José Fialho

Dom Frei José Fialho, O. Cist (Vila Nova de Cerveira, 13 de dezembro de 1673 - Lisboa, 18 de março de 1741) foi um prelado português da Igreja Católica, bispo de Olinda, arcebispo de São Salvador da Bahia e Primaz do Brasil e arcebispo-bispo da Guarda.

José Fialho
Arcebispo da Igreja Católica
Arcebispo da Guarda
Atividade eclesiástica
Ordem Ordem de Cister
Diocese Diocese da Guarda
Nomeação 22 de fevereiro de 1739
Predecessor João de Mendonça
Sucessor Bernardo António de Melo Osório
Mandato 1741
Ordenação e nomeação
Nomeação episcopal 29 de fevereiro de 1725
Ordenação episcopal 13 de maio de 1725
por Tomás de Almeida
Nomeado arcebispo 26 de julho de 1738
Dados pessoais
Nascimento Vila Nova de Cerveira
13 de dezembro de 1673
Morte Lisboa
18 de março de 1741 (67 anos)
Nacionalidade português
Funções exercidas - Bispo de Olinda (1725-1738)
- Arcebispo Primaz de São Salvador da Bahia (1738-1741)
dados em catholic-hierarchy.org
Arcebispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

BiografiaEditar

Em 23 de janeiro de 1696, entra para a Ordem de Cister.[1] Foi nomeado bispo de Olinda por Dom João V em 25 de novembro de 1722, sendo confirmado pelo Papa Bento XIII em 29 de fevereiro de 1725. Foi consagrado em 13 de maio do mesmo ano, sendo seu sagrante o Patriarca de Lisboa, Dom Tomás de Almeida, coadjuvado por Dom João Cardoso Castelo, arcebispo-auxiliar de Lisboa e por Dom José de Jesus Maria Fonseca, O.P., bispo-auxiliar de Évora.[1][2] Tomou posse da Diocese por procuração em 20 de junho e, em 17 de novembro, deu entrada na Sé. Tido por moralizador e caridoso, como por conta de uma peste que assolou a região durante sua prelazia, ordenou que as boticas aviassem as receitas dos mais necessitados às suas expensas, proibiu a realização de comédias, colóquios, representações e bailes dentro das capelas, igrejas e adros.[2]

Em 26 de julho de 1738, foi elevado à dignidade de arcebispo primaz do Brasil, sendo transferido para a Arquidiocese de São Salvador da Bahia, dando entrada na Sé em 2 de fevereiro de 1739. Mas, em 30 de outubro do mesmo ano, foi nomeado para a Diocese da Guarda, para onde seguiu em 1741, mantendo ad personam o título de arcebispo.[1][2]

Morreu em Lisboa, em 18 de março de 1741.[2]

Referências

  1. a b c Catholic Hierarchy
  2. a b c d Carlos Augusto Peixoto de Alencar (1864). Roteiro dos bispados do Brasil e dos seos respectivos bispos. Ceará: Typ. Cearense. p. 59-60 e 160-162 

Ligações externasEditar

Precedido por
Manuel Álvares da Costa
 
Bispo de Olinda

1725 - 1738
Sucedido por
Luís de Santa Teresa, O.C.D.
Precedido por
Luís Álvares de Figueiredo
 
Arcebispo de São Salvador da Bahia

1738 - 1741
Sucedido por
José Botelho de Matos
Precedido por
João de Mendonça
 
Arcebispo-Bispo da Guarda

1741 - 1741
Sucedido por
Bernardo António de Melo Osório