Abrir menu principal
Imad Mohammad Deeb Khamis
Imad Mohammad Deeb Khamis
67º Primeiro Ministro da Síria
Período 2016 – presente
Presidente Bashar al-Assad
Antecessor Wael Nader al-Halqi
Alma mater Universidade de Damasco
Filhos três
Partido Partido Ba’ath
Religião Islamismo (Sunismo)
Profissão Engenheiro Elétrico

Imad Mohammad Deeb Khamis (Damasco, 1 de agosto de 1961) é um político e engenheiro elétrico sírio que ocupa atualmente o cargo de primeiro-ministro da Síria, desde o ano de 2016. Anteriormente, ocupou o cargo de Ministro de Eletricidade (equivalente a Ministro de Minas e Energia), no período de 2011 a 2016, e seu desempenho à frente da pasta acabou levando-o a ser primeiro-ministro.

Sua posição como Ministro de Eletricidade foi extremamente estratégica no contexto da eclosão da Guerra Civil Síria. A nomeação foi feita de maneira democrática e obedeceu ao parlamento, apesar do contexto caótico do país.[1][2]

BiografiaEditar

Khamis nasceu em uma região próxima à capital Síria, Damasco, no dia 1 de agosto de 1961. Formou-se em engenharia elétrica pela Universidade de Damasco, no ano de 1981.[3]

CarreiraEditar

Khamis foi designado, de 1987 até 2005, para realizar o gerenciamento de um dos departamentos da Organização Geral para a distribuição e investimento em energia elétrica da Síria. Foi diretor-geral da Companhia Geral de Eletricidade da província de Damasco, do ano de 2005 até meados de 2008. Em 2008,foi nomeado diretor-geral da empresa estatal de distribuição e investimento em energia elétrica na Síria.[3] 

Em 14 de abril de 2011 assumiu o Ministério da Energia,[4] e em 22 de junho de 2016 foi nomeado primeiro-ministro pelo então presidente sírio, Bashar al-Assad. Como primeiro-ministro, foi encarregado de reorganizar o Poder Executivo do país, após as eleições legislativas de 13 de abril de 2016, que estabeleceram um novo parlamento no país e foram consideradas ilegítimas pela oposição.[1][5]

SançõesEditar

A União Europeia sancionou e reprovou atitudes de Khamis devido ao seu envolvimento com cortes na distribuição de energia elétrica como maneira de reprimir o povo sírio, no dia 24 de março de 2012, quando ainda era o Ministro responsável por esta área.[2]

Vida pessoalEditar

Khamis é casado e possui três filhos.[3]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b «Assad nomeia novo governo na Síria sem mudanças em Defesa e Interior». ZH Notícias. Grupo RBS. 3 de julho de 2016. Consultado em 12 de novembro de 2016 
  2. a b «Regulamento de Execução (UE) n.º 266/2012 do Conselho, de 23 de março de 2012, que dá execução ao artigo 32.º, n.º 1, do Regulamento (UE) n.º 36/2012 que impõe medidas restritivas tendo em conta a situação na Síria». EUR-Lex. União Europeia. 23 de março de 2012. Consultado em 12 de novembro de 2016 
  3. a b c «Minister of Electricity: Eng. Imad Mohammad Deeb Khamis» [Ministro de Eletricidade: Eng. Imad Mohammad Deeb Khamis]. Syrian Arab News Agency (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2016. Cópia arquivada em 12 de junho de 2014 
  4. «Syrie: un nouveau premier ministre nommé» [Síria: um novo primeiro-ministro é nomeado]. Le Figaro (em francês). 22 de junho de 2016. Consultado em 12 de novembro de 2016. Ministre de l'Electricité depuis 2011, Imad Khamis est un ingénieur électrique diplômé de l'université de Damas. 
  5. «Syrie: Assad veut un nouveau gouvernement» [Síria: Assad quer um novo governo]. Le Figaro (em francês). 22 de junho de 2016. Consultado em 12 de novembro de 2016. Des élections législatives jugées illégitimes par l'opposition ont eu lieu en avril.