Inteligência em Pesquisa e Consultoria Estratégica

Instituto brasileiro de pesquisas de mercado e opinião

Inteligência em Pesquisa e Consultoria Estratégica, ou Ipec, é um instituto brasileiro de pesquisas de mercado e opinião fundado em janeiro de 2021.

Inteligência em Pesquisa e Consultoria Estratégica
Logotipo do Ipec
Tipo Privada
Fundação 2021
Propósito Pesquisa de marketing
Pesquisa de opinião
Pesquisa demográfica
Sede São Paulo, SP, Brasil
Línguas oficiais Português
Inglês
Espanhol
Fundador(a) Márcia Cavallari

HistóricoEditar

O instituto foi fundado em janeiro de 2021 por Márcia Cavallari, ex-CEO do IBOPE, e outros membros que lá trabalhavam. O grupo IBOPE, fundado em 1942, foi vendido em 2014 para a inglesa Kantar, que dividiu o grupo em dois e passou adotar o nome de Kantar IBOPE Media, focado na medição de audiência de televisão; as demais operações de opinião, de mercado e de intenções de voto, pelo acordo, foram assumidas pela IBOPE Inteligência, que manteria o direito de uso do nome até o início do ano de 2021.[1] Com o fim do direito de uso, os antigos integrantes da diretoria da empresa fundaram o Ipec, adotando métodos e nichos de mercado semelhantes aos já praticados pela antiga empresa.[2] Dentre os sócios da nova empresa está Carlos Augusto Montenegro, um dos membros da família que controlava o IBOPE desde a década de 1970.[3]

AtuaçãoEditar

Iniciando operação com significativa parte dos profissionais e do participação de mercado do extinto IBOPE, o Ipec se notabilizou como um dos principais institutos de pesquisa de opinião do país.[4] O instituto realizou diversas pesquisas de intenções de voto durante as eleições gerais no Brasil em 2022, sendo o único instituto a realizar pesquisas em todos os estados e no Distrito federal para os pleitos estaduais e federais.[5]

Fake news envolvendo o instituto nas eleições de 2022Editar

Durante as eleições de 2022, o instituto foi objeto de diferentes notícias falsas que visavam descredibilizar os resultados de suas pesquisas que apontavam liderança do candidato Luiz Inácio Lula da Silva sobre o então presidente Jair Bolsonaro para as eleições presidenciais. Em agosto, circulou um vídeo deepfake que simulava a jornalista Renata Vasconcellos dando notícia suposta pesquisa do Ipec apontava liderança de Bolsonaro.[6] No mesmo mês e durante algumas semanas, circulou notícia falsa alegando que o instituto teria o mesmo endereço do Instituto Lula, o que apontaria conluio entre os institutos para mostrar este candidato à frente nas pesquisas. A notícia foi inicialmente divulgada pelo bolsonarista Gustavo Gayer[7] e amplamente desmentida, inclusive pelo próprio divulgador inicial, mas continuou circulando em outros canais posteriormente.[8]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Povo, O. (5 de setembro de 2022). «Pesquisas: saiba o que é o Ipec e por que o Ibope acabou». O POVO. Consultado em 19 de novembro de 2022 
  2. Farias, Luisa (25 de junho de 2021). «Saiba quem é o Instituto Ipec, composto por remanescentes da Ibope Inteligência, que fez pesquisa Lula x Bolsonaro». JC. Consultado em 19 de novembro de 2022 
  3. «O que é o Ipec, instituto que traz Lula à frente de Bolsonaro em 2022?». noticias.uol.com.br. Consultado em 19 de novembro de 2022 
  4. «O que revelam 5 principais institutos de pesquisa sobre Lula x Bolsonaro». VEJA. Consultado em 19 de novembro de 2022 
  5. annagabriela. «Ipec aponta governadores ou sucessores liderando eleições em 20 estados». CNN Brasil. Consultado em 19 de novembro de 2022 
  6. «Deepfake mostra pesquisa falsa na voz de Renata Vasconcellos, do Jornal Nacional». Exame. 18 de agosto de 2022. Consultado em 19 de novembro de 2022 
  7. «Leonardo Sakamoto - Após fake, bolsonaristas batem à porta do Instituto Lula exigindo ver Ipec». noticias.uol.com.br. Consultado em 19 de novembro de 2022 
  8. «É #FAKE que empresa de pesquisas eleitorais Ipec fique no mesmo endereço do Instituto Lula». G1. Consultado em 19 de novembro de 2022 

Ligações externasEditar