde foi vereador e prefeito em Itororó, respectivamente em 1958 e 1962, chegando anos mais tarde à presidência da Associação Brasileira de Municípios,[5] além de ter sido proprietário de uma rede de hotéis em Salvador.[1]

Membro da ARENA após a outorga do bipartidarismo pelo Regime Militar de 1964, elegeu-se deputado estadual pela Bahia em 1966 e 1970 e deputado federal em 1974 e 1978.[3] Com a restauração do pluripartidarismo ingressou no PDS em 1980[6] e por esta legenda disputava a reeleição em 1982, mas faleceu durante a campanha eleitoral num acidente aéreo em Itapetinga em 1º de outubro de 1982.[7] Neste dia faleceram também o candidato a governador Clériston Andrade, o candidato a vice-governador Rogério Rego e mais onze pessoas.[8][9][nota 2]

Pai de Sérgio Brito, que elegeu-se deputado estadual pela Bahia em 1986, 1990, 2006, 2010, 2014 e 2018.[10]

Notas

  1. Conforme o banco de dados do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, o senhor Henrique Brito Filho foi o segundo suplente da "Coligação Democrática de Astorga" formada por UDN e PRP ao obter 81 votos num pleito realizado em 18 de novembro de 1956.
  2. Vítimas de um acidente aéreo em Itapetinga em 1º de outubro de 1982, faleceram Henrique Brito e Rogério Rego, motivos pelos quais foram efetivados Vasco Neto e Edvaldo Flores. Pouco antes Heitor Dias recusou o mandato por ser conselheiro do Tribunal de Contas da Bahia enquanto Romeu de Queiroz Filho não assumiu o mandato que lhe caberia.

Referências

  1. a b «Biografia de Henrique Brito no CPDOC/FGV». Consultado em 26 de setembro de 2019 
  2. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Henrique Brito». Consultado em 26 de setembro de 2019 
  3. a b «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 26 de setembro de 2019 
  4. «Banco de dados do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná». Consultado em 26 de setembro de 2019 
  5. «Assembleia Legislativa da Bahia: deputado Henrique Brito». Consultado em 27 de setembro de 2019 
  6. Congresso vai reabrir em março com sete indefinidos (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 17/02/1980. Primeiro caderno, Política e Governo, p. 03. Página visitada em 26 de setembro de 2019.
  7. Daniele Amorim; Luís Lima (19 de janeiro de 2017). «Relembre dez políticos brasileiros que morreram em acidentes aéreos». epoca.globo.com. Época. Consultado em 26 de setembro de 2019 
  8. Clériston morre em queda de helicóptero na Bahia (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 02/10/1982. Primeiro caderno, Política e Governo, p. 08. Página visitada em 28 de setembro de 2019.
  9. Brito lutou pelo municipalismo (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 02/10/1980. Primeiro caderno, Política e Governo, p. 08. Página visitada em 28 de setembro de 2019.
  10. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Sérgio Brito». Consultado em 26 de setembro de 2019