Abrir menu principal

Igreja Evangélica Presbiteriana da Espanha

A Igreja Evangélica Presbiteriana da Espanha (em espanhol : Iglesia Evangelica Presbiteriana de España ) é uma denominação reformada confessional calvinista fundada na Espanha em 1999 por missionários da Igreja Presbiteriana do Brasil. A igreja conta atualmente com congregações em várias regiões da Espanha e mantem relações fraternais com a Igreja Presbiteriana do Brasil.[1]

Igreja Evangélica Presbiteriana da Espanha
Classificação Protestante
Orientação Confessional e Conservadora
Teologia Calvinista
Associações Federação de Entidades Religiosas Evangélicas da Espanha (FEREDE)
Área geográfica Espanha
Origem 1999 (20 anos)
Ramo de(o/a) Igreja Presbiteriana do Brasil
Congregações 8

Índice

HistóriaEditar

A Igreja Evangélica Presbiteriana da Espanha foi iniciado como um trabalho missionário da Agência Presbiteriana de Missões Transculturais da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB) na Espanha. O primeiro trabalho missionário foi iniciado em 1989 em Huelva[2], sendo organizada juridicamente em 1999.

Hoje a denominação conta com igrejas em oito cidades: Don Benito, Sevilla, Getafe, Torrelodones, Madrid, La Coruña, Málaga e a pioneira em Huelva.

DoutrinaEditar

Como Igreja Reformada a Igreja Evangélica Presbiteriana da Espanha adota o sistema de Governo Presbiteriano e proclama os lemas da Reforma Protestante : Sola Scriptura, Sola Gratia, Sola Fide, Solus Christus e Soli Deo Gloria.[3]

A igreja é evangélica e confessa a Inerrância bíblica, tendo a Bíblia como regra infalível de fé e prática, rejeita assim a Teologia liberal. Além disso, a igreja subscreve: a Confissão de Fé de Westminster, o Breve Catecismo de Westminster e Pacto de Lausanne.[1][4]

Relações inter eclesiásticasEditar

A igreja conta com apoio da igreja Presbiteriana do Brasil e da Agência Presbiteriana de Missões Transculturais para o plantio de novas igrejas no país.[5][6][7]

A partir de 2010, a denominação estabeleceu relações com as Igrejas Reformadas da Espanha[8][9] (membro da Conferência Internacional das Igrejas Reformadas)[10] e em 2015 começou a realizar reuniões conjuntas dos sínodos de ambas igrejas.[11]

Ver tambémEditar

Links externosEditar

ReferênciasEditar