Abrir menu principal


De acordo com o Instituto Nacional de Estatística, apoiado no censo de 1991, havia 9134 muçulmanos em Portugal – número que corresponde a cerca de 0,1% da população total.

Mesquita de Lisboa

A maioria da população muçulmana, origina das antigas províncias ultramarinas Portuguesas da Guiné-Bissau e de Moçambique, sendo a população mais recente, originária do subcontinente indiano.

Em 2008, porém, o número de muçulmanos em Portugal aumentou para cerca de 15.000, [1] e em 2011, havia mais de 20.000 muçulmanos em Portugal.[2] A maioria dos muçulmanos no país são Sunitas, seguido por cerca de 5.000 a 7.000 Xiitas. Há também um número limitado de muçulmanos Ahmadiyya. [3]

Índice

HistóriaEditar

Durante séculos, de 711 a 1253, grande parte do território actual de Portugal esteve sob o domínio muçulmano sob o nome de Al-Andalus. Esta presença influenciou culturalmente Portugal, especialmente na forma de arte islâmica. Também a própria língua foi influenciada, incorporando várias palavras árabes. Em Mértola, existe ainda uma mesquita parcial, convertida numa Igreja Católica (Igreja de Nossa Senhora da Anunciação (Mértola)) depois da Reconquista.

Referências

  1. «15.000 fiéis à confissão muçulmana». Consultado em 6 de Outubro de 2008 
  2. «Comunidade Islâmica em Portugal completa 45 anos de existência» 
  3. Buchanan, Charles (e outros) (2002). Islam, Europe's Second Religion: The New Social, Cultural, and Political Landscape. [S.l.]: Praeger Publishers. 193 páginas 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre o Islamismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.