Joan Llimona

pintor espanhol

Joan Llimona (Barcelona, 23 de junho de 1860 - 1926) foi um artista espanhol de grande popularidade durante o fim do romanticismo na Europa. O trabalho de Llimona foi essencial para o movimento modernista.[1] Era irmão do também artista e escultor Josep Llimona.

Joan Llimona
Auto-Retrato de Joan Llimona
Nascimento 23 de junho de 1860
Barcelona, Espanha
Morte 1926 (66 anos)
Barcelona, Espanha
Nacionalidade espanhol
Ocupação Artista

BiografiaEditar

Joan Llimona nasceu em Barcelona, em 1860.[2] O começo do século XX teve grande influência por sua arte, que por sua vez foi fortemente influenciada pela religião e cenas religiosas, muitas vezes refletidas em controversas mensagens em suas obras.[1] A arte e a religião eram fortes em sua família. Suas duas filhas também eram influenciadoras na comunidade artística européia: Nuria Llimona Raymer, pintora e Mercedes Llimona Raymer, ilustradora.[2]

Antes de se tornar um artista controverso e influente, estudou arquitetura e engenharia, mas assim que descobriu sua habilidade para a pintura, largou o curso de arquitetura e se matriculou na escola de pintura de Llotja, em Barcelona.[1] Llimona estudou em grandes cidades europeias, em especial em Madri e Veneza. Em Madri, seu estudos se concentraram no Museu do Prado.[2]

MorteEditar

Llimona faleceu em 1926, em Barcelona, aos 66 anos.[1]

GaleriaEditar

Referências

  1. a b c d GAUDÍ AND ART NOUVEAU IN CATALONIA (ed.). «JOAN I Bruguera LLIMONA». GAUDÍ AND ART NOUVEAU IN CATALONIA. Consultado em 7 de julho de 2017 
  2. a b c Llimona, Mercé (1977). Josep Llimona y Joan Llimona : vida y obra. Barcelona: Barcelona : Nuevo Arte Thor