Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde janeiro de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Inkscape
Inkscape Logo.svg
Desenvolvedor The Inkscape Team
Plataforma GTK+
Lançamento 12 de dezembro de 2003; há 15 anos
Versão estável 0.92.3[1] (11 de março de 2017; há 11 meses)
Idioma(s) 40 línguas
Linguagem C++
Sistema operativo OS X, Linux, Windows
Gênero(s) Editor gráfico vetorial
Licença GNU GPLv2
Estado do desenvolvimento Ativo
Tamanho 35.7 MB
Página oficial inkscape.org

Inkscape é um software livre para editoração eletrônica (Portugal: edição electrónica) de imagens e documentos vetoriais, com base numa versão mais avançada do antigo Sodipodi no qual teve origem. Trata-se assim de um fork considerado de sucesso.

Utiliza o método vetorial, ou seja, gera imagens a partir de um caminho de pontos definindo suas coordenadas, de forma transparente ao usuário. Imagens vetoriais têm maior aplicação em desenho técnico ou artístico e são, geralmente, mais leves e não perdem a qualidade ao sofrer transformações, como redimensionamento ou giro, em oposição aos formatos bitmap, pese embora o facto dos formatos vectoriais ainda não possuem capacidade directa para lidar com captação de fotografias em tempo real, pelo que na maior parte das aplicações tecnológicas de captação de imagem, os formatos bitmap ainda são considerados standard.

O Inkscape trabalha nativamente com o formato SVG (Scalable Vectorial Graphics), um formato aberto de imagens vetoriais, nomeadamente, uma subdefinição (DTD) da linguagem XML definido pela W3C. O aplicativo também exporta para o popular formato da Internet PNG e importa vários formatos vectoriais ou bitmap, como por exemplo: TIFF, GIF, JPG, AI, PDF, PS, entre outros.

Índice

Interface gráficaEditar

A equipe de desenvolvimento do Inkscape intenciona manter uma interface simples, porém extensivel, facilitando o uso do iniciante e do profissional. Efeitos (criados em virtualmente qualquer linguagem) estendem o menu do Inkscape. Em 2007, os desenvolvedores trabalharam na implementação de janelas encaixáveis, como já é possível no GIMP.




Interface textualEditar

O Inkscape também implementa uma interface textual para viabilizar conversões de formatos ou obtenção de informações de elementos SVG via linha de comando. Essa funcionalidade permite a automação de tarefas como a criação de miniaturas de diversos arquivos SVG. A título de exemplo, para os sistemas operativos GNU/Linux e o comando seria da seguinte forma:

$ for arq in *.svg; do inkscape -e "$(basename "$arq" .svg)_miniatura.png" -h 100 "$arq"; done

Para exportar a previsão de apenas um arquivo (em qualquer SO) seria:

$ inkscape -e imagem_preview.png -h 100 imagem.svg

Alguns dos argumentos que o Inkscape aceita pela linha de comando são:

  • -e : exportar PNG
  • -d : define a DPI de exportação (o padrão é 90)
  • -a : define a área a ser exportada (o padrão é a página)
  • -w e -h : definem largura e altura do PNG exportado
  • -i : exportar apenas a área do elemento com tal identificador
  • -P : exportar arquivo PS
  • -A : exportar arquivo PDF
  • -W e -H : informa a largura e altura do desenho ou elemento identificado

VersõesEditar

 
Interface gráfica do Inkscape, demonstrando algumas das suas funções.

Versão 0.40Editar

Inkscape temos conversão de imagens bitmap em vetor (o procedimento é chamado de vetorização). Nesta versão temos também o recurso de colocar textos em segmentos "text on path", muito utilizado no CorelDraw, Illustrator e Freehand.

Versão 0.42Editar

Trouxe empolgantes inovações, como um recurso aprimorado de edição de textos, uma prática ferramenta para construção de degradés, e paletas de cores. A possibilidade expandida de trabalhar com clones de objetos e conseguir efeitos semelhantes a caleidoscópios e o total suporte à implementação de scripts em Python e Perl.

Versão 0.43Editar

Inclusão do menu Effects, com 22 efeitos gráficos, uma melhoria e refinamento nas ferramentas de edição de nós, sensibilidade a pressão para usuários de tablets (ou mesas digitalizadoras) na ferramenta desenho caligráfico e a inclusão do recurso de conexão de elementos, muito utilizado em fluxogramas.

Versão 0.44Editar

Disponibilizada em 24 de junho de 2006, foram adicionados Layers dialog, suporte para clipping e masking, melhorado a exportação .PDF com transparência, e melhoria geral na performance do software.

Versão 0.44.1Editar

Disponibilizada em 14 de Setembro de 2006. Corrige erros em Windows, Mac OS X, e outros erros que foram encontrados no último lançamento, 0.44, que introduz várias substanciais modificações, tais como, graphical layers, clipping e suporte a máscara, e exportação em PDF nativo com transparência.

Versão 0.45Editar

Disponibiliza funções como:

  • filtro "Blur Gaussian" possibilitando efeitos mais fotorrealísticos.
  • Atalhos de tecla personalizáveis possibilitando usar atalhos de outros programas o que diminui a curva de aprendizado
  • Histórico de ações - permitindo voltar a um momento específico da edição

Versão 0.45.1Editar

  • Aparecimento do "Balde de Tinta" para preencher áreas reconhecidas pela coloração, nível do canal alfa, brilho ou outras variantes.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Release notes/0.92.3». wiki.inkscape.org (em inglês). Consultado em 30 de março de 2018 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Livros e manuais no Wikilivros
  Imagens e media no Commons