José Amoroso Filho

futebolista brasileiro

José Amoroso Filho, conhecido como Amoroso, (Rio de Janeiro, 19 de setembro de 1937Campos dos Goytacazes, 16 de setembro de 2022[1][2]) foi um ex-futebolista brasileiro. Jogava como centro-avante e aposentou-se do serviço público federal.

José Amoroso Filho
Nascimento 19 de setembro de 1937
Rio de Janeiro
Morte 16 de setembro de 2022
Campos dos Goytacazes
Cidadania Brasil
Ocupação futebolista

VidaEditar

Amoroso começou a sua carreira no Botafogo onde foi bicampeão carioca em 1961/1962, transferindo-se para o Fluminense em 1964, onde foi novamente campeão carioca e também artilheiro do Campeonato Carioca em 1964 e 1965. Jogou no Fluminense de 1964 à 1968, sendo campeão ainda do Torneio Início de 1965 e da Taça Guanabara de 1966 , fazendo 72 gols em 135 partidas. Saiu do Fluminense numa troca com o Clube do Remo, pelo então promissor defensor paraense Assis.

Pelo Clube do Remo, foi campeão paraense de 1968 e artilheiro deste campeonato.

Este jogador é um dos grandes personagens do Clássico Vovô, pois marcou quatro gols pelo Botafogo contra o Fluminense e sete gols pelo Fluminense contra o Botafogo, tendo perdido apenas um dos clássicos em que fez gol. Em 2006 , ao ser perguntado qual era o seu time de coração, respondeu:

"Eu tenho três times, o Botafogo, o Fluminense e qualquer um que jogue contra o Flamengo!"

Amoroso é tio materno de Márcio Amoroso dos Santos, outro centro-avante que fez história no futebol brasileiro e internacional entre o final da década de 1990 e o início do século XXI.

Referências

  1. «Morre ex-jogador Amoroso, destaque do Clube do Remo». O Liberal. 17 de setembro de 2022. Consultado em 17 de setembro de 2022 
  2. «Ex-jogador de Botafogo e Fluminense, Amoroso morre aos 84 anos em Campos - Terceira Via Terceira Via». Terceira Via. 18 de setembro de 2022. Consultado em 19 de setembro de 2022