Abrir menu principal

Apple Books

(Redirecionado de IBooks)
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o aplicativo de leitura de livro em formato digital. Para máquinas portáteis da Apple antes do Macbook, veja Ibook.
Apple Books
Logótipo
Desenvolvedor Apple Inc.
Lançamento 2 de abril de 2010 (9 anos)
Versão estável 1.1.2 (23 de julho de 2010; há 9 anos)
Sistema operativo iOS 3.2 (apenas para iPad), 4.2
Gênero(s) Distribuição digital
Licença Proprietário
Página oficial Apple Books - Apple Brasil

Apple Books, anteriormente iBooks, é um aplicativo distribuído pela Apple Inc.. Foi anunciado junto com o iPad em 27 de janeiro de 2010, e foi lançado para o iPhone e iPod Touch em meados de 2010, como parte da atualização do iOS 4. Naquele momento, foi descrito pela Apple como estando disponível apenas nos Estados Unidos. Informações sobre o produto lançado em março de 2010 continuaram a indicar que o iBooks só estaria disponível nos EUA. No entanto, foi dado anunciou que o aplicativo estaria disponível no Reino Unido, Austrália, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Espanha e Suíça, em 28 de maio de 2010, mesmo dia em que o iPad foi lançado nesses países.

O Apple Books não está disponível para iPhone 2G e iPod touch de primeira geração, pois o iOS da versão 4.0 em diante não suportam esses modelos.

Ele recebe principalmente arquivos no formato ePub, conteúdo da iBookstore, mas os usuários também podem adicionar seus próprios arquivos ePub e PDF via a sincronização de dados com o iTunes. Além disso, PDFs podem ser baixadas para o Apple Books através do navegador Safari. Ele também é capaz de exibir e-books que incorporam multimídia. De acordo com a informações do de produto a partir de março de 2010, o iBooks será capaz de ler o conteúdo de qualquer página (para o usuário) utilizando o VoiceOver.

O iBooks foi renomeado para Apple Books junto com o lançamento do iOS 12 e do macOS Mojave em setembro de 2018.[1]

HistóriaEditar

O iBooks foi anunciado junto com o iPad numa conferência de imprensa em janeiro de 2010. Mas foi lançado nos Estados Unidos três dias antes do iPad com o lançamento do iTunes 9.1. Isto foi, supostamente para evitar muito tráfego em servidores da Apple Inc., já que têm sobrecarregado com versões anteriores do iPhone.

Em 8 de abril de 2010, a Apple anunciou que o iBooks seria atualizado para suportar o iPhone e iPod Touch com o iOS 4. Como resultado, o iBooks não seria compatível com a primeira geração de iPhones e iPods Touch.

Em 8 de junho de 2010 na WWDC Keynote, foi anunciado que o iBooks seria atualizado para ler arquivos PDF, bem como ter a capacidade de anota PDFs e e-Books.

A partir de 1 de julho, a Apple expandiu a disponibilidade do iBooks para o Canadá, mas não há nenhuma palavra sobre futuras expansões.

Após a liberação para dispositivos mais antigos que rodam iOS 4, como o iPhone 3GS e iPod Touch, o iBooks recebeu críticas por seu desempenho lento. No entanto, a atualização 19 de julho ofereceu várias melhorias.

Durante o evento de lançamento do iPhone OS 4, a Apple anunciou que pretendia trazer o iBooks e a iBookstore para o Brasil assim que o novo sistema operacional estivesse disponível.

Histórico de versõesEditar

  • 1.0.1 - 26 de maio de 2010
    • Algumas correções de bugs para melhorar o desempenho.
  • 1.1.1 - 19 de julho de 2010
    • Se você der um duplo clique em uma imagem em um livro você pode vê-la ampliada.
    • Você pode ler livros que incluem áudio e vídeo.
    • Melhorias na leitura de documentos em PDF.
    • Adicionada a capacidade de olhar para a definição de palavras em inglês em livros sem uma linguagem específica.
    • Corrigido o problema que não permitia o download de alguns livros.
    • Correção de vários bugs encontrados em versões anteriores e estabilidade melhorada.
  • 1.1.2 - 23 de julho de 2010
    • Corrige um pequeno bug encontrado durante a atualização para a versão 1.1.1.

RecursosEditar

Os usuários do aplicativo são capazes de alterar o texto e tamanho da fonte exibida. fontes disponíveis são Baskerville, Cochin, Palatino, Times New Roman e Verdana.

Os usuários podem ajustar o brilho da tela de dentro do aplicativo.

As palavras podem ser selecionadas e pesquisadas ao longo do livro.

Páginas são viradas, tocando ou arrastando a página.

Cada cópia de Apple Books recebe uma cópia gratuita do livro Winnie-the-Pooh, a fim de iniciar a biblioteca do usuário. Embora o livro seja original de 1926 por A.A. Milne, ele relacionado com a Disney, que é parcialmente refletido no fato de que a o CEO da Apple Inc. Steve Jobs pertence a administração da The Walt Disney Company.

iBookstoreEditar

 Ver artigo principal: iBookstore

A iBookstore é um loja on-line onde você pode comprar livros para o Apple Books. Virando a prateleira do Apple Books pode ser acessada diretamente a iBookstore onde há livros para o Apple Books.

Antes do lançamento do iPad, várias editoras se comprometeram-se a produzir conteúdo para o a iBookstore. Atualmente na iBookstore existem mais de 30.000 livros livres fornecidos pelo Projeto Gutenberg.

LimitaçõesEditar

Quando os arquivos ePub forem lidos com outro software, as anotações feitas no Apple Books não serão mostradas.

Referências

  1. Gartenberg, Chaim (4 de junho de 2018). «iBooks gets a redesign and new Apple Books branding in iOS 12» (em inglês). The Verge. Consultado em 31 de janeiro de 2019 

Ligações externasEditar