Abrir menu principal
IgrejaCatólicaEmblem of the Papacy SE.svg
Flag of Malawi.svg
Malaui
Paróquia São Luís Monfort, em Balaka, Malaui
Ano 2018[1]
Santo padroeiro São Patrício[2]
Cristãos ≅16.600.000 (86,6%)
Católicos ≅3.500.000 (18,4%)
População 19.196.246
Presidente da Conferência dos Bispos Católicos Thomas Luke Msusa, S.M.M.
Núncio apostólico Vacante
Códice MW

A Igreja Católica no Malaui[3][4] (também grafado Maláui,[5][6][7][8][9][10][11], Malauí[12][13][14] ou Malawi[15][16][17]) é parte da Igreja Católica universal, em comunhão com a liderança espiritual do Papa, em Roma, e da Santa Sé.

HistóriaEditar

Os primeiros missionários católicos eram dos Padres Brancos (em francês: Pères Blancs), que chegaram ao Malaui em 1889. Em 1904, os Padres Brancos tinham três estações missionárias permanentes em Kachebere, Likuni e Mua, e os Montforts tinham duas missões, em Nguludi e Nzama. A maioria dos Padres Brancos era francesa e, entre os primeiros líderes, estavam os bispos Louis Auneau, Joseph Dupont e Mathurin Guillemé. Em 1937–38 os primeiros sacerdotes do Malaui foram ordenados: Cornelio Chitsulo, Alfred Finye.[18] Em 1988 o Papa João Paulo II realizou uma visita pastoral ao país.

Organização territorialEditar

Conferência EpiscopalEditar

 Ver artigo principal: Conferência Episcopal do Malaui

Os bispos do país constituem a Conferência Episcopal do Malaui, erigida em 1966. Os órgãos constituemL'episcopato locale costituisce la Conferenza episcopale del Malawi (em inglês: Episcopal Conference of Malawi, ECM), istituita nel 1966. Os órgãos que constituem a ECM são: assembleia plenária dos bispos, o secretariado católico, e seis comissões, as quais são: desenvolvimento católico, justiça, paz, educação, saúde, pastoral e comunicação.

Nunciatura ApostólicaEditar

A Nunciatura Apostólica no Malaui foi instituída em 21 de maio de 1966, pelo breve papal Quantum utilitatis, do Papa Paulo VI, e está sediada em Lusaka, Zâmbia.

Referências

  1. «Catholic Church in Malawi». Catholic Hierarchy. Consultado em 28 de outubro de 2018 
  2. Yvonnie Sundu (16 de março de 2015). «'Westlife' comes to Malawi». The Nation. Consultado em 28 de outubro de 2018 
  3. «UOL Dicionário Houaiss». Consultado em 12 de julho de 2015 
  4. Lusa, Agência de Notícias de Portugal. «Prontuário Lusa» (PDF). Consultado em 10 de outubro de 2012 
  5. «Dicionário Online - Dicionáro Caldas Aulete - Significado de malauiano». www.aulete.com.br. Consultado em 18 de novembro de 2015 
  6. «Serviço das Publicações — Código de Redação Interinstitucional — Anexo A5 — Lista dos Estados, territórios e moedas». publications.europa.eu. Consultado em 22 de agosto de 2015 
  7. Dicionário Aurélio
  8. «Dicionário Priberam» 
  9. «Embaixada do Brasil na República do Maláui». www.itamaraty.gov.br. Consultado em 12 de julho de 2015 
  10. Peixoto da Fonseca, F. V.; Ciberdúvidas da Língua Portuguesa – O zulo
  11. Instituto Internacional da Língua Portuguesa. «Maláui». Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa. Consultado em 28 de maio de 2017 
  12. «Portal Consular - Malauí». Ministério das Relações Exteriores do Brasil. Consultado em 28 de outubro de 2018 
  13. Fernando Moreira (10 de outubro de 2017). «Onda de violência mata seis 'vampiros' no Malauí». O Globo. Consultado em 28 de outubro de 2018 
  14. «Malauí». Brasil Escola. Consultado em 28 de outubro de 2018 
  15. «Malawi: Cidadãos manifestam-se contra xenofobia na África do Sul». Consultado em 12 de julho de 2015 
  16. «O Governo do Malawi exortou o exército para cumprir as suas obrigações, com disciplina e dedicação, para manter a boa imagem e profissionalismo dos militares malawianos a nível internacional». Consultado em 12 de julho de 2015 
  17. «Dicionário da Língua Portuguesa com Acordo Ortográfico [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2015.». infopédia. Consultado em 12 de julho de 2015 
  18. Historical Dictionary of Malawi - Ihe International Monetary Fund - Page 298 Sarah Tenney, Norman K. Humphreys - 2011 -"In 1889, the White Fathers order became the first Roman Catholic missionary group to ...

Ver tambémEditar