Abrir menu principal
João Scognamiglio Clá Dias, EP
Monsenhor da Igreja Católica
Cônego honorário da Basílica Papal de Santa Maria Maior
Protonotário Apostólico

Título

Fundador de Virgo Flos Carmeli e dos Arautos do Evangelho
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Roma
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 15 de junho de 2005
Dados pessoais
Nascimento São Paulo
15 de agosto de 1939 (80 anos)
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Annitta Scognamiglio Clá Dias
Pai: Antonio Clá Dias
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

João Scognamiglio Clá Dias é um religioso brasileiro, fundador dos Arautos do Evangelho, uma associação privada de fiéis de Direito Pontifício, e das Sociedades de Vida Apostólica Regina Virginum e Virgo Flos Carmeli.

Seus pais, Antonio Clá Dias e Annitta Scognamiglio Clá Dias, eram descendentes de imigrantes europeus: Antonio Clá Díaz (espanhol de Cádis) e Annitta Scognamiglio (italiana de Roma)[1].

Foi membro da Sociedade Brasileira de Defesa da Tradição, Família e Propriedade (TFP) durante décadas, entidade de cunho católico que combateu o comunismo e o progressismo no Brasil, e se espalhou pelo mundo sob a liderança do líder intelectual leigo Plinio Corrêa de Oliveira[2]. Como membro da sociedade, além de outras coisas, escreveu um livro sobre a mãe de Plinio, Lucilia Corrêa de Oliveira, chamado Dona Lucilia[3], com prefácio do Pe. Antonio Royo Marín, O.P.

No dia 15 de agosto de 2009, o papa Bento XVI conferiu-lhe, pelas mãos do cardeal Franc Rodé, a medalha Pro Ecclesia et Pontifice, concedida àqueles que, segundo critérios da instituição, se distinguem por sua atuação em favor da Igreja Católica e do papado.

Monsenhor João Clá é cônego honorário da Basílica Papal de Santa Maria Maior, em Roma, e protonotário apostólico. É também membro da Sociedade Internacional Tomás de Aquino, da Academia Marial de Aparecida e da Pontifícia Academia da Imaculada.

Foi condecorado em diversos países por sua atividade cultural e científica, recebendo a Medalha de Ciências do México e o título de Doutor Honoris Causa, outorgado pela UniÍtalo,[4] de São Paulo. É licenciado em Humanidades pela Pontifícia Universidade Católica Madre y Maestra, da República Dominicana, doutor em Direito Canônico pela Pontifícia Universidade Santo Tomás de Aquino (Angelicum) e em Teologia pela Universidad Pontifícia Bolivariana, de Medellín, Colômbia.

Tendo em vista a necessidade de formação intelectual, espiritual e doutrinária dos Arautos do Evangelho, Monsenhor João fundou o Instituto Filosófico Aristotélico Tomista (IFAT) e o Instituto Teológico São Tomás de Aquino, bem como o Instituto Filosófico-Teológico Santa Escolástica para o setor feminino. Para ajudar a cuidar das vocações dos jovens, promoveu a abertura de vários colégios de Ensino Médio, entre os quais o Colégio Internacional Arautos do Evangelho, na Grande São Paulo.

ObrasEditar

Monsenhor Clá Dias é autor de várias obras, que incluem O Inédito sobre os Evangelhos (2013-2016), em 7 volumes, e a sua biografia de Plinio Corrêa de Oliveira, O Dom de Sabedoria na Mente, Vida e Obra de Plinio Corrêa de Oliveira (2016), em 5 volumes.

Referências

  1. Arautos do Evangelho, Revista Arautos do Evangelho. [/05/2015 «Religião no Cyberspace: Cultura do Imaterial e Estética Classicista no Portal dos Arautos do Evangelho»] Verifique valor |url= (ajuda). Revista Eletrônica CoMtempo, do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Faculdade Cásper Líbero 
  2. João Clá Dias, Comentário sobre o Fundador dos Arautos. [/05/2015 «Considerações sobre a Igreja Católica hoje»] Verifique valor |url= (ajuda). Estudos dos artigo, pg1 e pg2 
  3. Em duas edições: 1995 (artpress) e 2011 (Libreria Editrice Vaticana), quando João Clá já havia se tornado Monsenhor. A segunda edição suprime algumas cartas. Um exemplo é a Carta de Outubro, 1962 para D. Lucilia, na qual Dr.Plinio critica o Concílio Vaticano II, na primeira edição, vol.III, p. 117, e uma parte da carta mostrada no vol.III, cap.XIV, pg.120 da primeira edição, na qual Dr.Plinio criticava o clergyman eclesiástico.
  4. Discurso de titulação Honoris Causa[ligação inativa]

Ligações externasEditar