Abrir menu principal

Instituto Camões

O Instituto Camões, I. P. (IC, I. P.) foi criado para a promoção da língua portuguesa e da cultura portuguesa no exterior. A sua Lei Orgânica define-o como pessoa colectiva de direito público, dotada de autonomia administrativa e patrimonial, sob a superintendência do Ministério dos Negócios Estrangeiros para assegurar a orientação, coordenação e execução da política cultural externa de Portugal, nomeadamente da difusão da língua portuguesa, em coordenação com outras instâncias competentes do Estado, em especial os Ministérios da Educação e da Cultura.

Instituto Camões

Coat of arms of Portugal.svg
Instituto Camões.JPG
Entrada do Instituto Camões na Avenida da Liberdade em Lisboa.
Organização
Natureza jurídica Instituto público
Missão Promoção da língua e cultura portuguesas no estrangeiro
Dependência Governo de Portugal
Ministério dos Negócios Estrangeiros
Chefia Ana Paula Laborinho, presidente[1]
Documento institucional Estatuto do IC, I. P.
Localização
Jurisdição territorial Portugal Portugal
Sede Lisboa
Histórico
Antecessor Instituto de Cultura e Língua Portuguesa
Criação 15 de junho de 1992[2]
Sítio na internet
www.instituto-camoes.pt

Em 2005 na cidade de Oviedo, o Instituto Camões foi galardoado com o Prémio Princesa das Astúrias de Comunicação e Humanidades, juntamente com Aliança Francesa, Sociedade Dante Alighieri, Conselho Britânico, Instituto Goethe e Instituto Cervantes.[3]

Centros culturais portuguesesEditar

Referências

  1. Lusa (20 de março de 2012). «Ana Paula Laborinho nomeada presidente do Camões». Diário de Notícias 
  2. «História do Instituto Camões». Instituto Camões. Consultado em 8 de fevereiro de 2016. 
  3. Lusa (1 de junho de 2005). «Instituto Camões recebe Prémio Príncipe das Astúrias de Humanidades». Público 
  4. «Centros Culturais Portugueses». Instituto Camões. Consultado em 15 de janeiro de 2018. 

Ligações externasEditar