Abrir menu principal

Os Jogos Abertos do Interior, foram criados em 1936 em Monte Alto no estado de São Paulo, por Baby Barioni, portanto tem grande tradição esportiva, para a criação de atletas em geral.[1]

HistóriaEditar

A história dos Jogos Abertos do Interior começou em 1936, quando foi organizada a primeira edição da competição, em Monte Alto, interior de São Paulo. À frente dessa empreitada estavam Baby” Barioni, ex-jogador de basquete de importantes clubes da capital paulista, e Manuel Carvalho Lima, então presidente da Associação Montealtense.[2]

Com o nome de "Campeonato Aberto do Interior", a competição reuniu seis cidades que disputaram jogos de basquetebol: Monte Alto, Franca, Mirassol, Olímpia e Piracicaba e Uberlândia. O título ficou com a cidade mineira de Uberlândia e o vice-campeonato ficou com Piracicaba.

Em 1937, os Jogos Abertos aconteceram em Uberlândia. Essa foi a única vez em que a competição aconteceu em uma cidade fora do Estado de São Paulo. Mais uma vez, os mineiros conquistaram o título. Nesse ano, a novidade foi a integração da modalidade natação às disputas.

No ano seguinte 1938, os Jogos Abertos do Interior ganharam o reforço das competições de atletismo. Na competição realizada em Sorocaba. A cidade de Uberlândia conquista o seu tricampeonato, curiosamente na sua última participação. Com três modalidades, o evento começou a ganhar as suas características atuais e abriu espaço para a entrada de mais modalidades, se transformando na maior festa esportiva do Estado de São Paulo, em que competem todos os anos os maiores atletas do Brasil.

Em 1939, já com três modalidades, os jogos foram realizados em Campinas. Em 1940 já começou a contar com cinco modalidades, nos jogos realizados em São Carlos, com inclusão do Tênis e do Tiro ao alvo e as cidades já haviam criado a Comissão Central de Esportes em cada município.[3]

Em 1956, a Câmara Municipal de Bauru autoriza o Poder Executivo a emitir selos postais, comemorativos dos XXI Jogos Abertos do Interior.[4]

Nos jogos de 2018, houve competições em 27 modalidades e 3 modalidades extras experimentais, que poderão ser incorporadas no futuro.

Nesses anos, apenas uma vez os Jogos Abertos não aconteceram. Foi em 1989, quando uma greve de professores da rede estadual de ensino inviabilizou a utilização das escolas estaduais como alojamento. As competições voltaram no ano seguinte, com a disputa na cidade de Araçatuba.

Em 2008, outra novidade importante foi implantada: a separação das cidades em duas divisões. Naquele ano, 12 cidades participaram da 1ª divisão, enquanto o restante esteve na 2ª divisão.

Em 2018, os jogos tiveram números grandiosos em sua realização na cidade de São Carlos, quando 217 delegações e 15.400 atletas participaram e competiram, evento que contou com a maior cobertura jornalística já alcançada na sua história em jogos abertos. A maior delegação com 598 integrantes foi a da campeã São José dos Campos, a segunda maior delegação com 391 integrantes foi a da cidade sede, que terminou na 9ª colocação.[5]

A cidade de Santos é a maior vencedora do Jogos, com 26 edições ganhas.

Edições dos Jogos Abertos do Interior - JAI'sEditar

Ano Edição Cidade-sede Campeã Vice-campeã 3º colocado 4º colocado
1936 Monte Alto Uberlândia-MG Piracicaba
1937 Uberlândia-MG Uberlândia-MG Amparo
1938 Sorocaba Uberlândia-MG Campinas
1939 Campinas Campinas Santos
1940 São Carlos Santos Campinas/Piracicaba São Carlos
1941 Ribeirão Preto Santos Ribeirão Preto
1942 Ribeirão Preto Santos Ribeirão Preto
1943 Sorocaba Santos Campinas
1944 Taubaté Santos Taubaté Bauru
1945 10ª Campinas Santos Campinas Bauru
1946 11ª Santos Santos Campinas Bauru
1947 12ª Ribeirão Preto Santos Ribeirão Preto
1948 13ª Santos Santos Ribeirão Preto
1949 14ª Rio Claro Santos Ribeirão Preto
1950 15ª Sorocaba Santos Campinas
1951 16ª Santos Santos Campinas
1952 17ª Ribeirão Preto Santos Ribeirão Preto
1953 18ª Jundiaí Santos Ribeirão Preto
1954 19ª Sorocaba Santos Campinas
1955[6] 20ª Piracicaba Campinas Rio Claro Sorocaba Piracicaba
1956 21ª Bauru Campinas Bauru - -
1957 22ª São Carlos Santos Campinas Bauru São Carlos
1958 23ª Piracicaba Campinas São José do Rio Preto São Carlos/Jundiaí Piracicaba Santo André
1959 24ª Santo André Santos Santo André
1960 25ª Campinas Campinas Uberlândia
1961 26ª Jundiaí Jundiaí Campinas
1962 27ª Marília Santos Jundiaí
1963 28ª São José do Rio Preto Santos São José do Rio Preto
1964 29ª São Caetano do Sul Santos Santo André
1965 30ª Santos Santos Santo André
1966 31ª Rio Claro Santos Santo André
1967 32ª São José dos Campos Santos Santo André
1968 33ª Jaboticabal Santos São José dos Campos
1969 34ª Araraquara São José dos Campos São Bernardo do Campo
1970 35ª Bauru Santo André Bauru
1971 36ª Tupã Campinas Santo André Bauru
1972 37ª Osasco Santo André Bauru
1973 38ª São Bernardo do Campo São Bernardo do Campo Santo André
1974 39ª Franca Campinas Santos Bauru
1975 40ª Pirassununga Campinas Santos Bauru
1976 41ª Tupã Santo André Campinas
1977 42ª São José dos Campos Santo André Campinas
1978 43ª Americana Campinas Santo André Bauru
1979 44ª Araçatuba Campinas Santo André Bauru
1980 45ª Presidente Prudente Santo André Campinas
1981 46ª Ribeirão Preto Santo André Campinas
1982 47ª Rio Claro São Caetano do Sul São Bernardo do Campo Bauru
1983 48ª São José do Rio Preto Santo André Campinas
1984 49ª Araçatuba Santo André São Bernardo do Campo
1985 50ª Santo André Santo André Campinas
1986 51ª Rio Claro Santo André Campinas
1987 52ª Santos Santos Piracicaba
1988 53ª Piracicaba Santo André Piracicaba
1989
Não aconteceu
1990 54ª Araçatuba Guarulhos Santos
1991 55ª Americana Guarulhos São Caetano do Sul
1992 56ª Presidente Prudente Guarulhos São Caetano do Sul
1993 57ª Guarulhos Guarulhos Santos
1994 58ª Campinas Guarulhos Campinas
1995 59ª São José do Rio Preto Guarulhos Santo André
1996 60ª Bragança Paulista Santo André Guarulhos
1997 61ª Bragança Paulista São Caetano do Sul Santos
1998 62ª Araçatuba São Caetano do Sul Santos
1999 63ª Araraquara São Caetano do Sul Santos
2000 64ª Santos São Caetano do Sul Santos
2001 65ª São José do Rio Preto São Caetano do Sul Santos
2002 66ª Franca São Caetano do Sul Santos
2003 67ª Santos Santos São Caetano do Sul
2004 68ª Barretos São Caetano do Sul São José dos Campos
2005 69ª Botucatu São Caetano do Sul Santos
2006 70ª São Bernardo do Campo São Caetano do Sul São Bernardo do Campo
2007 71ª Praia Grande São Caetano do Sul São Bernardo do Campo
2008 72ª Piracicaba São Caetano do Sul São Bernardo do Campo
2009 73ª São Caetano do Sul São Caetano do Sul São José dos Campos
2010 74ª Santos São Caetano do Sul Santos
2011 75ª Mogi das Cruzes São Bernardo do Campo São José dos Campos
2012 76ª Bauru São Caetano do Sul São José dos Campos
2013 77ª Mogi das Cruzes São Bernardo do Campo São José dos Campos
2014 78ª Bauru São José dos Campos Piracicaba
2015 79ª Barretos São Bernardo do Campo São José dos Campos Piracicaba Sertãozinho
2016 80ª São Bernardo do Campo São Bernardo do Campo São José dos Campos Piracicaba Mogi das Cruzes Santos
2017 81ª São Bernardo do Campo
São Caetano do Sul
Santo André
Mauá
Ribeirão Pires
São José dos Campos São Bernardo do Campo São Caetano do Sul Mogi das Cruzes[7]
2018 82ª São Carlos São José dos Campos São Bernardo do Campo Santos Sorocaba Jundiaí
2019 83ª Marília

Relação das cidades campeãsEditar

Relação das Cidades-sedeEditar

Vezes Anos Cidade
8 vezes 1946, 1948, 1951, 1965, 1987, 2000, 2003 e 2010 Santos
5 vezes 1941, 1942, 1947, 1952 e 1981 Ribeirão Preto
4 vezes 1973, 2006, 2016 e 2017 São Bernardo do Campo
1956, 1970, 2012 e 2014 Bauru
1955, 1958, 1988 e 2008 Piracicaba
1963, 1983, 1995 e 2001 São José do Rio Preto
1979, 1984, 1990 e 1998 Araçatuba
1939, 1945, 1960 e 1994 Campinas
1949, 1966, 1982 e 1986 Rio Claro
1938, 1943, 1950 e 1954 Sorocaba
3 vezes 1940, 1957 e 2018 São Carlos
1964, 2009 e 2017 São Caetano do Sul
1959, 1985 e 2017 Santo André
2 vezes 2004 e 2015 Barretos
2011 e 2013 Mogi das Cruzes
1974 e 2002 Franca
1969 e 1999 Araraquara
1996 e 1997 Bragança Paulista
1980 e 1992 Presidente Prudente
1978 e 1991 Americana
1967 e 1977 São José dos Campos
1971 e 1976 Tupã
1953 e 1961 Jundiaí
1 vez 2017 Mauá
2017 Ribeirão Pires
2007 Praia Grande
2005 Botucatu
1993 Guarulhos
1989 Não aconteceu
1975 Pirassununga
1972 Osasco
1968 Jaboticabal
1962 Marília
1944 Taubaté
1937 Uberlândia-MG
1936 Monte Alto

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar