Joelma (cantora)

cantora brasileira (1945-)
Joelma
Informação geral
Nome completo Joelma Giro
Nascimento 19 de setembro de 1945 (74 anos)
Local de nascimento
Cachoeiro de Itapemirim, Espírito Santo
Ocupação(ões) Cantora
Disambig grey.svg Nota: Para a ex-vocalista da banda Calypso, veja Joelma Mendes.

Joelma Giro (Cachoeiro de Itapemirim,[1] 19 de setembro de 1945), conhecida simplesmente como Joelma, é uma cantora brasileira.

BiografiaEditar

Iniciou a carreira ainda jovem, interpretando músicas que faziam sucesso na voz de Ângela Maria e Agnaldo Rayol, no programa de rádio Clube do Guri. Foi descoberta aos 8 anos por Emilinha Borba, que a levou a participar do programa Papel Carbono, de Renato Murce, na Rádio Nacional (Rio de Janeiro).

O primeiro disco (compacto simples) saiu em 1963, pela Chantecler: de um lado, o bolero "Incompreendida"; de outro, o samba canção "Só ele". Em 1966, o primeiro LP: "Perdidamente te amarei", também pela Chantecler. Em 1972 lança um EP com 4 músicas, entre elas uma interpretação de Passion Love Theme, composta por Dick Danello.[2]

Entre seus sucessos encontram-se "Não digas nada", de Rossini Pinto e Fernando Costa, "Alguém me disse", de Jair Amorim e Evaldo Gouveia, e ainda "Aqueles tempos", "Pombinha Branca" (versão de Nelson Motta), etc. De grande sucesso popular, fez inúmeras apresentações no exterior e gravou discos em espanhol.

DiscografiaEditar

Álbuns de estúdio

  • 1966: Joelma
  • 1968: Joelma, Muito Mais - Chantecler - LP
  • 1969: Casatschok - Chantecler - LP
  • 1970: Joelma - Continental - LP
  • 1971: Joelma - Continental - LP
  • 1973: Joelma - Continental - LP
  • 1976: Joelma - Continental - LP
  • 1978: Joelma
  • 1979: Joelma
  • 1987: Joelma
  • 2001: Recado Nº......
  • 2015: Joelma - 50 Anos do Primeiro Sucesso - CD

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.