Abrir menu principal
Text document with red question mark.svg
Este artigo contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde fevereiro de 2013). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Hidalcão
Nascimento 1459
Morte 1510 (51 anos)
Shahpur
Cidadania Sultanato de Bijapur
Progenitores Pai:Murad II
Ocupação poeta
Religião Xiismo

Yusuf Adil Xá (14591511), Abul Muzaffar Yusuf Adil Khan Sawi ou Adil Khan, denominado Hidalcão pelos portugueses, foi o fundador do Sultanato de Bijapur na Índia e primeiro governante da dinastia Adil Xái que governou este sultanato do Decão durante quase dois séculos. Yusuf Adil Xá é creditado com o desenvolvimento da cidade de Bijapur, elevando-a a um importante estatuto. Governou de 1489 a 1510 ou 1511, morrendo pouco depois de perder Goa, conquistada pelos portugueses liderados por Afonso de Albuquerque.

CarreiraEditar

Existem várias teorias sobre as origens de Yusuf Adil Xá, sendo geralmente apontado como um nobre Bahmani de origem iraniana, embora uma corrente mais popular lhe atribua a ascendência de um sultão otomano. Qualquer que tenha sido a sua origem, a sua coragem e personalidade reflectiram-se numa brilhante carreira, rapidamente conquistando os favores do sultão de Bahmani que o nomeou governador da província de Bijapur.

Em 1489, Yusuf aproveitou o declínio do poder da Bahmani para estabelecer-se como um sultão independente em Bijapur. Entrou em guerra contra o império hindu de Bisnaga (Vijayanagar), bem como contra os muçulmanos dos sultanatos do Decão vizinhos de Bijapur. O sultanato de Bijapur que fundou foi uma formidável força, que durou perto de dois séculos até ser derrotado por Aurangzeb em 1686.

Adil Xá foi pessoalmente responsável pela construção da imponente cidadela ou Arkilla e pelo palácio chamado Faroukh Mahal. Yusuf era um homem de cultura e convidou poetas e artesãos da Pérsia, Turquia e Roma para a sua corte. Foi também um músico e estudioso com profunda tolerância religiosa que se refletiu na arte e arquitetura desde então.

Yusuf Adil Xá casou com Punji, irmã de um guerreiro marata. Morreu em 1511, pouco depois da perda de Goa para o governador português Afonso de Albuquerque, em 1510. Deixou um pequeno Estado forte, que persistiu quase dois séculos caóticos numa região em constante instabilidade política. Foi sucedido pelo seu filho Ismail que, sendo menor, foi auxiliado no seu reinado por Kamal Khan.

ReferênciasEditar

  • India History
  • Wakiyate Mamlakate Bijapur by Basheeruddin Dehelvi.
  • Tareekhe Farishta by Kasim Farishta
  • External Relation of Bijapur Adil Shahis.
  • Devare, T. N. A short history of Persian literature; at the Bahmani, the Adilshahi, and the Qutbshahi courts. Poona: S. Devare, 1961.