José Luis Rubiera

ciclista espanhol
José Luis Rubiera
Jose Luis Rubiera YM.jpg
Informação pessoal
Nome nativo José Luis Rubiera
Nascimento 27 de janeiro de 1973 (48 anos)
Gijón
Estatura 180 cmVisualizar e editar dados no Wikidata
Cidadania Flag of Spain.svg Espanha
Ocupação Ciclista desportivo (d)Visualizar e editar dados no Wikidata
Informação equipa
Desporto Ciclismo
Disciplina Estrada
Tipo de corredor Gregário
Equipas profissionais
1995
1996-2000
2001-2004
2005-2007
2008-2009
2010
Artiach
Kelme
US Postal
Discovery Channel
Astana
RadioShack
Estatísticas
José Luis Rubiera no ProCyclingStats


José Luis Rubiera Vigil (27 de janeiro de 1973, Gijón, Astúrias), conhecido como Chechu Rubiera, é um antigo ciclista profissional asturiano que destacava principalmente como escalador. Tem sido, ademais, um dos principais gregários de Lance Armstrong durante a sua proveitosa carreira desportiva.

Após ter-se formado nas categorias inferiores da Escola Ciclista as Mestas de Gijón (até cadetes), Alvarín-Rigel de Áviles (juvenis), O jovem de Villablino (aficionados) e da Banesto (também aficionados), passou a profissionais em 1995 nas fileiras da equipa Artiach (desde 1996, Kelme), no que permaneceria até 2000. Começou a destacar em 1997, vencendo na etapa rainha do Giro d'Italia e finalizando 10º em sua classificação geral. Em 2001 passa à equipa US Postal (a partir de 2005, Discovery Channel) como gregário de luxo para o norte-americano Lance Armstrong, ao qual acompanharia nas seis últimas das suas sete vitórias no Tour de France, no que demonstrou a melhora das suas condições como contrarrelógista e rodador. Entre as suas vitórias destacam outra etapa no Giro d'Italia, a Volta ao Alentejo e duas Subidas ao Naranco.

As suas melhores classificações nas grandes voltas têm sido; no Giro, foi 8º em 2000, 10º em 1997 e 13º em 1998; na Volta a Espanha, foi 6º em 1999, 7º em 2001 e 11º em 2000; e no Tour só tem participado com a US Postal, mas, apesar da sua posição como gregário, conseguiu ficar 19º em 2003 e 22º em 2002.

O porto de Cotobello, em Aller (Astúrias) é denominado a Cume Chechu Rubiera.[1]

A final da temporada de 2010 pôs fim à sua carreira desportiva e em novembro desse mesmo ano, com motivo do criterium Memorial Isabel Clavero, deu-se-lhe uma homenagem para agradecer-lhe à sua vida desportiva com sucessos.[2] Actualmente é seleccionador juvenil de ciclismo do Principado das Astúrias e trabalha para a firma de bicicletas MMR.

Apoio ao asturianoEditar

No ano de 2008 aderiu-se à campanha Doi la cara pola oficialidá, em favor do reconhecimento do asturiano como cooficial das Astúrias.[3]

PalmarésEditar

1997

1998

1999

2000

2007

2008

Resultados em Grandes Voltas e Campeonatos do MundoEditar

Durante a sua carreira desportiva tem conseguido os seguintes postos nas Grandes Voltas e nos Campeonatos do Mundo em estrada:

Carreira 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010
Giro d'Italia - - 10º 13º Ab. - - - - - 13º 39º - 49º -
Tour de France - - - - - - 38º 22º 19º 19º 35º 91º - - - -
Volta a Espanha - - - 26º 11º 51º 80º - - - 87º 22º Ab. -
Mundial em Estrada   - - - 45º 36º 29º 57º - - Ab. - - - - - -

-: não participa
Ab.: abandono

EquipasEditar

ReferênciasEditar