Abrir menu principal
Jorge Alberto Aragão Seia
Nascimento 29 de abril de 1936
Porto
Morte 29 de janeiro de 2005 (68 anos)
Cidadania Portugal
Alma mater Universidade de Lisboa
Ocupação juiz
Prêmios Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo

Jorge Alberto Aragão Seia GCC (Porto, 29 de Abril de 1936 - Lisboa, 29 de Janeiro de 2005) foi um jurista e juiz português.

BiografiaEditar

Jorge Aragão Seia licenciou-se pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa em 1959.

Iniciou a sua carreira como delegado do Procurador da República na comarca de Miranda do Douro.

Antes de se tornar juiz de direito, em 1968, fez uma comissão de serviço, em Lisboa, como inspector da Polícia Judiciária.

Subiu todos os degraus da hierarquia da magistratura, passou por Macau onde foi o primeiro Alto Comissário Contra a Corrupção e a Ilegalidade Administrativa (ACCCIA).

Em 1995, ingressou no Supremo Tribunal de Justiça, de que foi presidente (2001-2005), como juiz conselheiro[1][2].

Foi agraciado, a título póstumo, com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo pelo Presidente da República Jorge Sampaio, no dia 9 de Junho de 2005.[3]

Referências

  1. Jorge Alberto Aragão Seia Arquivado em 7 de março de 2016, no Wayback Machine. na página do Conselho Superior da Magistratura.
  2. Jorge Alberto Aragão Seia na página do Supremo Tribunal de Justiça Brasileiro.
  3. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Jorge Alberto Aragão Seia". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 26 de outubro de 2015